O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Roma - Manchester United: retrospectiva da UEFA Europa League, guia de forma, encontros anteriores

O Manchester United parece ter um pé e meio na final, visitando pela terceira vez esta temporada Itália com uma excelente vantagem de 6-2 sobre a Roma.

Edinson Cavani bisou pelo Manchester United no 6-2 aplicado à Roma na primeira mão
Edinson Cavani bisou pelo Manchester United no 6-2 aplicado à Roma na primeira mão UEFA via Getty Images

Batido nas meias-finais da época transacta, o Manchester United parece ter tudo na mão para atingir a final da UEFA Europa League 2020/21, visitando pela terceira vez a Itália na presente temporada na sequência da excelente vantagem por 6-2 conseguida contra a Roma.

• A Roma iniciou a sua campanha europeia na fase de grupos da UEFA Europa League, ao somar 13 pontos na liderança do Grupo A, três à frente do Young Boys. Depois, deixou para trás dois dos ex-clubes do treinador Paulo Fonseca, Braga (3-0 f, 3-1 c) e Shakhtar Donetsk (3-0 c, 2-1 f), antes de ultrapassar o líder da liga dos Países Baixos, o Ajax, nos quartos-de-final (2-1 f, 1-1 c).

• A equipa de Ole Gunnar Solskjær participou na UEFA Champions League durante o Outono, tendo sido derrotada nos dois últimos jogos do Grupo H, deixando-a no terceiro lugar, com nove pontos, atrás do Paris Saint-Germain e do RB Leipzig. Posteriormente, os ingleses passaram por três eliminatórias na UEFA Europa League, deixando para trás dois clubes espanhóis, Real Sociedad (4-0 f, 0-0 c) e Granada (2-0 f, 2-0 c). Nos oitavos-de-final, sofreram para ultrapassar o gigante italiano AC Milan (1-1 c, 1-0 f). Ainda não perderam qualquer encontro na UEFA Europa League 2020/21.

Encontros anteriores
• O United recuperou de uma desvantagem de 1-2 ao intervalo e dizimou por completo a Roma na segunda parte da primeira mão em Old Trafford, marcando por cinco vezes sem resposta para a se tornar a primeira equipa desde o Real Madrid em 1964 a marcar seis golos numa meia-final das competições europeias. Bruno Fernandes e Edinson Cavani bisaram, antes de Paul Pogba e Mason Greeenwood fecharem as contas do marcador, isto já depois de um penálti de Lorenzo Pellegrini e de uma finalização de Edin Džeko (o seu golo 20 na Europa League) terem colocado os visitantes em vantagem ao intervalo.

• United e Roma já se encontraram por três vezes nas competições da UEFA, tendo os seis encontros antes desta eliminatória, todos na UEFA Champions League, decorrido num período de 12 meses, de Abril de 2007 a Abril de 2008.

• O primeiro confronto foi nos quartos-de-final de 2006/07, com a Roma a vencer a primeira mão, por 2-1, no Estádio Olímpico, antes de sofrer a que continua a ser a sua derrota europeia mais pesada na segunda mão, com o actual treinador-adjunto do United, Michael Carrick, a bisar, com a equipa de Sir Alex Ferguson a derrotar o conjunto de Luciano Spalletti por 7-1 em Old Trafford.

• Na época seguinte, as equipas mediram forças mais duas vezes, primeiro na fase de grupos, com o United a vencer por 1-0 em casa e a empatar 1-1 fora, e depois nos quartos-de-final, onde os pupilos de Ferguson levaram a melhor sobre a turma de Spalletti, já que o conjunto inglês venceu a primeira mão, por 2-0, em Roma, antes de carimbar o apuramento com outra vitória por 1-0, em Manchester. O United venceria o troféu pela terceira vez, derrotando o Chelsea nos penáltis, na final de Moscovo.

• Este é o primeiro embate da Roma contra adversários ingleses desde que perdeu ante o Liverpool nas meias-finais da UEFA Champions League 2017/18, em jogos com muitos golos (2-5 c, 4-2 f). Essa derrota foi a sétima consecutiva em encontros a duas mãos frente a clubes ingleses, após vitórias nas três primeiras.

