O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Meias-finais da UEFA Europa League: Foram estas as melhores até agora?

Os apuramentos de Benfica e Braga fazem parte da nossa lista de meias-finais duplas mais importantes desde a primeira edição da UEFA Europa League em 2009/10.

Óscar Cardozo  (ao centro) exulta após marcar aquele que viria a ser o golo decisivo  frente ao Fenerbahçe que apurou o Benfica para a final da UEFA Europa League de 2012/13
Óscar Cardozo (ao centro) exulta após marcar aquele que viria a ser o golo decisivo frente ao Fenerbahçe que apurou o Benfica para a final da UEFA Europa League de 2012/13 Getty Images

Será que a eliminatória desta época entre West Ham e Frankfurt ou o confronto do Leipzig com o Rangers vão passar a fazer parte da nossa lista das melhores meias-finais da UEFA Europa League até agora?

Antes dos jogos das meias-finais de 2021/22, o UEFA.com volta atrás no tempo para reviver emoções tardias e reviravoltas fantásticas.

Jogue no Prognósticos da Europa League!


2009/10: Atlético 2-2total Liverpool (1-0, 1-2ap - Atlético apurado pelos golos fora)

Diego Forlán festeja com os colegas de equipa após o triunfo do Atlético sobre o Liverpool em 2009/10
Diego Forlán festeja com os colegas de equipa após o triunfo do Atlético sobre o Liverpool em 2009/10AFP via Getty Images

Tendo marcado o único golo na primeira mão em Espanha, Diego Forlán foi também o herói do prolongamento em Anfield. Alberto Aquilani empatou a eliminatória, antes de Yossi Benayoun colocar a equipa de Rafael Benítez na frente durante o prolongamento, mas uma finalização do avançado uruguaio, na sequência de um cruzamento de José Antonio Reyes, garantiu a passagem devido à regra dos golos marcados fora.

2010/11: Benfica 2-2tot Braga (2-1, 0-1 - Braga apurado pelos golos fora)

Os jogadores do Braga festejam o apuramento para a final de 2011
Os jogadores do Braga festejam o apuramento para a final de 2011AFP via Getty Images

Depois de ter marcado o único golo do Braga na derrota por 2-1 na primeira mão, o capitão Vandinho não pôde jogar na segunda devido a suspensão e o treinador Domingos Paciência resumia assim a epopeia dos seus pupilos. "Para uma equipa fora dos três grandes de Portugal [Benfica, Porto e Sporting], é muito bom estar nesta posição." O cabeceamento de Custódio logo aos 19 minutos, na sequência de um canto, colocou o Braga em vantagem devido aos golos fora, mas depois teve de suportar a pressão do Benfica antes de marcar encontro para uma final totalmente portuguesa contra o Porto.

2011/12: Sporting 3-4total Athletic (2-1, 1-3)

A excelente caminhada do Sporting em 2011/12 foi travada pelo Athletic, que chegou assim à sua primeira final europeia em 35 anos, devido a um golo apontado por Fernando Llorente a dois minutos do fim. Após a vitória do Sporting por 2-1, em Lisboa, o jogo de Bilbau tinha já o prolongamento em perspectiva quando o avançado espanhol fez ruir as esperanças dos Leões, isto depois de Markel Susaeta e Ibai Gómez terem marcado antes e depois do tento de Ricky van Wolfswinkel.

2012/13: Fenerbahçe 2-3total Benfica (1-0, 1-3)

Após ter perdido por 1-0 na primeira mão, em Istambul, o Benfica ficou a precisar de dois golos para seguir depois do penálti de Dirk Kuyt ter anulado o tento madrugador de Nicolás Gaitán em Lisboa. Óscar Cardozo, melhor marcador estrangeiro de sempre das Águias, com 172 golos, facturou em cada uma das partes e o decisivo foi uma bela finalização na sequência de um passe longo. "É maravilhoso. Estou muito feliz e não tenho palavras para descrever o coração que a equipa mostrou", afirmou o capitão Luisão, agora director do clube, no fim do encontro.

