O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Embates das meias-finais da UEFA Europa League

O Manchester United vai defrontar a Roma e o Arsenal vai medir forças com o Villarreal. O UEFA.com traça o perfil dos semifinalistas da UEFA Europa League.

Alinhamento das meias-finais

Primeira mão (29 de Abril)
Manchester United - Roma
Villarreal - Arsenal

Segunda mão (6 de Maio)
Roma - Manchester United
Arsenal - Villarreal

Manchester United - Roma

Manchester United (ENG)

Veja todos os golos de Rashford na Europa League
Veja todos os golos de Rashford na Europa League

Ranking da UEFA: 8
Proveniente da fase de grupos da UEFA Champions League, 4-0 Real Sociedad (16 avos-de-final), 2-1 Milan (oitavos-de-final), 4-0 Granada (quartos-de-final)
Época passada: meias-finais (eliminado pelo Sevilha)
Melhor na Taça UEFA/UEFA Europa League: vencedor (2017)

Por que é este o seu ano
A derrota nas meias-finais da edição da época passada frente ao Sevilha foi um duro golpe para Ole Gunnar Solskjær e para os seus jogadores. O United pagou caro a ineficácia nesse jogo e quer redimir-se desta feita.

Táctica
Solskjær costuma apostar num sistema táctico em 4-2-3-1, mas também já jogou em 3-4-1-2 e experimentou também um 4-4-2 em diamante.

Jogador-chave: Bruno Fernandes
Com quase 40 golos ou assistências no conjunto de todas as competições esta temporada, o internacional português é o coração destes "red revils".

Resumo: Granada 0-2 Manchester United (2 mins)
Resumo: Granada 0-2 Manchester United (2 mins)

Roma (ITA)

Ranking da UEFA: 15
Vencedor do Grupo A, 5-1 Braga (16 avos-de-final), 5-1 Shakhtar (oitavos-de-final), 3-2 Ajax (quartos-de-final)
Época passada: oitavos-de-final (eliminado pelo Sevilha)
Melhor na Taça UEFA/UEFA Europa League: finalista vencido (1991)

Por que é este o seu ano
Até ao momento, a Roma não tem passado por grandes dificuldades na prova, apesar da qualidade crescente dos adversários que tem vindo a enfrentar. A turma de Paulo Fonseca conjuga na perfeição várias qualidades e na Europa tem mostrado a sua melhor faceta.

Táctica
A Roma joga em 3-4-2-1, utilizando um médio – Bryan Cristante – no centro da defesa a três para construir jogo a partir de trás; tem, depois, dois laterais muito ofensivos e coloca dois médios criativos atrás do único ponta-de-lança.

Jogador-chave: Henrikh Mkhitaryan
O internacional arménio confere à equipa de Paulo Fonseca criatividade, energia, golos e assistências, isto para não falar da sua experiência europeia – marcou na vitória do Manchester United na final de 2017. Vai ser certamente importante para os "giallorossi".

Resumo: Ajax 1-2 Roma (2 mins)
Resumo: Ajax 1-2 Roma (2 mins)

Villarreal - Arsenal

Villarreal (ESP) 

Resumo: Dínamo Zagreb 0-1 Villarreal (2 mins)
Resumo: Dínamo Zagreb 0-1 Villarreal (2 mins)

Ranking da UEFA: 25
Vencedor do Grupo I, 4-1 Salzburgo (16 avos-de-final), 4-0 Dínamo Kiev, 3-1 Dínamo Zagreb (quartos-de-final)
Época passada: N/d
Melhor na Taça UEFA/UEFA Europa League: meias-finais (2004, 2011, 2016, 2021)

Por que é este o seu ano
Unai Emery já conquistou esta prova por três ocasiões por um clube que atingiu agora pela quarta vez as meias-finais da competição. O Villarreal quer muito este troféu e a consequente qualificação para a UEFA Champions League.

Táctica
Emery adapta o seu sistema táctico às circunstâncias e às oportunidades, mas esta temporada a equipa do "Submarino Amarelo" tem alinhado sobretudo em 4-3-3, o qual facilmente se transforme num 4-5-1.

Jogador-chave: Gerard Moreno
O internacional espanhol é uma dor de cabeça para as defesas e está sempre de olho no golo. Moreno é, claramente, um jogador a ter em atenção.

Resumo: Arsenal 1-1 Slávia Praga (2 mins)
Resumo: Arsenal 1-1 Slávia Praga (2 mins)

Arsenal (ENG)

Ranking da UEFA: 11
Vencedor do Grupo B, 4-3 Benfica (16 avos-de-final), 3-2 Olympiacos (oitavos-de-final), 5-1 Slávia Praga (quartos-de-final)
Época passada: 16 avos-de-final (eliminado pelo Olympiacos)
Melhor na Taça UEFA/UEFA Europa League: finalista vencido (2000, 2019)

Por que é este o seu ano
Os "gunners" querem redimir-se de um desempenho abaixo do esperado na Premier League inglesa e experimentar o sucesso na Europa. A equipa apresenta algumas lacunas, mas o estilo ofensivo do seu futebol é sempre garantia de muitos golos.

Táctica
O Arsenal procura, sobretudo, explorar as alas e a partir daí efectuar cruzamentos para a grande área adversária; a subida dos laterais também contribui para isso, conferindo ainda mais largura à equipa. Além disso, a turma londrina sabe sair a jogar a partir de trás, com paciência.

Jogador-chave: Alexandre Lacazette
Lacazette reencontrou-se com a sua melhor forma nas últimas semanas, com assistências e golos preciosos; recua muitas vezes para receber a bola e ajuda a ligar o meio-campo e o ataque.