Braga batido pelo Fenerbahçe perto do fim

Fenerbahçe 1-0 Braga
Um golo solitário de Mehmet Topal, aos 82 minutos, ditou a vitória dos pupilos de Vítor Pereira sobre a turma de Paulo Fonseca.

Watch the great solo strike by Mehmet Topal which gave Fenerbahçe the edge against Braga.
  • Braga perde por 1-0 no terreno do Fenerbahçe e sofre a sua primeira derrota na Turquia, ao quarto jogo
  • Mehmet Topal assina o único golo da partida, já dentro dos dez minutos finais
  • Josué vê Volkan Demirel negar-lhe o golo pouco antes
  • Luiz Carlos, do Braga, vê cartão amarelo e fica de fora do segundo jogo
  • Segunda mão na próxima quinta-feira, com o sorteio dos quartos-de-final no dia seguinte

O Braga perdeu por 1-0 no terreno do Fenerbahçe, na primeira mão dos oitavos-de-final da UEFA Europa League. Num jogo onde foram poucas as reais ocasiões de golo, Mehmet Topal assinou, aos 82 minutos, o único tento da partida, pouco depois de Josué ter ficado perto de colocar a formação portuguesa na frente.

Os primeiros minutos decorreram numa toada lenta, sem muitos lances junto das áreas, merecendo apenas destaque uma contrariedade para o Braga, com Ricardo Ferreira a lesionar-se e a ter de ceder o seu lugar a Boly. E acabou por ser a turma bracarense, em contra-ataque, a primeira a visar com relativo perigo uma das balizas. Hassan arrancou em velocidade rumo à grande área do Fenerbahçe mas, descaído pela direita, rematou rasteiro e cruzado, sem problemas para Volkan Demirel.

O Fenerbahçe, que contou com Bruno Alves no "onze", não conseguia impor o seu jogo e o Braga ia aproveitando para subir no terreno, com Wilson Eduardo e Goiano a alvejarem a baliza turca. Aos poucos, enfim, a turma da casa, orientada pelo português Vítor Pereira, começou a acercar-se da grande área do Braga e só uma grande defesa de Matheus impediu Robin Van Persie de inaugurar o marcador, aos 38 minutos, com um desvio subtil.

O Braga foi, depois, a primeira equipa a criar perigo na segunda parte, com Vukcevic a cruzar para o desvio de Hassan, ligeiramente ao lado. Minutos mais tarde, Luiz Carlos viu, depois, o cartão amarelo que o deixa de fora da partida da segunda mão.

Mehmet Topal festeja
Mehmet Topal festeja©AFP/Getty Images

A partir do minuto 60, o Fenerbahçe instalou-se no meio-campo contrário, ainda que sem criar grandes problemas a Matheus. Vítor Pereira lançou Nani e, pouco depois, Raul Meireles em campo, mas foi o Braga quem ficou muito perto de marcar, num lance individual de Josué. O médio conduziu a bola pelo centro e rematou de pé esquerdo, em jeito, para defesa fantástica de Demirel.

Porém, seria a turma da casa a chegar ao golo, já dentro dos dez minutos finais. Topal recuperou uma bola perdida na zona de meio-campo e arrancou em direcção à grande área contrária, antes de rematar de pé esquerdo, sem hipóteses de defesa para Matheus. O Braga tentou reagir, mas não conseguiu evitar a aquela que foi a sua primeira derrota nos últimos 16 jogos, que, ainda assim, deixa tudo em aberto para o jogo da segunda mão, na próxima semana, no Minho.

Reacções
Vítor Pereira, treinador do Fenerbahçe
Alertei os meus jogadores para as dificuldades que o Braga nos ia criar. Ganhámos 1-0, com dificuldades, mas fomos fiéis a nós mesmos e contámos com um apoio fantástico dos nossos adeptos.

Podíamos ter feito mais um ou outro golo. Assim, está tudo em aberto. Sabemos que vamos ter um jogo muito duro em Braga, eles vão tentar fazer o jogo deles, mas nós não vamos lá para defender. Vamos lá para tentar impor o nosso jogo, mas teremos de estar ao nosso melhor nível.

Bruno Alves, defesa do Fenerbahçe
Conseguimos uma vitória importante, mas a eliminatória não está resolvida. O Braga teve um excelente comportamento, mas nós fomos melhores. No jogo da segunda mão vão ter de arriscar mais e abrir espaços. Acreditamos na nossa qualidade para vencer em Braga.

Paulo Fonseca, treinador do Braga
Tenho de dar os parabéns aos meus jogadores. Demonstrámos que temos qualidade e merecíamos sair daqui sem sofrer golos. Tivemos ocasiões para marcar e foi pena termos sofrido aquele golo. Ainda assim, tivemos sempre um grande controlo sobre o jogo.

Depois do que fizemos aqui, não posso deixar de acreditar na passagem à próxima fase. Sabemos que eles são uma grande equipa, que estão em vantagem e que será difícil. Mas acredito.

André Pinto, médio do Braga
Está tudo em aberto. Podemos passar esta eliminatória. Defrontámos uma grande equipa, num ambiente muito difícil. Tivemos uma boa postura. Eles conseguiram marcar, mas nós também tivemos oportunidades e o jogo podia ter caído a nosso favor.

©AFP/Getty Images
©AFP/Getty Images
©AFP/Getty Images
©AFP/Getty Images
©AFP/Getty Images

Topo