O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Frankfurt 1-1 Rangers (ap, 5-4 nos penáltis): Trapp brilha e garante triunfo alemão

Kevin Trapp fez uma defesa crucial nos últimos instantes do prolongamento e defendeu depois o penálti de Aaron Ramsey no desempate para ajudar o Frankfurt a selar o triunfo e a conquista do troféu.

UEL 2021/22 - Highlight - Medium

O Frankfurt conquistou o seu primeiro troféu europeu em 42 anos ao bater o Rangers, por 5-4, no desempate por penáltis após uma emocionante igualdade 1-1 na final da UEFA Europa League, em Sevilha.

Momentos-chave

20': McGregor defende remate de Knauff com a ponta dos dedos
26': Aribo atira ligeiramente ao lado
48'
: Remate desviado de Lindstrøm quase trai McGreggor
57'
: Aribo abre o marcador após escorregadela de Tuta
69'
: Borré marca após cruzamento de Kostić e empata
118': Trapp nega golo a Kent com uma defesa com a perna
Penáltis: Trapp defende grande penalidade de Ramsey

O jogo em poucas palavras: Trapp faz a diferença nos momentos decisivos

Joe Aribo ainda colocou o Rangers na frente
Joe Aribo ainda colocou o Rangers na frenteGetty Images

O primeiro tempo teve dois períodos distintos, com as duas equipas apostadas em ganhar vantagem. Allan McGregor, de 40 anos, começou por negar o golo a Daichi Kamada e fez, depois, uma bela defesa com a ponta dos dedos para impedir que Ansgar Knauff festejasse nuns 20 minutos iniciais de maior domínio do Frankfurt. Mas o Rangers respondeu e Joe Aribo atirou em arco, ligeiramente ao lado, antes de John Lundstram cabecear para defesa atenta de Kevin Trapp.

O Frankfurt voltou a entrar melhor na segunda parte e Jesper Lindstrøm viu um remate desviado no calcanhar de Glen Kamara sair milímetros ao lado. Só que foi o Rangers a marcar primeiro, num lance em que Tuta perdeu o equilíbrio na tentativa de cortar um cabeceamento de Djibril Sow e permitiu a Aribo ficar na cara de Trapp para atirar para o primeiro golo da partida.

O Frankfurt, contudo, reagiu bem e quase empatou também na sequência de um erro do Rangers, só que o chapéu de Kamada a McGreggor saiu ligeiramente por cima. A igualdade não surgiu nesse lance, mas surgiu- merecidamente, instantes mais tarde. Filip Kostić cruzou rasteiro e Rafael Borré surgiu no meio de dois defesas a tocar para o fundo da baliza à guarda de McGregor.

Ambas as equipas continuaram a pressionar em busca de um golo ainda dentro dos 90 minutos e, depois, no prolongamento, mas nenhum teve a astúcia ou a compostura necessárias para o fazer e evitar o desempate por pontapés da marca de grandes penalidades. Ryan Kent foi quem mais perto esteve de o conseguir, nos momentos finais da segunda parte do tempo extra, mas Trapp fez a defesa da noite com a perna e segurou o 1-1.

O guarda-redes do Frankfurt voltaria, depois, a ser decisivo no desempate por penáltis, ao defender a grande penalidade batida por Aaron Ramsey, antes de Borré bater o penálti final que selou a conquista do troféu por parte do Frankfurt, que assim garantiu também um lugar na fase de grupos da próxima edição da UEFA Champions League.

O golo do empate do Frankfurt por Rafael Borré
O golo do empate do Frankfurt por Rafael BorréAFP via Getty Images
Como foi: Frankfurt 1-1 Rangers


Melhor em Campo Hankook: Kevin Trapp
(Frankfurt)

Um bom desempenho durante os 90 minutos, uma grande defesa no final do prolongamento para manter o Frankfurt no jogo e um penálti defendido decisivo no desempate por pontapés da marca de grande penalidade.
Painel de Observadores Técnicos da UEFA

A defesa decisiva de Trapp no prolongamento
A defesa decisiva de Trapp no prolongamentoAFP via Getty Images

Reacções 

Oliver Glasner, treinador do Frankfurt: "Inacreditável! Foi o nosso 13º jogo na Europa League e não perdemos nenhum! O que os meus jogadores fizeram hoje e nesta temporada, não tenho palavras! E é raro em ficar sem palavras..."

