Pontos de discussão da 1ª mão dos 16 avos-de-final da Europa League

Jürgen Klopp teve poucos motivos para sorrir após o empate do Liverpool na Alemanha e Nuri Şahin ficou feliz pelo regresso ante o Porto: saiba quais são os nossos destaques.

Paul Onuachu (à esquerda) deu a vitória ao Midtjylland frente ao Manchester United
Paul Onuachu (à esquerda) deu a vitória ao Midtjylland frente ao Manchester United ©Getty Images

Onuachu: o gigante do Midtjylland
"O milagre em Herning" é o título de um jornal dinamarquês depois da surpreendente vitória do Midtjylland por 2-1 sobre o Manchester United. Paul Onuachu, em particular, foi alvo dos maiores elogios. O poderoso avançado – com 2,01m de altura – marcou o tento decisivo e consumou mais uma noite para esquecer por parte da formação de Louis van Gaal. Nem sempre o mais elegante em campo, o nigeriano foi uma enorme fonte de problemas para uma defesa que continha elementos de craveira internacional, como Chris Smalling e Daley Blind. O treinador do Midtjylland, Jess Thorup, destacou o potencial do jogador de 21 anos, pois frente a três campeões da Europa, mostrou bem do que é capaz.
Nicklas Vinde

Falta de eficácia
Jürgen Klopp recebeu um "pretzel" antes da conferência de imprensa após o encontro, sendo que esta foi uma das poucas razões que o treinador do Liverpool teve para sorrir neste regresso à Alemanha. "Não estou satisfeito com o jogo", disse depois do 0-0 dos "reds" frente ao Augsburg. "Não estou 100 por cento contente." Com uma semana para preparar a segunda mão em Anfield, o antigo treinador do Borussia Dortmund confia no apuramento, apesar de ter faltado alguma eficácia na hora de finalizar na Augsburg Arena. "Marcámos seis golos ao Aston Villa no fim-de-semana. Se calhar deveríamos ter guardado alguns para hoje", disse o guarda-redes do Liverpool, Simon Mignolet, ao UEFA.com.
Daniel Thacker

Resumo: Borussia Dortmund 2-0 Porto
Resumo: Borussia Dortmund 2-0 Porto

Bom estar de volta
Quase um ano passado desde a última vez que jogou pelo clube, Nuri Şahin voltou a vestir a camisola do Dortmund na vitória por 2-0 da primeira mão frente ao Porto. O internacional turco, que se debateu com vários problemas num joelho nos últimos 12 meses, teve uma exibição convincente no centro do terreno da sua equipa, que obteve uma boa vantagem para o jogo de quinta-feira, em Portugal. "Como é óbvio, foi um momento muito especial para mim", disse Şahin. "Gostei de estar de volta e conseguimos dominar uma equipa de Champions League do começo ao fim do jogo. Fiquei orgulhoso do que fizemos".
Matthew Howarth

Procurar o equilíbrio
Tottenham e Fiorentina enfrentam dilemas semelhantes para a segunda mão depois do 1-1 de quinta-feira; encontrar o equilíbrio entre as ambições internas com o natural desejo de seguir em frente na prova. Ambos os clubes estão bem posicionados nos respectivos campeonatos, com os "spurs" a apenas dois pontos da liderança da Premier League e a Fiorentina a procurar um lugar de acesso à UEFA Champions League com o terceiro posto que ocupa na Serie A. "Penso que com os jogadores que temos no plantel, temos a possibilidade de o conseguir", disse Dele Alli quando questionado sobre como os ingleses lidarão com uma agenda cheia de jogos e as aspirações em ter sucesso em todas as frentes.
Ben Gladwell

Topo