• A Roma venceu dez dos seus 18 jogos das competições da UEFA em Roma contra adversários ingleses (4E e 4D), incluindo cinco dos últimos seis - embora as duas vitórias em partidas a eliminar (1-0 contra o Arsenal nos oitavos-de-final da UEFA Champions League 2008/09 e 4-2 frente ao Liverpool nas meias-finais da mesma prova dez anos mais tarde) se tenham revelado insuficientes para dar a volta às derrotas sofridas em Inglaterra na primeira mão. Batidos nos penáltis pelo Arsenal no Estádio Olímpico, os "Giallorossi" também tinham sofrido o mesmo destino na final da Taça dos Campeões Europeus de 1984, quando o Liverpool levou a melhor no desempate por grandes penalidades, após um empate a uma bola.

• O registo do United em jogos fora contra clubes italianos é de 6V, 3E e 10D, mas as suas três derradeira visitas a solo transalpino redundaram em outras tantas vitórias, a mais recente das quais no reduto do Milan, por ocasião dos oitavos-de-final desta temporada. Incluindo o triunfo nos 16 avos-de-final sobre a Real Sociedad, em Turim, o United evitou a derrota nas suas sete últimas deslocações a Itália (5V e 2E).

• O United venceu as quatro últimas eliminatórias a duas mãos que realizou diante de adversários italianos, elevando o seu registo total para 7V e 6D. Os "Red Devils" também perderam a Supertaça Europeia de 1999 para a Lázio (0-1), naquela que constituiu a sua única final frente a um emblema da Serie A.

Guia de forma
Roma

• A Roma terminou em quinto lugar na Serie A na época passada e apurou-se para a fase de grupos da UEFA Europa League pela segunda época consecutiva e pela quarta vez no total. Tal como o United, a equipa de Paulo Fonseca foi eliminada da competição na época passada pelo futuro vencedor Sevilha, tendo perdido por 2-0 em terreno neutro (Duisburgo) nos oitavos-de-final, o mais longe que o clube alcançou na UEFA Europa League até esta época - embora tenha sido vice-campeão da Taça UEFA em 1990/91.

• Os triunfos do clube romano na fase a eliminar frente ao Braga e ao Shakhtar foram seguidos de uma vitória sobre o Ajax, que o colocou pela primeira vez nas meias-finais da UEFA Europa League. Passaram-se 30 anos desde a última vez que a Roma alcançou as meias-finais desta competição, no antigo figurino da Taça UEFA, quando derrotou o Brøndby (0-0 f, 2-1 c) antes de perder os dois jogos da final, frente aos rivais italianos do Inter.

• Uma derrota por 0-2 contra o Real Madrid na fase de grupos da UEFA Champions League 2018/19 é a única sofrida pela Roma nos seus 21 últimos jogos das competições europeias disputados na capital italiana, vencendo 15 desses embates. Os seus únicos desaires em casa na UEFA Europa League aconteceram todos na Primavera, com o seu registo na fase a eliminar no Estádio Olímpico a situar-se em 4V, 2E e ED; tinha vencido por quatro vezes seguidas antes do empate averbado ante o Ajax nos quartos-de-final.

• O registo total da Roma é de 8V e 15D quando perderam fora na primeira mão de uma eliminatória da UEFA, com o mais recentes desses desaires a ter lugar nas meias-finais da UEFA Champions League 2017/18, contra o Liverpool. Os "Giallorossi" nunca tinham perdido fora na primeira mão por mais de três golos.

Manchester United
• O United, vencedor da UEFA Europa League em 2016/17, terminou em terceiro na Premier League na época passada, altura em que também perdeu três meias-finais - Taça da Liga Inglesa, Taça de Inglaterra e UEFA Europa League. A sua posição no campeonato permitiu-lhe competir na fase de grupos da UEFA Champions League pela 23ª vez.

