Ambição europeia em jogo no "play-off"

As ambições europeias estão em jogo para vários nomes sonantes, a necessitarem de dar a volta a desvantagens trazidas da primeira mão na conclusão do "play-off".

Hans Henrik Andreasen, do Esbjerg, e Joshua Guilavogui, do St-Etienne, vão defrontar-se novamente na quinta-feira
Hans Henrik Andreasen, do Esbjerg, e Joshua Guilavogui, do St-Etienne, vão defrontar-se novamente na quinta-feira ©AFP/Getty Images

É altura do tudo ou nada para vários clubes de renome, quando se concluir o "play-off" da UEFA Europa League, na quinta-feira.

Enquanto Swansea City AFC, Tottenham Hotspur FC (de André Villas-Boas), FC Salzburg e Sevilla FC (de Beto, Daniel Carriço e Diogo Figueiras) detêm vantagens confortáveis alcançadas na primeira mão, a 22 de Agosto, Feyenoord, Udinese Calcio, AS Saint-Étienne e VfB Stuttgart têm de dar a volta a desvantagens se quiserem seguir para a fase de grupos.

O FC Slovan Liberec registou talvez a vitória mais surpreendente da primeira mão, ao bater a Udinese em casa, por 3-1. É um resultado que deixa o treinador dos "zebrette", Francesco Guidolin, perante a eliminação num "play-off", pela terceira época consecutiva, depois de já ter sido afastado no da UEFA Champions League nas duas edições anteriores.

"A culpa é nossa, portanto não é apenas uma questão de falta de sorte", disse Guidolin a propósito do desaire da última quinta-feira, em Trieste. "A 29 de Agosto, teremos que fazer algo extraordinário, não cometendo erros e criando diversas ocasiões de golo. Será preciso uma exibição de sonho".

Após perder nas três primeiras jornadas da Eredivisie, as coisas não melhoraram para o Feyenoord, que perdeu por 1-0 com o FC Kuban Krasnodar, mas ao menos disputa a segunda mão em casa. "Já vimos que o Krasnodar possui uma equipa de qualidade", disse o treinador Ronald Koeman. "Por outro lado, na próxima semana jogamos em casa, com o apoio dos nossos adeptos. Não estamos em boa posição, mas num De Kuip em ebulição, tudo é possível".

Um golo tardio de Vedad Ibišević, frente ao HNK Rijeka, melhorou as hipóteses de apuramento do Estugarda, mas ainda assim tem de dar a volta a uma derrota por 2-1. "O golo dá-nos esperança, e se não sofrermos golos, acredito que podemos passar", disse o capitão Christian Gentner.

Os dinamarqueses do Esbjerg fB recuperaram de desvantagem três vezes para vencerem o St-Etienne, e partem para França com uma vantagem de 4-3. "Ficaremos satisfeitos com um empate na segunda mão, mas vai ser extremamente difícil", disse o treinador Niels Frederiksen, cujo homólogo, Christophe Galtier, continua confiante. "Ainda falta um jogo e temos hipóteses de corrigir o que esteve mal".

Existem vários embates marcados pelo equilíbrio, com FC St Gallen-FC Spartak Moskva, IF Elfsborg-FC Nordsjælland e SV Zulte Waregem-APOEL FC a terminarem empatados a um golo. A opinião do técnico do Elfsborg, Jörgen Lennartsson, segundo a qual "pequenos detalhes vão decidir os vencedores", aplica-se a estas três partidas.

Topo