O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Roma 3-2 Manchester United (total: 5-8): Red Devils perdem mas passam à final

A equipa de Ole Gunnar Solskjær confirmou com tranquilidade a passagem à sua primeira final europeia desde 2017, apesar de derrotada na capital italiana pela turma de Paulo Fonseca.

A equipa italiana marcou três golos na segunda parte, mas novo bis de Edinson Cavani confirmou o apuramento do Manchester United para a final.
Resumo: Roma 3-2 Man. Utd (2 mins)
Roma - Manchester United: como tudo aconteceu, reacções


O jogo em poucas palavras

O United chegou a Roma com uma confortável vantagem de 6-2 trazida da primeira mão, mas a formação da casa quase reduziu essa diferença nos minutos iniciais, com Gianluca Mancini e Henrikh Mkhitaryan a desperdiçarem boas ocasiões de golo nos cinco minutos iniciais.

Porém, foram os visitantes a acabar com quaisquer dúvidas que ainda pudessem restar quando Edinson Cavani, que já tinha enviado uma bola à trave, se viu isolado por um passe de Fred e bateu Antonio Mirante pela primeira vez.

A Roma, ainda assim, fez questão de cair de pé e Edin Džeko, de cabeça, restabeleceu a igualdade no jogo a abrir a segunda parte, antes de Bryan Cristante, com um grande golo, dar a cambalhota no marcador. Cavani parecia não estar disposto a oferecer a vitória à equipa de Paulo Fonseca e fez o 2-2, mas o jovem estreante Zalewski saltou do banco para dar um triunfo que serve de mera consolação ao conjunto da capital italiana.

Reacções

Ole Gunnar Solskjær, treinador do Man. United: "Demos-lhes a bola com demasiada frequência e perdemos o esférico com demasiada facilidade, criando problemas para nós mesmos. Felizmente, temos um dos melhores guarda-redes do mundo e um avançado que quer sempre fazer golos. Tivemos altos e baixos. A segunda parte, sobretudo, foi decepcionante, mas estamos na final."

Paulo Fonseca, treinador da Roma: "Fomos eliminados por culpa de 45 minutos terríveis em Manchester. Esta noite fizemos um grande jogo, mas não foi suficiente. Começámos bem e criámos várias ocasiões de golo, mas eles acabaram por marcar na primeira oportunidade de que dispuseram. Tivemos força e conseguimos reagir muito bem, ainda assim."

Ole Gunnar Solskjær sorri depois de levar pela primeira vez o Manchester United a uma final
Ole Gunnar Solskjær sorri depois de levar pela primeira vez o Manchester United a uma finalAFP via Getty Images

Principais estatísticas

  • Solskjaer atinge a sua primeira final como treinador do United, colocando fim a uma série de quatro eliminações em meias-finais no conjunto de todas as competições.
  • Cavani soma agora 13 golos em 14 jogos contra a Roma na sua carreira.
  • A Roma somou a nona vitória nos últimos dez jogos em casa para as provas europeias de clubes.
  • Os 13 golos marcados nesta eliminatória constituem um novo recorde em meias-finais da UEFA Europa League, superando os 11 marcados na semi-final entre FC Porto e Villarreal em 2011.

Equipas

Roma: Mirante; Karsdorp, Smalling (Darboe 30), Ibañez, Bruno Peres (Santon 69); Mancini, Cristante; Pedro Rodríguez (Zalewski 76), Pellegrini, Mkhitaryan; Džeko (Mayoral 76)

Manchester United: De Gea; Wan-Bissaka (Williams 46), Bailly, Maguire, Shaw (Alex Telles 46); Van de Beek, Fred; Greenwood, Bruno Fernandes (Mata 84), Pogba (Matić 64); Cavani (Rashford 73)

O que se segue

O Manchester United vai agora defrontar o Villarreal na final, a 26 de Maio. Antes, mede forças com Aston Villa (09/05), Leicester (11/05), Liverpool (13/05), Fulham (18/05) e Wolverhampton (23/05) para fechar a temporada da Premier League inglesa.