Reencontro de velhos conhecidos na segunda jornada

Marek Hamšík, Balázs Dzsudzsák e Stanislav Manolev vão fazer viagens ao passado numa segunda jornada da UEFA Europa League que se prevê plena de emoção.

Marek Hamšik depois da conquista da Taça de Itália de 2013/14 com o Nápoles
Marek Hamšik depois da conquista da Taça de Itália de 2013/14 com o Nápoles ©Getty Images

O coração do capitão do SSC Napoli, Marek Hamšík, vai balançar um pouco, o mesmo a acontecer com o do treinador do VfL Borussia Mönchengladbach, Lucien Favre, numa segunda jornada da UEFA Europa League plena de reencontros.

No Grupo I, o internacional eslovaco Hamšík regressa ao clube onde começou a carreira, pois foi formado no ŠK Slovan Bratislava antes de deixar o seu país - com 17 anos - para ingressar no Brescia Calcio e depois, em 2007, no Nápoles. Se Hamšík é tido em muito boa conta em Nápoles, o mesmo se passava com Favre no FC Zürich, dado que o técnico suíço levou o FCZ ao primeiro título nacional em 25 anos em 2005/06. Defendeu o troféu com sucesso na época seguinte para ingressar depois no Hertha BSC Berlin e agora no Mönchengladbach, que visita o Zurique no Grupo A.

Mais encontros vão ter corpo no defesa dinamarquês Simon Kjær – que enfrenta a sua antiga equipa, o VfL Wolfsburg ao serviço do LOSC Lille no Grupo H -, no extremo húngaro do FC Dinamo Moskva, Balázs Dzsudzsák, e no defesa búlgaro, Stanislav Manolev, dado que ambos vão jogar contra o PSV Eindhoven, onde alinharam, no Grupo E. Quem não vai encontrar velhos conhecidos é Marcos Gullón, do Apollon Limassol FC, que deveria defrontar o seu primeiro clube, o Villarreal CF, no Grupo A, mas um cartão vermelho na primeira jornada vai impedi-lo de viajar até Espanha.

Trabzonspor e Légia encontraram-se na época passada
Trabzonspor e Légia encontraram-se na época passada©AFP/Getty Images

Outro género de reencontros estão agendados para 2 de Outubro. O Feyenoord defronta o R. Standard de Liège no Grupo G, tendo ganho a Taça UEFA em 1973/74 na última vez que se cruzaram, na terceira eliminatória. Já o Torino FC, por seu lado, levou a melhor sobre o FC København por um total de 3-0 no total nos quartos-de-final da edição de 1991/92 da Taça UEFA. Este encontro do Grupo B poderá ser inspirador para os italianos, dado que chegaram à final da prova, onde foram batidos pelo AFC Ajax graças à regra dos golos fora.

Entre adversários na segunda jornada com contas a ajustar temos Tottenham Hotspur FC e Beşiktaş JK, e – num reencontro que vem da época passada - Trabzonspor AŞ e Legia Warszawa. O Celtic FC recebe o GNK Dinamo Zagreb pela terceira vez e o FC Dynamo Kyiv joga em casa frente ao FC Steaua Bucureşti pela primeira vez desde a derrota por 4-1 na Ucrânia, em Setembro de 2006, em partida da UEFA Champions League. O actual treinador-adjunto do Steaua, Nicolae Dică, marcou dois dos tentos dos visitantes nessa noite, enquanto o actual técnico da equipa de Miguel Veloso, Serhiy Rebrov, fez o tento de honra para os ucranianos.

Topo