Kevin Trapp, guarda-redes do Frankfurt, eleito Melhor em Campo: "É incrível! Foi o nosso 13º jogo na Europa e não perdemos nenhum. Não tenho palavras para o que os rapazes fizeram hoje e esta época."

Djibril Sow, médio do Frankfurt: "Vencemos algumas das maiores equipas do mundo no caminho para este êxito. Sabíamos que hoje se resumiria à paixão e ao compromisso. Nunca desistimos e agora estamos autenticamente na lua."

Giovanni van Bronckhorst, treinador do Rangers: "Tentámos tudo para ganhar. No final, os penáltis são uma lotaria e esta noite a sorte não estava do nosso lado. Os jogadores deram tudo num jogo que acabou por ser muito equilibrado. É uma grande decepção, porque estivemos realmente perto de ganhar um troféu. Quando se ganha ficam memórias que duram para sempre. Quando se perde, dói bastante."

James Tavernier, capitão do Rangers: "Nunca é bom perder um jogo como este. Estou orgulhoso com cada um dos nossos rapazes no balneário e do nosso percurso. Estamos devastados."

Kenny Miller, BT Sport

"McGregor não conseguiu chegar perto de nenhum dos penáltis. O Frankfurt manteve um padrão incrível, sob pressão, e mostrou grande personalidade ao executar os penáltis como o fez. Os jogadores do Rangers foram excelentes ao longo desta sua caminhada, mas ficaram aquém no final. Trapp teve uma palavra decisiva neste jogo."

Os jogadores do Frankfurt festejam após o triunfo nas grandes penalidades
Os jogadores do Frankfurt festejam após o triunfo nas grandes penalidadesGetty Images

Principais estatísticas

  • Frankfurt e Rangers tornaram-se no 17º e 18º clubes a participar na final da Europa League. Foram também os primeiros finalistas de Alemanha e e Escócia, respectivamente.
  • Esta é a primeira vez que a Europa League é conquistada por uma equipa fora de Espanha ou Inglaterra desde 2010/11, quando o FC Porto derrotou o SC Braga.
  • O Frankfurt é a primeira equipa da Bundesliga a vencer a Taça UEFA/Liga Europa desde 1997, quando o Schalke derrotou o Inter nos penáltis.
  • Aribo é o único jogador a ter participado em todas as 15 rondas desta Europa League (13 como titular, dois como suplente utilizado).
  • O Frankfurt marcou pelo menos um golo em cada um dos seus 13 jogos na Europa League esta época.
  • Esta foi a nona final da Taça UEFA/Liga Europa a ir a prolongamento desde que a final passou a ser decidida num só jogo, em 1998. São agora cinco as que foram a penáltis.
  • O Frankfurt vai jogar a Liga dos Campeões pela primeira vez, na próxima época; a sua única anterior presença na principal competição de clubes da UEFA foi em 1959/60, altura em que chegou à final da Taça dos Campeões.
  • As "águias" terminaram invictas a competição esta época (7V 6E) e tornam-se apenas na terceira equipa a concluir uma campanha sem derrotas – depois do Chelsea em 2018/19 e do Villarreal na época passada.

Ficha de jogo

Frankfurt: Trapp; Tuta (Hasebe 58), Touré, N'Dicka (Lenz 100); Knauff, Sow (Hrustic 106), Rode (Jakić 90), Kostić; Lindstrøm (Hauge 70), Kamada; Borré

Rangers: McGregor; Tavernier, Goldson, Bassey, Barišić (Roofe 117); Jack (Davis 74), Lundstram; Kent, Wright (Sakala 74, Ramsey 117), Kamara (Arfield 90); Aribo (Sands 101)