O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Wolves 0-1 Sevilha: Ocampos decide ao cair do pano

Um golo solitário de Lucas Ocampos, aos 88 minutos, colocou o clube espanhol nas meias-finais.

Resumo: Wolves 0-1 Sevilha
Resumo: Wolves 0-1 Sevilha

O Sevilha eliminou o Wolves com um cabeceamento de Lucas Ocampos perto do final e deu mais um passo rumo ao quarto título na UEFA Europa League.

Wolves - Sevilha: como tudo aconteceu


Resumo do jogo

A equipa de Nuno Espírito Santo começou melhor e foi recompensada quando uma jogada de ataque de Adama Traoré só foi travada por uma falta de Diego Carlos no interior da área. No entanto, Raúl Jiménez, que nunca tinha desperdiçado uma grande penalidade ao servido do Wolves, permitiu a defesa de Yassine Bounou. O Sevilha passou a controlar a posse de bola, mas Rui Patrício defendeu uma remate de longa distância de Suso na jogada de maior perigo dos espanhóis no primeiro tempo.

No entanto, os homens de Julen Lopetegui foram superiores depois do intervalo, com Jules Koundé a cabecear por cima após um cruzamento tenso de Suso.

O momento decisivo surgiu aos 88 minutos, com Banega marcou um livre perfeito para um cabeceamento certeiro de Ocampos que não deu hipóteses de defesa a Rui Patrício

.

Rui Patrício não conseguiu chegar ao cabeceamento de  Lucas Ocampos
Rui Patrício não conseguiu chegar ao cabeceamento de Lucas OcamposGetty Images


Reacções

Nuno Espírito Santo, treinador do Wolves: “O golo no último minuto é algo que já nos aconteceu demasiadas vezes, mas estou orgulhoso dos meus rapazes. Jogámos frente a uma equipa difícil, com tudo a ser decidido nos detalhes. Chegámos tão longe, mas já acabou, agora vamos descansar e olhar para o futuro”.

Yassine Bounou, guarda-redes do Sevilha: "É um alívio. Defrontámos uma boa equipa, que é muito organizada na defesa. Estiveram bem posicionados e foi muito difícil criar-lhes problemas, por isso, quando conseguimos marcar, sentimos um alívio que nos deixou muito felizes”.

Yassine Bounou defende a grande penalidade de  Raúl Jiménez
Yassine Bounou defende a grande penalidade de Raúl JiménezUEFA via Getty Images

Estatísticas-chave

  • O Sevilha está invicto há 19 jogos (10V 9E), incluindo sete vitórias nos últimos oito jogos.
  • O Sevilla não sofreu golos nos últimos cinco jogos.
  • O Sevilha não sofreu qualquer golo na primeira parte dos jogos nesta edição da UEFA Europa League.
  • Raúl Jiménez tinha marcado todas as oito grandes penalidades pelo Wolves antes do jogo desta noite
  • Antes deste noite, o Wolves só tinha ficado em branco num dos 16 jogos na UEFA Europa League desta época (incluindo a qualificação).

Equipa

Wolves: Rui Patrício; Boly, Coady, Saïss; Doherty, Dendoncker, Moutinho (Neto 71), Neves, Vinagre; Traoré (Jota 79), Jiménez

Sevilha: Bounou; Navas, Diego Carlos, Koundé, Reguilón; Banega, Fernando, Jordán (Banega; Ocampos, Munir, Vázquez 84); Suso, En-Nesyri (De Jong 85), Ocampos

O que se segue

O Sevilha vai defrontar Manchester United no domingo nas meias-finais em Colónia. A final está marcada, cinco dias depois, para o mesmo local.