Final da Europa League: Lautaro Martínez sonha com primeiro troféu com o Inter

"Pode significar o primeiro troféu da minha carreira ", disse o avançado argentino ao UEFA.com.

Lautaro Martínez num treino antes da final da UEFA Europa League
Lautaro Martínez num treino antes da final da UEFA Europa League Inter via Getty Images

Lautaro Martínez espera que o Inter esteja à altura da ocasião quando defrontar o Sevilha na final da UEFA Europa League, de modo a que o clube conquiste o primeiro grande troféu continental desde a vitória na UEFA Champions League de 2009/10, na altura sob o comando de José Mourinho.

O argentino de 22 anos bisou na vitória por 5-0 sobre o Shakhtar Donetsk nas meias-finais e pode conquistar o primeiro grande troféu da sua carreira no Stadion Köln. No entanto, apesar de impressionado com a forma do Inter na Alemanha, não espera facilidades do Sevilha, cinco vezes vencedor da Taça UEFA/UEFA Europa League.

Sobre o ambiente no campo

Todos os golos do Inter no caminho até á final
Todos os golos do Inter no caminho até á final

Estou muito feliz porque estamos muito perto de alcançar um dos nossos objetivos - levantar um troféu - e isso é o que conta, não é? Vamos tudo fazer para que o nosso último jogo [da temporada] seja um dia inesquecível, pois seria sinal que iríamos levar o troféu para Itália.

Sobre a mentalidade do Inter

Lautaro Martínez festeja um golo na UEFA Champions League em Dortmund
Lautaro Martínez festeja um golo na UEFA Champions League em DortmundGetty Images

É a minha primeira final e pode significar o primeiro troféu da minha carreira. Como equipa, estamos a amadurecer. No início da temporada, estabelecemos objectivos. Na Serie A, estivemos perto [de ganhar], mas foi também uma temporada difícil para todos. No entanto, sinceramente, acho que estamos satisfeitos, apesar do amargo de boca por terminarmos a apenas um ponto da Juventus. Mas agora estamos a mostrar que crescemos e que estamos muito unidos como grupo.

Sobre Antonio Conte

Ser-lhe-ei sempre grato porque assim que chegou ao Inter ligou-me quando eu estava de férias depois da Copa América. É um treinador que confia em mim e isso ajudou-me a crescer. Também ajudou a mudar a minha mentalidade - não só a minha, mas de todo o grupo - e isso é muito importante para nós no Inter. Espero que possamos continuar neste caminho.

Sobre a final contra o Sevilha

O que esperar do Sevilha? Um adversário difícil, que pressiona, que joga em todo o campo e pratica um óptimo futebol. É por isso que chegaram à final. Temos que os estudar, treinar bem e preparar o jogo como temos feito em todos os anteriores para que os possamos parar e utilizar as nossas armas.

[O Sevilha] chegou a muitas finais e é por uma razão. Isso significa que é uma equipa séria, que joga bem. Estaremos atentos ao que podem fazer, mas estaremos principalmente focados em nós próprios, no nosso trabalho, no Inter, no que significa chegar a uma final depois de tanto tempo e no que pode significar erguer um troféu nesta altura.