O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Final da UEFA Europa League: Villarreal ao pormenor

Qual o seu palmarés e como chegou até aqui? Um olhar mais pormenorizado sobre o Villarreal antes do duelo com o Manchester United na final da UEFA Europa League.

Getty Images

Notícias da equipa

"Onze" provável: Rulli/Asenjo; Foyth, Albiol, Torres, Pedraza; Pino, Capoue, Parejo, Trigueros; Moreno, Bacca

Perfil

Grandes golos do Villarreal na Europa League
Grandes golos do Villarreal na Europa League

"Ranking" UEFA: 22
Finais da Taça UEFA/UEFA Europa League: 0
Melhor desempenho: meias-finais (2004, 2011, 2016)
Campenato espanhol: 0
Taça de Espanha: 0
Posição final no campeonato: 7º

Caminhada rumo à final

Apuramento: 5º na Liga espanhola
Vencedor do Grupo I
16 avos-de-final: 4-1 Salzburgo (2-0f, 2-1c)
Oitavos-de-final: 4-0 Dynamo Kiev (2-0f, 2-0c)
Quartos-de-final: 3-1 Dínamo Zagreb (1-0f, 2-1c)
Meias-finais: 2-1 Arsenal (2-1c, 0-0f)
Geral: J14 V12 E2 D0 GM30 GS8*
Melhores marcadores: Gerard Moreno, Paco Alcácer (6)
Posição no campeonato: 6º

Resumo: Villarreal 2-1 Arsenal
Resumo: Villarreal 2-1 Arsenal

*Inclui a vitória por 3-0 atribuída ao Villarreal no jogo com o Qarabağ, na sexta jornada, por impossibilidade da formação azeri em comparecer

Por que pode ser este o seu ano

A tentação é falar sobre a dupla goleadora formada por Gerard Moreno e Paco Alcácer. Ou apontar o foco a Raúl Albiol, vencedor do Campeonato do Mundo e que, aos 35 anos, tem sido magnífico nesta temporada. Pau Torres? Um esquerdino notável com óptima qualidade de passe

Contudo, é impossível ignorar o impacto de Unai Emery. Vencedor da UEFA Europa League três vezes e vice-campeão com o Arsenal há duas temporadas – foi contratado para levar o Villarreal a uma final e não defraudou as expectativas.

Glória de Emery na Europa League
Glória de Emery na Europa League

Táctica

Emery adapta o seu sistema táctico às circunstâncias e às oportunidades, mas esta temporada a equipa do "Submarino Amarelo" tem alternado entre o 4-4-2 e o 4-3-3, consoante a situação ou o adversário. Os lances de bola parada são importantes, a manutenção cuidada da posse de bola também. Mas crucial para os espanhóis é o facto de Emery analisar o adversário ao mais ínfimo pormenor e fazer com que os seus jogadores saibam tanto dos oponentes quanto eles próprios.

Jogadores-chave

Gerard Moreno: O internacional espanhol Moreno vive o melhor momento de forma da carreira, com pura classe a finalizar e emanando confiança.

Raúl Albiol: O defesa regressou ao país-natal após vários anos na Serie A e está mais competitivo, inteligente, líder e forte no jogo aéreo do que nunca, nem parecendo que tem 35 anos.

Pau Torres
Pau TorresIcon Sport via Getty Images

Pau Torres: Defesa-central de 24 anos cujo pé esquerdo faz magia na hora de passar a bola, qualidade que já lhe valeu a atenção de alguns dos grandes emblemas europeus.

História condensada

O clube é oriundo de Vila-real, uma pequena cidade valenciana (população: 50.000 habitantes) conhecida pela sua indústria cerâmica antes do submarino amarelo ter emergido na elite do futebol espanhol pela primeira vez, em 1998. Chegados a 2006, uma equipa que contava com Juan Román Riquelme, Marcos Senna e Diego Forlán tinha sido semifinalista da UEFA Champions League, e dois ano depois terminou a Liga espanhola 2007/08 no segundo posto.

Em Gdańsk, o Villarreal vai tentar juntar a UEFA Europa League a um palmarés que conta apenas com duas Taças Intertoto e o título da quarta divisão espanhola, em 1970.