Antevisão da final Sevilha - Inter: onde ver, equipas prováveis e notícias

Os italianos do Inter defrontam os espanhóis do Sevilha na final da UEFA Europa League: saiba tudo.

O troféu em pleno relvado
O troféu em pleno relvado UEFA via Getty Images

O Sevilha defronta o Inter na final da UEFA Europa League em Colónia, às 20h00 GMT de sexta-feira, 21 de Agosto. Esta página será actualizada com notícias das equipas e declarações antes do pontapé de saída.

Preparativos para a final em directo


Onde ver o jogo na TV

Saiba aqui os detentores dos direitos de transmissão dos jogos da UEFA Europa League do local onde está.

Equipas prováveis

Sevilha: Bounou; Navas, Koundé, Diego Carlos, Reguilón; Banega, Fernando, Jordán; Suso, En-Nesyri, Ocampos
Em dúvida: Ocampos (não especificado)

Inter: Handanovič; Godín, De Vrij, Bastoni; D’Ambrosio, Barella, Brozović, Gagliardini, Young; Martínez, Lukaku
De fora: Vecino (joelho)
Em dúvida: Sánchez (coxa)

As equipas

Sevilha (ESP)
Ranking da UEFA: 8
Campeonato nacional: 4º (último jogo: 19 de Julho)
Últimos cinco jogos (mais recente primeiro: VVVVE
Como chegou até aqui: Vencedor do Grupo A, 1-1 Cluj (golos fora, 16 avos-de-final), 2-0 Roma (oitavos-de-final), 1-0 Wolves (quartos-de-final), 2-1 Manchester United (meias-finais)
Época passada: oitavos-de-final (D com o Slávia Praga, ap)
Registo em finais: 5J 5V 0D (mais recente: 2015/16, V com o Liverpool)
Melhor resultado na Taça UEFA/Europa League: vencedor (2005/06, 2006/07, 2013/14, 2014/15, 2015/16)

Sevilla's five Europa League triumphs
Sevilla's five Europa League triumphs

Inter (ITA)

Ranking da UEFA:
33
Campeonato nacional: 2º (último jogo: 1 de Agosto)
Últimos cinco jogos: VVVVV
Como chegou até aqui: Fase de grupos da UEFA Champions League, 4-1 Ludogorets (16 avos-de-final), 2-0 Getafe (oitavos-de-final), 2-1 Leverkusen (quartos-de-final), 5-0 Shakhtar (meias-finais)
Época passada: oitavos-de-final (D com o Eintracht Frankfurt)
Registo em finais: 4F 3V 1D (mais recente: 1997/98, V com a Lázio)
Melhor resultado na Taça UEFA/Europa League: vencedor (1990/91, 1993/94, 1997/98)

Confrontos anteriores

Os dois clubes nunca se defrontaram nas competições da UEFA.

Sevilha frente a adversários italianos
13J 6V 2E 5D 13GM 10GS

Resumo: Sevilha 2-0 Roma
Resumo: Sevilha 2-0 Roma

Inter frente a adversários espanhóis
43J 14V 11E 18D 47GM 53GS

Momento de forma das equipas

O Sevilha está há 20 jogos sem perder em todas as competições, tendo vencido oito dos últimos nove desafios e chega em boa forma à hora das decisões. Os espanhóis impressionaram no triunfo sobre a Roma de Paulo Fonseca, tendo depois mostrado paciência e determinação para bater o Wolves e o Manchester United. A experiência que têm nesta competição é um triunfo suplementar, pois sabem o que é preciso para vencer.
Joe Walker, repórter junto do Sevilha

Quanto mais alta a fasquia, mais alto salta o Inter. A defesa é muito sólida (um golo sofrido nos últimos sete jogos), o espírito da equipa é adequado e os atacantes estão inspirados. Romelu Lukaku marca há dez jogos consecutivos na UEFA Europa League e Lautaro Martínez encontrou a boa forma na goleada ao Shakhtar. A equipa de Antonio Conte vai ser um adversário difícil de bater.
Paolo Menicucci, repórter junto do Inter

Resumo: Inter 5-0 Shakhtar
Resumo: Inter 5-0 Shakhtar

Tácticas

Julen Lopetegui coloca a equipa a jogar num 4-3-3, que rapidamente se pode transformar num 4-5-1 quando não tem a posse de bola. O treinador exige que todos joguem com grande intensidade, a pressionar muito alto no campo e a tentar causar problemas aos adversários que tentam jogar a partir da defesa. Nas saídas para o ataque o destaque vai para os defesa-laterais Jesús Navas e Sergio Reguilón, enquanto Éver Banega é o maestro no meio-campo.
Joe Walker, repórter junto do Sevilha

Na Itália, dizem: "Squadra che vince non si tocca (Em equipa que ganha não se mexe)." Antonio Conte segue religiosamente este princípio e apresentou a mesma equipa titular nos últimos três jogos. O seu 3-5-2 conta com dois homens no ataque e com dois médios dinâmicos, que jogam à frente de um centrocampista mais defensivo (Marcelo Brozović) e dois laterais ofensivos. As jogadas de ataque começam na defesa, atraindo a pressão dos adversários e depois procurando os dois avançados – especialmente Lukaku – com passes longos para o ataque.
Paolo Menicucci, repórter junto do Inter

Resumo: Sevilha 2-1 Man. United
Resumo: Sevilha 2-1 Man. United

Declarações dos treinadores

Julen Lopetegui, treinador do Sevilha: "O Inter está preparado para disputar a Champions League devido à qualidade extraordinária dos jogadores que possui e por também ter um treinador muito experiente. Isso vai-nos obrigar a estar ao nosso melhor nível em todas as vertentes e a sermos capazes de fazer uma exibição perfeita em todos os aspectos para lhes podermos dar luta. É um enorme desafio."

Antonio Conte, treinador do Inter: "Temos de jogar com vontade de ganhar, de forma a levar o troféu para Itália e de volta para o Inter. O Sevilha terá os mesmos planos, por isso temos de mostrar que somos a melhor equipa. Para mim, é sempre importante poder dizer aos rapazes, no final do jogo, que não temos nada a lamentar. Se formos a melhor equipa iremos erguer o troféu. Caso contrário, teremos dado o nosso melhor e teremos que aplaudir o nosso adversário".

O que se segue

O vencedor da UEFA Europa League vai disputar a Supertaça Europeia da UEFA frente ao detentor da UEFA Champions League, em Budapeste, a 24 de Setembro. Sevilha e o Inter vão marcar presença no sorteio da fase de grupos da UEFA Champions League, em Atenas, a 1 de Outubro.

Cerimónia de entrega do troféu da Europa League

A cerimónia de entrega do troféu será levada a cabo no relvado, após o apito final do encontro.

O Presidente da UEFA, Aleksander Čeferin, irá entregar o troféu à equipa vencedora, bem como as medalhas aos jogadores e "staff" das duas equipas. O procedimento da entrega do troféu foi delineado juntamente com as autoridades locais. Todos os oficiais envolvidos na apresentação do troféu foram testados à COVID-19, não sendo, como tal, necessário que usem máscaras.

Tal como já tinha sido anunciado antes das fases finais das competições de clubes da UEFA em Portugal (UEFA Champions League), na Alemanha (UEFA Europa League) e em Espanha (UEFA Women's Champions League), o "staff" gestor e operacional da UEFA que tem contacto com os jogadores e o "staff" dos clubes participantes foi testado regularmente ao longo do torneio.