Temas de debate da segunda mão da Europa League

Dortmund em grande forma, Marlos e Karim Bellarabi a mostrarem classe, as opções no Tottenham e a boa campanha do Midtjylland: os repórteres do UEFA.com resumem a segunda mão.

O Dortmund venceu os dois jogos com o Porto
O Dortmund venceu os dois jogos com o Porto ©Getty Images

Dortmund candidato
Após o triunfo por 2-0 na primeira mão, a opção mais fácil para o Borussia Dortmund teria sido jogar na expectativa na visita ao Porto. No entanto, os finalistas da UEFA Champions League de 2013 mostraram desde o apito inicial que queriam somar mais uma vitória, com vários jogadores em destaque. A equipa de Thomas Tuchel entrou a pressionar e marcou cedo, um golo fora de casa que confirmou um apuramento tranquilo para os oitavos-de-final.

Apesar de terem o apuramento garantido, os alemães podiam ter marcado mais golos, Pierre-Emerick Aubameyang e Henrikh Mkhitaryan viram golos anulados por fora-de-jogo no segundo tempo, com o atacante arménio a ainda acertar no ferro perto do final. Há que destacar também a boa exibição de Roman Bürki na baliza, a excelente adaptação de Marcel Schmelzer à posição de defesa-esquerdo e o regresso de İlkay Gündoğan após lesão. O clube da Bundesliga mostrou que vai ser difícil de travar nesta campanha na UEFA Europa League.
Joseph Walker

Não esqueçam o Midtjylland
O Manchester United merece ser elogiado pela excelente exibição na segunda mão que resultou num triunfo por 5-1 em Old Trafford, e no apuramento com um total de 6-3, mas a campanha do Midtjylland também foi meritória. O clube campeão da Dinamarca só foi fundado em 1999 – um ano em que o United conquistou a tripla – mas esta época conseguiu estabelecer um novo máximo nas competições europeias ao chegar até aos 16 avos-de-final, isto depois de iniciado a campanha na segunda pré-eliminatória da UEFA Champions League em meados de Julho.

"Neste momento estamos desiludidos, mas espero que venhamos a sentir orgulho por esta participação na UEFA Europa League", afirmou o guarda-redes Mikkel Andersen ao UEFA.com. No final da noite de quinta-feira o United tinha mais uma goleada para se orgulhar, mas antes sofreu um enorme susto provocado pela equipa de Jess Thorup.
Tom Kell

Os dois golos distintos de Bellarabi
Karim Bellarabi teve um pouco de sorte no primeiro golo que marcou ao Sporting CP na quinta-feira, mas o segundo do internacional alemão no triunfo do Bayer Leverkusen por 3-1 no BayArena é um dos candidatos a golo da época.

O extremo de 25 anos inaugurou o marcador aos 30 minutos, numa bola que desviou no guarda-redes Rui Patrício e ressaltou para a baliza, mas depois fez o 2-1 com um remate em arco soberbo da entrada da área, com a parte exterior do pé direito, deixando o Leverkusen tranquilo no duelo dos 16 avos-de-final, que acabaria por vencer com um total de 4-1. "Não importa quem marca os golos mas, obviamente, que estou muito contente por ter marcado", afirmou o modesto Bellarabi no final do encontro. 
Matthew Howarth

O dilema das opções dos Spurs
O Tottenham Hotspur garantiu a terceira presença em quatro épocas nos oitavos-de-final ao bater a Fiorentina com um total de 4-1, mas terá de gerir o plantel de forma mais equilibrada do que nos anos anteriores se quiser atingir as meias-finais da UEFA Europa League pela primeira vez desde que a prova substituiu a Taça UEFA. O clube de Londres, que tradicionalmente luta pelos lugares que valem a presença na UEFA Champions League em Inglaterra, como acontece esta época, tem feito uma rotação demasiado radical nesta prova e foi penalizado em épocas anteriores com eliminações tangenciais frente a Basileia e Benfica.

Mauricio Pochettino pode ter encontrado, desta vez, a fórmula ideal e a equipa também tem mais recursos do que em épocas anteriores. O bom resultado na quinta-feira é prova disso, já que os lesionados Harry Kane, Mousa Dembélé e Jan Vertonghen não jogaram, enquanto Son Heung-Min não precisou sair do banco.
Mark Pettit

Maravilha de Marlos
O Shakhtar Donetsk esteve brilhante em todos os sectores no triunfo por 3-0 no reduto do Schalke, mas na memória irá ficar o golo de Marlos aos 27 minutos. O brasileiro marcou pela terceira vez na UEFA Europa League, um golo de belo efeito e fora de casa, que mudou a eliminatória depois do 0-0 na semana passada.

Pressionado pelo defesa Sead Kolašinac, a atacante de 27 anos desviou um cruzamento com o calcanhar, de costas para a baliza, e levou a bola entrar junto ao ângulo inferior esquerdo da baliza de Ralf Fährmann, abrindo caminho para o apuramento dos ucranianos. "O primeiro golo não foi fácil", explicou Marlos. "Mas estou feliz por ter marcado. O meu golo é dedicado a todo o Shakhtar."
Daniel Thacker

Topo