O que esperar da segunda mão dos oitavos-de-final

O Braga vai tentar quebrar a série invencível do Fenerbahçe, numa quinta-feira em que o Sevilha procura tirar proveito da sua fortaleza e em United, Valência e Tottenham têm motivos para alento.

Poderá Anthony Martial levar, desta feita, a melhor sobre Dejan Lovren?
Poderá Anthony Martial levar, desta feita, a melhor sobre Dejan Lovren? ©AFP/Getty Images
Primeira mão: Liverpool 2-0 United
Primeira mão: Liverpool 2-0 United

Fantasmas do passado em Old Trafford
O Manchester United foi claramente inferior ao Liverpool na primeira mão e só graças à grande actuação de David de Gea segue na discussão de eliminatória. Mas Old Trafford é outro palco e já assistiu, ao longo dos anos, a grandes recuperações. "Temos uma segunda hipótese e é possível darmos a volta," lembra Marouane Fellaini. "Temos capacidade para marcar os golos necessários, já o mostrámos no passado."
Man. United-Liverpool, 20h05 de Portugal continental

Primeira mão: Sparta Praha 1-1 Lázio
Primeira mão: Sparta Praha 1-1 Lázio

Regresso de Klose aos golos anima Lázio
Miroslav Klose marcou o seu primeiro golo da época na segunda mão dos 16 avos-de-final e estreou-se a marcar na presente edição da Serie A neste fim-de-semana. "Tirei um peso dos ombros", reconheceu o avançado alemão de 37 anos, que deverá agora ser titular ante o Sparta, com a eliminatória empatada 1-1.
Lázio-Sparta, 18h00

Primeira mão: Fenerbahçe 1-0 Braga
Primeira mão: Fenerbahçe 1-0 Braga

Braga tenta quebrar série do Fenerbahçe
O Fenerbahçe soma oito jogos seguidos sem perder na Europa, registo que constitui a melhor marca da história do clube numa só época. O Braga, por seu lado, sofreu domingo, em casa do CF Os Belenenses a sua segunda derrota em dois jogos – depois de uma série de 15 sem perder em todas as provas – mas Paulo Fonseca poupou vários jogadores e mostra-se pronto para o desafio europeu: "Sabemos que não vai ser fácil. Vamos jogar em casa, mas vamos entrar em campo a perder 1-0 frente a uma grande equipa."
Braga-Fenerbahçe, 20h05

Primeira mão: Basileia 0-0 Sevilha
Primeira mão: Basileia 0-0 Sevilha

Sevilha e o factor casa
Detentor do troféu, o Sevilha vai procurar impor a sua força a jogar em casa, na tentativa de seguir na senda da terceira conquista consecutiva da prova. A turma de Unai Emery tem por hábito fazer valer o facto casa, tendo mesmo ganho os últimos 16 jogos que disputou no Sánchez Pizjuán em todas as competições."
Sevilha-Basileia, 20h05

Primeira mão: Dortmund 3-0 Tottenham
Primeira mão: Dortmund 3-0 Tottenham

Poderão os "spurs" aprender com o passado?Nunca nenhum clube recuperou de uma desvantagem de três golos numa eliminatória dos oitavos-de-final da competição, mas o Tottenham esteve perto de deixar fugir igual vantagem ante o Internazionale Milano na edição de há três anos. Talvez não fosse má ideia para os “spurs” recordarem essa noite.
Tottenham-Borussia Dortmund, 20h05

Primeira mão: Athletic 1-0 Valência
Primeira mão: Athletic 1-0 Valência

Valência busca inspiração em 2014
Para virar a desvantagem de 1-0 trazida da primeira mão ante o Valência poderá inspirar-se na fantástica recuperação conseguida diante do Basileia em 2014, quando perdeu 3-0 na Suíça antes de recuperar no Mestalla e acabar por seguir em frente após prolongamento. Mas, como reconhece o treinador Gary Neville, “terá de ser uma noite especial”.
Valência-Athletic, 18h00

Primeira mão: Villarreal 2-0 Leverkusen
Primeira mão: Villarreal 2-0 Leverkusen

Quebra defensiva do Villarreal faz Leverkusen sonhar
A defesa tem sido o segredo do Villarreal nesta campanha europeia e ao longo da presente época, mas os quarto golos sofridos na derrota do fim-de-semana em casa do Sevilha poderão dar alento ao Leverkusen, que terá de marcar pelo menos por duas vezes depois de ter perdido por 2-0 em Espanha, na primeira mão.
Leverkusen-Villarreal, 18h00

Primeira mão: Shakhtar 3-1 Anderlecht
Primeira mão: Shakhtar 3-1 Anderlecht

Acheampong chave para recuperação do Anderlecht
Depois de uma primeira metade de época pouco feliz, Frank Acheampong apontou sete golos nos últimos nove jogos e, derrotado na Ucrânia por 3-1 há uma semana, só com Acheampong ao seu mais alto nível o Anderlecht poderá lograr dar a volta a um Shakhtar que já na primeira mão teve dificuldade em lidar com a velocidade do avançado de 22 anos."
Anderlecht-Shakhtar, 20h05

Topo