Rafa cada vez mais em foco ajuda Braga a sonhar

Finalista vencido da UEFA Europa League em 2010/11, o Braga sonha com nova boa campanha e para tal conta com a influência crescente do extremo português Rafa Silva.

Rafa Silva tem sido um dos principais destaques do Braga na UEFA Europa League
Rafa Silva tem sido um dos principais destaques do Braga na UEFA Europa League ©AFP/Getty Images

A época 2010/11 a nível internacional ficou na história do Braga pelo percurso ímpar e, apesar de ter perdido a final 100 por cento portuguesa da UEFA Europa League, frente ao Porto, a caminhada até Dublin fez sonhar os seus adeptos.

A campanha tinha começado na UEFA Champions League, feito inédito, mas os nove pontos somados na fase de grupos ditaram a transição para a fase a eliminar da Europa League. Aí, o conjunto do Minho protagonizou uma caminhada notável, deixando pelo caminho nomes ilustres do continente, como Liverpool, Dínamo Kiev e Benfica.

Crucial para esses apuramentos foram vitórias em casa (Liverpool e Benfica) e importantes golos fora em empates (Dínamo Kiev) ou mesmo derrotas (Benfica), para além do triunfo sobre o Lech Poznan, na segunda mão dos 16 avos-de-final, que garantiu a passagem à etapa seguinte.

Esta época, o momento de forma nos jogos perante os seu público também tem sido importante para a boa campanha dos pupilos de Paulo Fonseca e que bateram o recorde de pontos do clube numa fase de grupos (13 contra os 11 da UEFA Europa League 2011/12), dando esperança em novo brilharete. De facto, na fase de grupos, o Braga ganhou os três jogos caseiros, o que é bom prenúncio para a recepção desta quarta-feira ao Sion, na segunda mão dos 16 avos-de-final, após uma vitória por 2-1 na Suíça, na semana passada.

O Braga jogou a final da UEFA Europa League com o Porto em 2010/11
O Braga jogou a final da UEFA Europa League com o Porto em 2010/11©Getty Images

Fundamental na campanha 2015/16 dos "arsenalistas" tem sido Rafa Silva. Agora com 22 anos, o extremo português tinha feito 18 na véspera da final de 2011 e era um ilustre desconhecido a alinhar nos juniores do Alverca. Hoje, com cinco jogos pela selecção principal de Portugal – e de olho no UEFA EURO 2016 – é um dos mais promissores talentos lusos e um dos pilares da equipa.

Há três temporadas no clube, depois de uma no Feirense, no qual se estreou no futebol sénior, o criativo tem evoluído progressivamente e está agora num patamar de qualidade elevado. Prova disso são os números na competição europeia em questão: quarto mais utilizado da equipa, com apenas menos cinco minutos do que o líder, um dos melhores marcadores (dois golos) e o melhor nas assistências (três).

A juntar a isso está o facto de praticamente todas as suas intervenções terem sido decisivas. Começou com o tento solitário que deu o triunfo sobre o Liberec, na República Checa, passou por duas assistências para golos vitoriosos (Groningen e Liberec) e terminou na semana passada com o remate certeiro que fez o 2-1 para o Braga em casa do Sion.

Apontado como um dos jogadores a seguir nesta edição da UEFA Europa League, Rafa é uma das principais armas ofensivas do Braga para eliminar o Sion e continuar a dar cartas nos palcos europeus. Bastante cobiçado, poderá esta ser a derradeira temporada no Braga? A manter-se as exibições como até aqui é bem provável.

Rafa Silva festeja após marcar o golo da vitória do Braga, por 2-1, frente ao Sion
Rafa Silva festeja após marcar o golo da vitória do Braga, por 2-1, frente ao Sion©AFP/Getty Images
Topo