O "site" oficial do futebol europeu

Empate em Palermo motiva Thun

Publicado: Sexta-feira, 29 de Julho de 2011, 10.10CET
O treinador do Thun, Bernard Challandes, ficou "muito irritado" após a sua equipa ter ficado a poucos segundos de uma surpreendente vitória no terreno do Palermo, mas os suíços têm razões para acreditar.
por William Anselmo e Justin Schroll
Empate em Palermo motiva Thun
A festa dos jogadores do Thun ©Getty Images
 
Publicado: Sexta-feira, 29 de Julho de 2011, 10.10CET

Empate em Palermo motiva Thun

O treinador do Thun, Bernard Challandes, ficou "muito irritado" após a sua equipa ter ficado a poucos segundos de uma surpreendente vitória no terreno do Palermo, mas os suíços têm razões para acreditar.

Não fosse um livre directo de Fabrizio Miccoli já bem nos descontos e o FC Thun teria acordado sexta-feira com o sabor de uma vitória, por 2-1, no terreno do US Città di Palermo, em jogo da primeira mão da segunda pré-eliminatória da UEFA Europa League.

Como veio a acontecer, os suíços tiveram de contentar-se com um empate 2-2 em Itália e, mesmo apesar de esse ser um resultado bastante aceitável antes do pontapé de saída, o técnico do Thun, Bernard Challandes, não conseguiu esconder a sua desilusão: "Tínhamos as tácticas certas frente ao Palermo. Fomos fisicamente melhores do que eles. Crédito para Miccoli. Foi um grande livre, mas lamento e estou muito irritado por termos empatado," disse.

A resposta de Challandes diz bem sobre o espírito do novo treinador do Thun. O antigo seleccionador Sub-21 suíço levou o FC Zürich ao título de 2009 e, apesar de o seu desafio ao assumir o comando da equipa da região Bernese Oberland ser o de evitar a descida, está bem ciente que o Thun já fez estragos durante as competições europeias em equipas muito melhor cotadas.

Após ter terminado a Super Liga suíça no segundo lugar em 2004/05, o Thin ficou famoso por ter deixado o FC Dynamo Kyiv e Malmö FF pelo caminho, assim conseguindo um lugar na fase de grupos da UEFA Champions League de 2005/06. Isso foi um feito titânico, mas os bons tempos não duraram muito tempo. O Thun desceu em 2008, tendo conseguido o regresso à I Divisão em 2009/10 sob as ordens de Murat Yakin, que se mudou este Verão para o FC Luzern, após ter deixado a equipa no quinto lugar.

A saída do antigo defesa internacional suíço pareceu não ter causado um grande impacto negativo. O Thun venceu os dois primeiros jogos na Liga suíça da presente temporada e tem um plantel suficientemente sólido, com Mauro Lustrinelli – uma das estrelas da sua campanha na UEFA Champions League de 2005/06 – de regresso para formar uma parceria com Milaim Rama, o outro jogador da equipa de Challandes que já foi internacional suíço.

No entanto, o talento parece abundar. O médio Stephan Andrist é tido como uma estrela do futuro e o guarda-redes David Da Costa está em muito boa conta. O dianteiro paraguaio Dario Lezcano esteve à experiência no FC Schalke 04 no Verão, antes de deixar o FC Wil 1900 para ingressar no Thun.

A primeira equipa italiana a entrar em prova nas competições europeias desta temporada, o Palermo, tem agora de recuperar a sua compostura antes do decisivo encontro da próxima semana, na recentemente inaugurada Arena Thun. O novo treinador dos sicilianos, Stefano Pioli, apenas pode esperar que a sua equipa tenha assimilado o aviso que constituiu o quase falhanço de quinta-feira. "Lamento os dois golos que sofremos, mas não estou preocupado. Precisamos de tempo para melhorar, porque esta equipa tem muitos jogadores novos e tácticas novas."

Última actualização: 29-07-11 13.03CET

Informação relacionada

Perfis das equipas
Jogo relacionado
  • SSI Err

http://pt.uefa.com/uefaeuropaleague/news/newsid=1654523.html#empate+palermo+motiva+thun