• A equipa orientada por Solskjær começou bem no Grupo H, derrotando o Paris por 2-1 fora e o Leipzig por 5-0 em casa, mas perdeu três dos últimos quatro jogos - 1-2 no terreno do İstanbul Başakşehir, 1-3 em casa diante do Paris e 2-3 frente ao Leipzig - tendo caído para o terceiro lugar.

• O clube de Manchester já disputou duas meias-finais da UEFA Europa League, tendo vencido a primeira delas, em 2016/17, frente ao Celta de Vigo (1-0 f, 1-1 c), com Marcus Rashford a apontar o golo da vitória em Espanha. No entanto, perdeu na última temporada contra outro clube da La Liga, o Sevilha, que os derrotou por 2 -1 num confronto único em campo neutro, na cidade de Colónia.

• O registo fora do Manchester United na UEFA Europa League é de 9V, 4E e 6D, sendo que triunfos nos seus quatro mais recentes compromissos e sem sofrer qualquer golo. O clube de Old Trafford perdeu apenas um dos seus 13 derradeiros jogos fora na competição (8V e 4E) - 2-1 no reduto do Astana na Jornada 5 da época transacta - e marcaram pelo menos um golo em todas as eliminatórias que realizaram longe de Inglaterra, aumentando essa série para 15 jogos com o triunfo por 2-0 alcançado na primeira mão dos quartos-de-final, em Granada.

• O United prevaleceu em 19 das 24 eliminatórias anteriores das competições europeias nas quais venceu a primeira mão em casa, a mais recente das quais nos 16 avos-de-final da UEFA Europa League 2016/17, quando afastou o Saint-Étienne (3-0 c e 1-0 f). Três das cinco eliminações aconteceram frente a adversários italianos, mas sempre quando lograram prevalecer apenas por um golo em Old Trafford, na primeira mão. Os "Red Devils" venceram em casa na primeira mão por quatro golos de diferença em duas ocasiões, ambas por 4-0, tendo empatado a zero na segunda mão dessas duas eliminatórias - contra os malteses do Hibernians na primeira mão da Taça dos Campeões Europeus de 1967/68 e frente ao FC Porto nos quartos-de-final da UEFA Champions League 1996/97.

Ligações e curiosidades

• Jogaram juntos:
Amad Diallo e Roger Ibañez (Atalanta 2019/20)
Victor Lindelöf e Bryan Cristante (Benfica 2014–16)
Eric Bailly e Pau López (Espanyol 2014/15)
Nemanja Matić e Pedro Rodríguez (Chelsea 2015–17)

• Apesar de ter falhado a primeira mão, Borja Mayoral, da Roma, é o melhor marcador da UEFA Europa League esta época, com sete golos - o mesmo número de Pizzi e Yusuf Yazıcı, dos já eliminados Benfica e LOSC Lille, respectivamente.

• O United é o único clube nas meias-finais desta época a vencer a UEFA Europa League/Taça UEFA. Os ingleses também são os únicos entre os quatro participantes restantes ao terem vencido a UEFA Champions League/Taça dos Campeões Europeus.

• O United é apenas o quarto clube a disputar as meias-finais da UEFA Europa League em épocas consecutivas, depois de Benfica, Sevilha (três consecutivas) e Arsenal.

• A Roma quer tornar-se no primeiro vencedor italiano da UEFA Europa League. Não houve finalistas do país até à presença do Inter em 2019/20.

Desempates por penáltis  
• O registo da Roma em quatro desempates por penáltis é de 1V e 3D:
4-2 - Norrköping, segunda eliminatória da Taça UEFA 1982/83
3-4 - Liverpool, final da Taça dos Campeões Europeus 1983/84
3-4 - Real Zaragoza, primeira eliminatória da Taça dos Vencedores das Taças 1986/87
6-7 - Arsenal, oitavos-de-final da UEFA Champions League 2008/98

• O registo do Manchester United em três desempates por penáltis é de 1V e 2D:
4-5 - Videoton, quartos-de-final da Taça UEFA 1984/85
3-4 - Torpedo Moscovo, primeira eliminatória da Taça UEFA 1992/93
6-5 - Chelsea, final da UEFA Champions League 2007/08