Sá Pinto espera "ser feliz" no Sporting

“Espero ser feliz”, afirmou Ricardo Sá Pinto na apresentação oficial como novo treinador do Sporting, em substituição de Domingos Paciência, cuja saída foi anunciada na segunda-feira.

O Sporting espera voltar a ter motivos para festejar sob as ordens de Ricardo Sá Pinto
O Sporting espera voltar a ter motivos para festejar sob as ordens de Ricardo Sá Pinto ©Getty Images

“Espero ser feliz”, afirmou Ricardo Sá Pinto por ocasião da apresentação oficial, esta terça-feira, como novo treinador do Sporting, em substituição de Domingos Paciência, cuja saída foi anunciada ontem na sequência de uma série de maus resultados.

“É um desafio com muita responsabilidade, que aceitei com muito orgulho e honra”, adiantou Sá Pinto, de 39 anos, após ter assinado na segunda-feira um contrato com o clube até Junho de 2013, naquela que será a sua primeira experiência como técnico principal, depois de ter sido adjunto na União de Leiria em 2010/11 e treinador dos juniores dos "leões" desde o início da presente temporada. “Sinto-me preparado, com competências e confiante para desempenhar este cargo e espero que corra bem esta nova etapa na minha vida. Espero ser feliz.”

“Tenho uma ligação eterna ao Sporting, é o meu clube", salientou o antigo avançado, autor de nove golos em 45 jogos por Portugal, selecção pela qual participou no EURO '96 e UEFA EURO 2000. "Não esperava por esta possibilidade neste momento." Chegado ao Sporting no começo de 1994/95, proveniente do Salgueiros, Sá Pinto venceu a Taça de Portugal logo na campanha de estreia, antes de rumar a Espanha e à Real Sociedad de Fútbol em 1997. Voltou ao emblema do Estádio José Alvalade em 2000 e participou na conquista da “dobradinha” por parte do Sporting em 2002, tendo terminado a carreira com uma época nos belgas do R. Standard de Liège em 2006/07.

A estreia de Sá Pinto à frente da equipa está marcada para quinta-feira, dia em que o Sporting viaja até à Polónia para defrontar o Legia Warszawa na primeira mão dos 16 avos-de-final da UEFA Europa League, antes de receber o adversário a 23 de Fevereiro. “Sei que entrei numa situação difícil em termos de ‘timing’”, referiu. “Vamos já hoje para Varsóvia e foram 24 horas alucinantes; ainda estou a tentar familiarizar-me ao máximo com todos os processos, saber o momento da equipa em vários aspectos e os resultados irão ajudar a que tudo melhore.”

Apurado para a final da Taça de Portugal, a disputar no dia 20 de Maio frente à Académica, os “leões” venceram apenas dois dos últimos oito jogos na Liga portuguesa, prova na qual ocupam o quarto lugar a 16 pontos do líder Benfica e já a oito do Sp. Braga, terceiro classificado e a última posição de acesso à próxima edição da UEFA Champions League.

Conhecido como "Ricardo, Coração de Leão" nos tempos de jogador – devido à sua bravura, resistência, agressividade e estilo de jogar sempre em movimento –, Sá Pinto espera agora fazer valer aqueles predicados neste começo de carreira complicado como treinador, cuja estreia acontece após transitar dos juniores do Sporting.

Tal como aconteceu com Paulo Bento, em Outubro de 2005, chega ao comando técnico da equipa principal na sequência de um bom trabalho efectuado na formação e deseja ficar, pelo menos, tanto tempo no cargo como ele – três épocas completas (mais duas incompletas), o mais longo período de permanência desde que o Sporting se sagrou campeão pela última vez, em 2002, com László Bölöni. Desde o romeno, além de Bento e Domingos, Fernando Santos (2003/04), José Peseiro (2004/05 e parte de 2005/06), Carlos Carvalhal (2009/10), Paulo Sérgio e José Couceiro, ambos durante 2010/11, tiveram passagens curtas de uma temporada, ou menos, pelo clube.

Topo