2013/14: Sevilha 3-3total Valência (2-0, 1-3 - Sevilha apurado pelos golos fora)

O Valência esteve a poucos segundos de completar uma reviravolta heróica frente aos mestres da UEFA Europa League, pois vencia por 3-0 em casa após uma derrota por 2-0 na primeira mão, até Stéphane Mbia fazer, de cabeça, ao quarto minuto dos descontos, o golo que permitiu ao Sevilha seguir em frente devido à regra dos golos fora.

2014/15 Nápoles 1-2total Dnipro (1-1, 0-1)

Resumo: A caminhada do Dnipro até à final
Resumo: A caminhada do Dnipro até à final

O percurso do Dnipro até às meias-finais desafiou a lógica, mas quando enfrentou adversários de elite no Nápoles, a equipa ucraniana mostrou ainda mais resiliência. O empate 1-1 em Itália surgiu graças a um golo tardio de Yevhen Seleznyov, que fez parte da equipa do Shakhtar que vencei a Taça UEFA de 2008/09, e o mesmo jogador voltou a marcar o único tento do jogo da segunda mão que desfez quaisquer dúvidas.

2016/17: Ajax 5-4total Lyon (4-1, 1-3)

Depois de uma derrota por 4-1 na primeira mão, o Lyon decidiu arriscar em França e esteve muito perto de vencer. Sofreu um golo cedo em casa, mas Alexandre Lacazette bisou no espaço de um minuto e reduziu a desvantagem antes de Rachid Ghezzal fazer o 3-1 aos 81 minutos e da expulsão de Nick VIergever ter proporcionado um fim de jogo tenso, mas que acabaria favorável aos Ajax"+.

2017/18: Marselha 3-total Salzburgo (2-0, 1-2ap)

Veja o resumo do jogo e golo decisivo de Rolando
Veja o resumo do jogo e golo decisivo de Rolando

As equipas venceram em casa 2-0, pelo que foi necessário recorrer a um prolongamento na Áustria, onde o Salzburgo viu as esperanças ruírem quando o defesa-central português Rolando, membro da equipa do Porto que venceu a Europa League de 2020/11, saltou do banco para marcar o golo decisivo na sequência de um canto. "Heróico" foi a manchete da edição da manhã seguinte do jornal marselhês La Provence.

2017/18: Arsenal 1-2total Atlético (1-1, 0-1)

O Atlético empatou 1-1 em Londres, apesar de ter jogado com dez homens durante 80 minutos, com Antoine Griezmann a anular o golo inicial de Alexandre Lacazette. O tento de Diego Costa em Madrid, na segunda mão, confirmou aquele que iria ser o último de Arsène Wenger na Europa como treinador do Arsenal.

2018/19: Frankfurt 2-2tot Chelsea (1-1, 1-1ap - 3-4 nos penáltis)

Europa League de 2018/9: Frankfurt - Chelsea
Europa League de 2018/9: Frankfurt - Chelsea

Kepa Arrizabalaga defendeu duas conversões de jogadores do Frankfurt no desempate por penáltis e ajudou os Blues de Maurizio Sarri a chegar à final, isto depois de dois empates 1-1 entre as duas equipas. Mais tarde, Sarri viria a conquistar o primeiro título da carreira frente ao Arsenal de Unai Emery.

2019/20: Sevilha 2-1 Manchester United

As restrições provocados pela COVID-19 obrigaram a que a eliminatória fosse decidida num só jogo e sem adeptos nas bancadas, em Colónia. Um penálti de Bruno Fernandes até deu vantagem aos Red Devils, mas Suso empatou a contenda antes de Luuk de Jong marcar o golo decisivo, após cruzamento de Jesus Navas, a 12 minutos do fim.

Descarregue a Europa app!