Athletic e PSV ditam leis no "play-off"

Athletic e PSV golearam na primeira mão do "play-off" da UEFA Europa League, mas equipas como o Neftçi e o Molde também têm motivos para estarem orgulhosas.

O Neftçi festeja o empate 1-1 em casa frente ao APOEL
O Neftçi festeja o empate 1-1 em casa frente ao APOEL ©Viktoriya Melnik

As equipas mais sonantes no "play-off" da UEFA Europa League tiveram uma noite suficientemente confortável, mas a emoção da fase de grupos continua à vista para algumas equipas mais improváveis, quando a eliminatória se concluir, na próxima semana.

Consulte aqui os resultados dos 30 jogos da primeira mão do "play-off" realizados esta quinta-feira.

O VfB Stuttgart venceu o FC Dinamo Moskva no único jogo de quarta-feira, enquanto as partidas desta quinta-feira correram de feição aos clubes mais importantes. Keisuke Honda marcou o tento solitário com que o PFC CSKA Moskva venceu o AIK Solna, um bis de André Ayew ajudou o Olympique de Marseille a ganhar por 2-1 no terreno do FC Sheriff, o FC Internazionale Milano marcou dois golos sem resposta em casa do SC Vaslui (Fernando Varela cumpriu os 90 minutos) e o Liverpool FC deixou o recinto do Heart of Midlothian FC com um triunfo por 1-0, graças a um autogolo de Andy Webster, a 12 minutos do fim.

No entanto, equipas menos ilustres também estiveram à altura dos acontecimentos, nomeadamente os dois representantes da Noruega: o Tromsø IL venceu em casa frente ao FK Partizan, por 3-2, e o Molde FK ganhou por 2-0 frente ao sc Heerenveen. Esta não se tratou de uma noite fácil para os emblemas da Holanda: Pablo Batalla marcou dois golos e assistiu para o terceiro na vitória do Bursaspor ante o FC Twente por 3-1, o AZ Alkmaar perdeu por 1-0 no campo do FC Anji Makhachkala e o Feyenoord teve de batalhar para alcançar um empate 2-2 frente ao AC Sparta Praha, em casa, depois de ter chegado ao intervalo a perder por 2-0.

A goleada do PSV Eindhoven em casa do FK Zeta, por 5-0, permitiu ao contingente holandês terminar a noite de forma mais optimista e, apesar de ser altamente improvável que o primeiro representante de Montenegro nesta fase consiga um milagre, o Neftçi PFK, do Azerbaijão, o Videoton FC (treinado por Paulo Sousa e com Marco Caneira e Filipe Oliveira de início), da Hungria, e o AC Horsens, da Dinamarca, somaram empates meritórios frente a APOEL FC (Mário Sérgio, Nuno Morais, Hélio Pinto e Hélder Sousa foram titulares), Trabzonspor AŞ e Sporting Clube de Portugal, respectivamente, e ainda há esperança para o FC Dila Gori, da Geórgia, derrotado pelo CS Marítimo por 1-0 na deslocação à Madeira.

No início da semana, o FC Basel 1893 tinha perdido na primeira mão do "play-off" da UEFA Champions League, frente ao CFR 1907 Cluj, mas a noite de quinta-feira foi mais positiva para as equipas da Suíça. O FC Luzern ganhou por 2-1 na recepção ao KRC Genk, participante na fase de grupos da edição 2011/12 da UEFA Champions League, enquanto o BSC Young Boys ganhou 3-0 ao FC Midtjylland.

Entretanto, o Athletic Club, finalista vencido da UEFA Europa League na época passada, conseguiu a maior vitória da noite – e a maior em casa nas competições europeias até ao momento – ao golear o HJK Helsinki por 6-0 em Bilbau. Aritz Aduriz (25 e 51) e Markel Susaeta (31 e 57) marcaram em cada parte, com Iñigo Perez (42) e Andoni Iraola (85) a facturarem igualmente.

FC Metalist Kharkiv e Hannover 96 foram duas das equipas mais interessantes na competição da época passada, na qual chegaram até aos quartos-de-final, e esta quinta-feira deram um passo importante para regressarem à fase de grupos. A formação da Ucrânia construiu uma vantagem de 2-0 em casa do FC Dinamo Bucureşti, ao passo que o Hannover (com Sérgio Pinto a titular) exibiu todos os seus recursos ofensivos na vitória por 5-3 sobre o WKS Śląsk Wrocław.

Topo