O "site" oficial do futebol europeu

A ascensão meteórica de Džeko

Publicado: Sábado, 8 de Janeiro de 2011, 18.12CET
Edin Džeko, ponta-de-lança da Bósnia e Herzegovina, percorreu um longo caminho desde a infância em Sarajevo até ver o Manchester City contratá-lo ao Wolfsburgo por 32 milhões de euros.
por Fuad Krvavac
de Sarajevo
A ascensão meteórica de Džeko
Edin Džeko tinha estatuto de estrela no Wolfsburgo ©Getty Images
 
Publicado: Sábado, 8 de Janeiro de 2011, 18.12CET

A ascensão meteórica de Džeko

Edin Džeko, ponta-de-lança da Bósnia e Herzegovina, percorreu um longo caminho desde a infância em Sarajevo até ver o Manchester City contratá-lo ao Wolfsburgo por 32 milhões de euros.

Edin Džeko, a nova contratação do Manchester City FC, a troco de 32 milhões de euros, percorreu um longo caminho desde os seus primeiros jogos, aos seis anos, próximo do Estádio Grbavica, propriedade do FK Željezničar, em Sarajevo, apenas a duas estações de eléctrico da sua casa, em Svrakino Selo.

Nascido a 17 de Março de 1986, Džeko tinha 12 anos quando foi observado pelo seu primeiro treinador, Jusuf Šehović. Em 1998, Grbavica, que fazia parte da linha da frente na guerra, tinha sido largamente destruída e havia poucos espaços abertos para ele jogar. No entanto, apesar de logo se ter destacado devido à sua elevada estatura, situação que levou algumas pessoas a sugerirem-lhe tentar o basquetebol, a intenção de Džeko era concentrar-se no futebol.

"Apesar de o início não ter sido fácil, outros jovens preferiam concentrar-se noutros desportos", disse Džeko, depois da estreia a marcar pela Bósnia e Herzegovina, frente à Turquia, a 2 de Junho de 2007. "Quando era jovem era bastante determinado, e essa é uma das minhas principais características."

Depois de ter percorrido todos os escalões de formação do Željezničar, estreou-se na equipa principal sobre o comando de Amar Osim, aos 17 anos. Apesar de ter ajudado a equipa júnior a conquistar a Taça da Bósnia e Herzegovina, ao assinar um "hat-trick" frente ao FK Modriča, Džeko nunca se apercebeu do seu potencial no clube. Apenas com 19 anos, e depois de 40 jogos e cinco golos, foi vendido aos checos do FK Teplice em 2005, por 50 mil euros, verba que fez as alegrias do clube de Sarajevo.

Džeko não causou grande impacto nos primeiros tempos, mas depois de seis meses impressionantes no FK Ústí nad Labem, da segunda divisão, por empréstimo, regressou ao Teplice. Mostrou qualidades e, com 13 golos em 2006/07, foi o melhor marcador do campeonato da República Checa. Eleito Jogador Estrangeiro do Ano, o avançado rumou então ao VfL Wolfsburg por quatro milhões de euros.

Associado ao seu compatriota Zvjezdan Misimović, também estreantes na selecção, Džeko tornou-se peça fundamental na equipa do Wolfsburgo que surpreendeu a Bundesliga e se sagrou campeã da Alemanha em 2008/09. Na temporada seguinte, liderou a lista de melhores marcadores com 22 golos e, quando apontou o 59º pelo Wolfsburgo, em Agosto, tornou-se no melhor marcador de sempre da história do clube. Precisou apenas de 96 jogos, e está apenas a cinco golos de Elvir Bolić, recordista da selecção da Bósnia e Herzegovina, com 22.

Foi essa capacidade goleadora que convenceu o City a levá-lo para Inglaterra e fazer dele a contratação mais cara do país, mas Džeko é mais do que um goleador. Nomeado embaixador da UNICEF em Novembro de 2008, dedica muito do seu tempo livre à causa. Recentemente, passou uma semana a disputar torneios humanitários em Cazin, Split e Zenica.

Eleito jogador bósnio em 2009 e 2010, a transferência de Džeko foi muito discutida no seu país-natal, com algumas pessoas a falarem sobre uma possível mudança para Espanha ou Itália. Mas o seleccionador Safet Sušić assegura: "Para o Edin Džeko é melhor prosseguir a carreira em Inglaterra, porque pode adaptar-se melhor ao estilo de jogo que se pratica. A sua veia goleadora vai ser facilmente notada e isso irá servir de motivação adicional para todos os nossos jogadores na fase de qualificação para o UEFA EURO 2012."

Muhamed Konjić, antigo defesa internacional pela Bósnia e Herzegovina que alinhou em Inglaterra, ao serviço de Coventry City FC e Derby County FC, concorda: "Talvez Arsenal, Liverpool ou Chelsea fossem equipas mais adequadas para ele, mas o Manchester City antecipou-se e pagou mais pela contratação. Desejo-lhe sorte e estou convencido que vai retribuir a confiança que o Manchester City deposita nele."

Última actualização: 10-01-11 16.13CET

Informação relacionada

Perfis das equipas

http://pt.uefa.com/uefaeuropaleague/news/newsid=1584779.html#a+ascensao+meteorica+dzeko