Campeão Sevilha enfrenta Shakhtar nas meias-finais

O Shakhtar, carrasco do Braga, vai enfrentar o campeão Sevilha nas meias-finais da UEFA Europa League, ditou o sorteio realizado em Nyon. Já o Liverpool vai ter pela frente o Villarreal.

O sorteio das meias-finais da UEFA Europa League realizou-se em Nyon, com Shakhtar, Sevilha, Villarreal e Liverpool a conhecerem a sua sorte.

Shakhtar (UKR) - Sevilha (ESP, campeão)

Andrés Palop após o seu dramático golo do empate
Andrés Palop após o seu dramático golo do empate©Getty Images
  • As duas equipas já se defrontaram, num embate sensacional nos oitavos-de-final da edição 2006/07. O tento tardio de Enzo Maresca valeu ao Sevilha um empate caseiro a dois golos na primeira mão, mas o campeão viu-se novamente em desvantagem por 2-1 no segundo jogo, até que o guarda-redes Andrés Palop fez o empate, aos 94 minutos. Ernesto Chevantón completou a reviravolta no prolongamento e a equipa de Juande Ramos viria a erguer o troféu.
  • Mircea Lucescu era o treinador do Shakhtar na altura e ainda se mantém, ao passo que Olexandr Kucher, Vyacheslav Shevchuk e Darijo Srna continuam no plantel do Shakhtar (Srna falhou a segunda mão). Do lado do Sevilha já não resta ninguém desse plantel.
  • Sevilha venceu os últimos quatro jogos frente a equipas ucranianas, mais recentemente na final da época passada, quando bateu o Dnipro por 3-2 em Varsóvia. A equipa espanhola também já triunfou em Lviv (apesar de não ter sido na Arena Lviv), casa do Shakhtar nesta campanha europeia, ao vencer o Karpaty Lviv por 1-0, na fase de grupos de 2010.

    Sevilla boast Ukrainian talent in @KONO_official , who made over 200 apps for Dnipro before moving to Spain. #UELdraw pic.twitter.com/9Arotz2TzS

    — UEFA Europa League (@EuropaLeague) April 15, 2016

Villarreal (ESP) - Liverpool (ENG)

O Liverpool foi eliminado pelo Atlético em 2010
O Liverpool foi eliminado pelo Atlético em 2010©Getty Images
  • As duas formações nunca se defrontaram nas competições da UEFA, mas ambas possuem experiência frente a equipas do mesmo país que o adversário em outras meias-finais europeias.
  • Defesa de Jens Lehmann a uma grande penalidade tardia de Juan Riquelme, na UEFA Champions League de 2005/06, ajudou o Arsenal a eliminar a equipa espanhola, orientada por Manuel Pellegrini, e alcançar a final. Caso tivesse marcado, o jogo teria ido para prolongamento.
  • Liverpool já defrontou equipas espanholas três vezes nas meias-finais da Taça UEFA/UEFA Europa League, mais recentemente o Atlético, em 2010, sendo eliminado devido aos golos fora. Afastou o Barcelona da mesma forma em 2001 e 1976, acabando por sagrar-se campeão em ambas.
  • José Enrique, apesar de não estar inscrito pelo Liverpool na UEFA Europa League, continua no clube inglês, depois de em 2006/07 ter passado pelo Villarreal.

Final
O vencedor do jogo entre Villarreal e Liverpool será designado como equipa da casa na final, depois de um sorteio adicional a esse respeito ter sido realizado esta sexta-feira. O jogo decisivo tem lugar no St. Jakob-Park, em Basileia, na quarta-feira, dia 18 de Maio, às 19h45 (de Portugal Continental).

Potenciais embates na final:

Villarreal - Shakhtar

  • Equipas nunca se defrontaram, mas o Villarreal já enfrnetou o Dínamo Kiev, arqui-rival nacional do Shakhtar, e eliminou-o, com um resultado total de 2-0, nos 16 avos-de-final da edição 2004/05 da Taça UEFA.
  • Shakhtar ganhou apenas quatro dos 21 jogos anteriores frene a equipas espanholas, sendo que o mais famoso foi o triunfo por 3-2 sobre o Barcelona em Camp Nou, na fase de grupos da edição 2008/09 da UEFA Champions League. Nos restantes, perdeu 12 e empatou cinco.

Villarreal - Sevilha

O Sevilha após vencer o Villarreal em Março, por 4-2
O Sevilha após vencer o Villarreal em Março, por 4-2©AFP/Getty Images
  • Vitolo marcou logo aos 13.21 segundos, o golo mais rápido na história da UEFA Europa League, quando estas equipas se defrontaram nos oitavos-de-final da temporad passada, com o Sevilha a vencer por 3-1 fora e por 2-1 em casa.
  • Equipas já se defrontaram 38 vezes, todas as competições incluídas – o Villarreal, recorde-se, só a partir de 1998 passou a frequentar a primeira divisão. O Sevilha ganhou 21, o Villarreal nove e registaram-se oito empates.
  • Esta época cada um conta com uma vitória caseira na Liga espanhola, com o jogo mais recente a acontecer na Andaluzia, com uma vitória por 4-2 do Sevilha. No entanto, a seis jornadas do fim, o Villarreal tem 12 pontos de vantagem sobre o Sevilha e está três lugares acima.
  • Marcelino, treinador do Villarreal, esteve oito meses no comando do Sevilha, em 2011/12, mas foi despedido depois de uma érie de sete jogos consecutivos sem vencer, que deixaram o clube no sétimo posto. A gota de água foi uma derrota caseira frente ao Villarreal, por 2-1.

Liverpool - Shakhtar

  • Liverpool e Shakhtar são as últimas equipas invictas ainda em prova. A formação de Lucescu tem cinco vitórias e um empate desde que transitou da UEFA Champions League, enquanto o Liverpool tem seis vitórias e seis empates.
  • Liverpool conquistou a Taça UEFA três vezes, mais recentemente em 2001, quando derrotou o Alavés por 5-4 na final. O Shakhtar ergueu o troféu em 2009, última edição da competição antes de mudar o nome para UEFA Europa League.
  • Jürgen Klopp orientava o Dortmund quando este eliminou o Shakhtar de Lucescu nos oitavos-de-final da UEFA Champions League, há três épocas, com um resultado total de 5-2. Também guarda boas rcordações de Lviv. Na fase d grupos da UEFA Europa League de 2010, o Dortmund esteve a perder por 3-2 com o Karpaty até aos 87 minutos, mas bisou à beira do fim e acabou por vencer.

Liverpool - Sevilha

Vitória
Vitória
  • Juntas, as duas equipas contabilizam sete títulos da Taça UEFA/UEFA Europa League, ainda assim nunca se defrontaram nas competições da UEFA. Os "reds" ambicionam igualar os quatro títulos ganhos pelo Sevilha, um recorde na prova.
  • Último triunfo do Liverpool na Taça UEFA aconteceu em 2001, frente a um adversário espanhol, com uma vitória notável por 5-4 frente ao Alavés, em Dortmund, após prolongamento. Até essa altura, o Sevilha ainda nunca tinha vencido a competição e alinhava na segunda divisão espanhola.
  • Lateral-esquerdo espanhol Alberto Moreno é um produto dos escalões de formação do Sevilha, clube da sua cidade-natal, pelo qual disputou 62 jogos na equipa principal antes de rumar ao Liverpool, em 2014.
Topo