O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Veja os exercícios de guarda-redes de Júlio César

O ex-guarda-redes Júlio César regressa aos treinos para partilhar as técnicas que o levaram ao topo no Inter, Benfica e Brasil.

Veja as dicas de guarda-redes de Júlio César

Júlio César foi um dos melhores guarda-redes do Mundo durante mais de uma década.

Nesta peça, apresentada pela Enterprise Rent-A-Car, o ex-número 1 do Brasil regressa ao campo de treinos para demonstrar alguns dos exercícios que o mantiveram no topo.

Primeiro, mostrou uma técnica para praticar a cobertura do seu poste mais próximo, enquanto se preparava para os remates sucessivos no interior da área. "Precisamos de cobrir esta área aqui", disse, apontando para a distância entre si e o poste. "Temos de tentar antecipar o cruzamento [indo para o outro lado da baliza]."

Para se preparar para as jogadas junto da baliza, Júlio César mostrou como costumava fazer um treinador rematar uma bola ao poste mais próximo, antes de um segundo rematar à baliza, de uma posição central, momentos depois. "O guarda-redes é uma posição em que é preciso chegar o mais próximo possível da perfeição", explicou o ex-jogador de 42 anos - vencedor da UEFA Champions League com o Inter de José Mourinho, em 2010 - antes de mostrar que ainda era flexível o suficiente para se lançar às bolas dentro da área.

Júlio César recria grandes defesas

Outra habilidade de jogo fundamental para Júlio César foi lidar com os cruzamentos, e fez questão de demonstrar a técnica e a capacidade de decisão que o levaram ao estrelato.

Para este exercício contou com cruzamentos sucessivos de uma ala para o interior da área, alguns sob pressão de um jogador de campo.

Habilidades cruciais eram saltar apoiado na perna direita, dependendo da direcção do cruzamento e saber quando agarrar uma bola e quando socá-la ou mesmo afastá-la com o pé. Júlio César também demonstrou como rematar uma bola de forma eficaz, batendo o esférico de lado em vez de por baixo, para obter uma maior distância.