Retrospectiva do Sparta Praga - Villarreal

A série de 12 jogos sem perder do Sparta na UEFA Europa League terminou, mas a confiança mantém-se para a recepção ao Villarreal, já que tem apenas um golo de desvantagem. trazido da primeira mão

O Sparta Praga festeja o golo de Jakub Brabec em Villarreal
O Sparta Praga festeja o golo de Jakub Brabec em Villarreal ©AFP/Getty Images

O AC Sparta Praha está em desvantagem por 2-1 antes da segunda mão dos quartos-de-final da UEFA Europa League, frente ao Villarreal CF, no entanto nem tudo é mau, após ter evitado uma goleada em Espanha.

Encontros anteriores
• Naquele que foi o primeiro encontro entre as duas equipas, o Villarreal ameaçou golear o Sparta, mas teve de se contentar com apenas dois golos de Cédric Bakambu, enquanto Jakub Brabec fez de cabeça um precioso golo fora para o Sparta (o primeiro golo sofrido pelo Villarreal em casa nesta edição do torneio).

• Os 18 jogos do Sparta na UEFA frente a emblemas espanhóis terminaram com 5V 2E 11D (4V 0E 5D em casa – 1V 2E 6D em Espanha).

• O Villarreal não perde há seis jogos frente a formações checas, com 4V 2E 0D (3V 0E 0D em casa – 1V 2E 0D na República Checa). O Villarreal mediu forças com o FC Viktoria Plzeň, rival doméstico do Sparta, na fase de grupos desta temporada, tendo vencido por 1-0 em casa e empatado a três fora.

Resumo: Villarreal 2-1 Sparta Praga
Resumo: Villarreal 2-1 Sparta Praga

Guia de forma
• O Sparta está invicto há seis jogos caseiros na UEFA Europa League esta época (V4 E2), série durante a qual sofreu apenas três golos. Moralizador é também o facto de ter marcado pelo menos uma vez nos 15 jogos europeus que já disputou esta temporada.

• O Villarreal não perde há dez jogos na UEFA Europa League (7V 3E), ainda assim empatou os últimos três fora de casa. Apenas o Borussia Dortmund ganhou igual número de jogos desde o início da fase de grupos.

• O Sparta atingiu pela última vez os quartos-de-final da Taça UEFA em 1983/84 – o seu melhor desempenho na prova. Zdeněk Ščasný, o seu actual treinador, disputou as duas mãos, com o Sparta a ser eliminado pelo HNK Hajduk Split após prolongamento.

• As melhores campanhas do Villarreal na competição até ao momento terminaram com a eliminação nas meias-finais, onde foi duas vezes afastado pelo futuro campeão – Valencia CF, em 2003/04, e FC Porto, em 2010/11.

Ligações e curiosidades
• A viagem de Villarreal a Praga é de cerca de 1600km.

• Samuel Castillejo, do Villarreal, continua a ser o jogador que mais faltas sofreu na competição esta época, 32, da fase de grupos em diante.

Bořek Dočkal, do Sparta, já fez cinco assistências esta temporada – mais do que qualquer outro futebolista ainda em prova.

• O lateral-direito alemão do Sparta, Markus Steinhöfer, tem experiência no futebol espanhol, após representar o Real Betis Balompié em 2013/14.

• Bakambu, do Villarreal, ficou em igualdade com Pierre-Emerick Aubameyang, do Dortmund, ambos com sete golos esta temporada e no segundo lugar da lista de melhores marcadores da UEFA Europa League, atrás de Aritz Aduriz, do Athletic Club.

• O Villarreal é agora o terceiro clube mais concretizador na história da UEFA Europa League, com 78 golos.

• Apenas quatro jogadores envolvidos nos quartos-de-final cumpriram os 990 minutos na campanha da respectiva equipa: Víctor Ruiz, do Villarreal, Iago Herrerín, do Athletic, Simon Mignolet, guarda-redes do Liverpool FC, e Costa, do Sparta. No entanto, Costa – e o colega Brabec – vão falhar a segunda mão frente ao Villarreal, devido a castigo.

Bis de Bakambu pelo Villarreal
Bis de Bakambu pelo Villarreal

• Nenhuma equipa checa disputou os quartos-de-final de uma competição masculina de clubes da UEFA desde que o FC Slovan Liberec foi eliminado pelo Dortmund, com um resultado total de 4-0, na edição 2001/02 da Taça UEFA. A última equipa checa a disputar as meias-finais de uma competição da UEFA foi o SK Slavia Praha, que caiu aos pés do FC Girondins de Bordeaux na Taça UEFA de 1995/96. Nenhum emblema checo disputou qualquer final europeia.

• O Sparta já cometeu 195 faltas desde a primeira jornada – mais 40 do que qualquer outra equipa ainda em prova. Também é que tem mais cartões amarelos (29) ao fim de dez jogos.

• O defesa do Sparta, Ondřej Mazuch, fazia parte da equipa do FC Dnipro Dnipropetrovsk que chegou à final da UEFA Europa League na época passada, embora não tenha jogado na derrota por 3-2 na final com o Sevilla FC.

Os treinadores
• O experiente Zdeněk Ščasný, de 58 anos, assumiu o comando do Sparta no passado mês de Abril. Anteriormente um médio de apetência defensiva, conquistou títulos da Checoslováquia pelo FK Dukla Praha e pelo Sparta. Como treinador liderou o Sparta a dois campeonatos nos anos 90 e também treinou na Grécia e na Hungria.

• A carreira de Marcelino como médio foi encurtada devido a lesão. O agora treinador, de 50 anos, trabalhou como técnico ao longo das várias Ligas em Espanha, chegando depois a clubes como Real Zaragoza, Real Racing Club Santander e Sevilha. Assumiu o comando do Villarreal em 2013 e levou o clube à subia de divisão na primeira temporada no cargo.

Desempates por grandes penalidades
• O registo do Sparta em dois desempates nas competições da UEFA é V1 D1:
D 3-1 C - FC Dynamo Kyiv (segunda pré-eliminatória da edição 1998/99 da UEFA Champions League)
V 4-3 F - Odense BK (primeira eliminatória da edição 2007/08 da Taça UEFA)

• O Villarreal venceu o único desempate que disputou nas provas da UEFA:
V 3-1 F - Club Atlético de Madrid (final da Taça Intertoto de 2004)

Topo