Benfica e Braga em meia-final inédita

Benfica e Braga vão fazer história nas meias-finais da UEFA Europa League, já que serão as primeiras equipas portuguesas a defrontarem-se num jogo das competições europeias.

O Benfica eliminou o PSV nos quartos-de-final
O Benfica eliminou o PSV nos quartos-de-final ©Getty Images

Benfica e Braga vão fazer história nas meias-finais da UEFA Europa League, já que serão as primeiras equipas portuguesas a defrontarem-se num jogo das competições europeias.

Encontros anteriores
• Esta é a primeira eliminatória 100 por cento portuguesa nas competições europeias, e pode inclusive originar uma segunda, caso o FC Porto, recém-sagrado vencedor da Liga lusa, elimine o Villarreal CF na outra meia-final.

• É também a primeira meia-final em que se encontram dois rivais internos desde a criação da UEFA Europa League, apesar de o FC Shakhtar Donetsk ter eliminado os compatriotas do FC Dynamo Kyiv nas meias-finais da última edição da Taça UEFA, em 2008/09.

• Sete finais das competições europeias foram disputadas entre equipas do mesmo país.
1971/72: Tottenham Hotspur FC 3-2 Wolverhampton Wanderers FC (total)
1979/80: Eintracht Frankfurt 3-3 VfL Borussia Mönchengladbach (total; o Eintracht ganhou graças aos golos fora)
1989/90: Juventus 3-1 ACF Fiorentina (total)
1990/91: FC Internazionale Milano 2-1 AS Roma (total)
1994/95: Parma FC 2-1 Juventus (total)
1997/98: FC Internazionale Milano 3-0 S.S. Lazio
2006/07: Sevilla FC 2-2 RCD Espanyol (ap; o Sevilha ganhou por 3-1 nos penalties)

• Três equipas lusas marcam presença nas meias-finais, mas este não é um feito inédito. De facto, os quatro semifinalistas da edição 1979/80 da Taça UEFA eram do mesmo país: a República Federal da Alemanha.

• Benfica e Braga defrontaram-se em 110 jogos da Liga portuguesa, com o clube lisboeta a somar 72 vitórias, contra 11 do adversário. Também se defrontaram em dez jogos da Taça de Portugal, com o Benfica a registar uma vantagem mais modesta (6-4).

• O Benfica apenas por uma vez perdeu em casa frente ao Braga a contar para o campeonato, na longínqua época de 1954/55, com o seu registo global em casa frente aos minhotos a contabilizar 43 vitórias, 11 empates e uma derrota. Ganhou os quatro jogos da taça realizados em casa frente ao Braga.

• O registo caseiro do Braga frente ao Benfica no campeonato é de dez vitórias, 16 empates e 29 derrotas. Na taça é de quatro triunfos e dois desaires.

Retrospectiva
• O Benfica não perde há seis jogos nas competições europeias desde o início do ano – quatro vitórias e dois empates. Venceu os três desafios realizados em casa na UEFA Europa League esta época, mas sofreu golos em cada um deles.

• O Braga atravessa uma série de três empates consecutivos na UEFA Europa League desde que venceu em casa o Liverpool FC por 1-0, na primeira mão dos oitavos-de-final. A única vez que marcou depois dessa vitória foi graças a um autogolo.

• O Braga ganhou apenas um jogo fora desde o início da fase de grupos da UEFA Champions League, batendo o FK Partizan por 1-0, a 3 de Novembro. Nesses seis jogos marcou apenas dois golos e sofreu dez, seis dos quais na goleada imposta pelo Arsenal FC, por 6-0.

• O Braga apontou quatro golos em seis jogos desde que transitou para os 16 avos-de-final da UEFA Europa League, mas sofreu apenas dois.

• No mesmo período, o Benfica marcou 13 golos, mas sofreu seis: uma média de um por jogo.

Factos das equipas
• Os dois golos de Alan desde o início do ano – um deles de penalty – fazem dele o melhor marcador do Braga na UEFA Europa League.

• Óscar Cardozo e Eduardo Salvio são os melhores marcadores do Benfica na UEFA Europa League, com três golos cada desde o início dos 16 avos-de-final.

• Tanto Braga como Benfica iniciaram a temporada na fase de grupos da UEFA Champions League, o que significa que pelo menos um deles vai estar presente na final da UEFA Europa League. Em contraste, FC Porto e Villarreal iniciaram as respectivas participações europeias nesta competição.

• A final da edição inaugural da UEFA Europa League, na época passada, também teve equipas das duas provas, com o Club Atlético de Madrid, oriundo da fase de grupos da UEFA Champions League, a bater o Fulham FC, participante na fase de grupos da UEFA Europa League, no jogo decisivo em Hamburgo.

• Salvio disputou esse jogo ao serviço do Atlético, mas as hipóteses de o argentino participar na sua segunda final consecutiva parecem remotas, depois de ter fracturado um dedo do pé direito na segunda mão dos quartos-de-final, na qual o Benfica eliminou o PSV Eindhoven.

• O guarda-redes do Benfica, Roberto, alinhou os 540 minutos desde a transição da UEFA Champions League, tal como os defesas Luisão e Maxi Pereira. Fábio Coentrão, Óscar Cardozo, Eduardo Salvio e Nicolás Gaitan foram titulares nesses seis jogos, enquanto Pablo Aimar também participou, ainda que em dois deles tenha sido suplente-utilizado.

• Artur, Sílvio e Hugo Viana são titulares absolutos do Braga desde o início dos 16 avos-de-final, com Lima a alinhar igualmente nos seis desafios, tal como Alan, ainda que na qualidade de titular ou suplente-utilizado.

• O médio do Benfica, Carlos Martins, festeja o 29º aniversário um dia depois da primeira mão frente ao Braga.

• O lateral-direito do Braga, Sílvio, foi formado nos escalões jovens do Benfica, ingressando nos "arsenalistas" no Verão passado, proveniente do Rio Ave, onde esteve duas épocas.

• O lateral-direito do Benfica, Luís Filipe, representou o Braga de 2000 a 2001, e depois de 2005 a 2007, altura em que se transferiu para as "águias".

• O versátil esquerdino do Benfica, César Peixoto, alinhou no Braga de 2007 a 2009.

• O treinador do Benfica, Jorge Jesus, orientou o Braga em 2008/09, quando a sua equipa venceu a Taça Intertoto e chegou até aos oitavos-de-final da Taça UEFA, onde foi eliminada pelo Paris Saint-Germain FC.

• O Braga foi segundo classificado da Liga em 2009/10, atrás do campeão Benfica; foi a melhor prestação interna do Braga até ao momento.

• O guarda-redes Quim – ausente do plantel do Braga devido a uma lesão de longa-data – representou o Benfica de 2004 a 2010, altura em que regressou ao clube onde iniciou a carreira.

• A próxima derrota do Benfica será a 100ª nas competições europeias. Este será o seu 333º jogo, o que faz dele a equipa mais experiente ainda em prova na UEFA Europa League.

• A eliminatória conclui-se em Braga, a 5 de Maio. O vencedor será designado como equipa visitante na final da UEFA Europa League, a realizar na Dublin Arena, a 18 de Maio.

Topo