Factos Inter - Leverkusen

Dois antigos vencedores da Taça UEFA encontram-se nos quartos-de-final da UEFA Europa League, com o Inter e Bayer Leverkusen a medirem forças em Düsseldorf.

Dois antigos vencedores da Taça UEFA encontram-se nos quartos-de-final da UEFA Europa League, com o Inter e Bayer Leverkusen a medirem forças na cidade alemã de Düsseldorf.

• O Inter entrou na UEFA Europa League depois de não ter conseguido ultrapassar a fase de grupos da UEFA Champions League, terminando em terceiro lugar atrás de Barcelona e Borussia Dortmund. Os italianos deixaram pelo caminho o campeão búlgaro Ludogorets nos oitavos-de-final (2-0 f, 2-1 c) antes de afastarem o Getafe com um triunfo por 2-0 no único encontro dos oitavos-de-final, em Gelsenkirchen. Romelu Lukaku e o suplente Christian Eriksen marcaram os golos que colocaram o clube tricampeão da Taça UEFA pela primeira vez nos quartos-de-final da UEFA Europa League.

• O Leverkusen entrou na UEFA Europa League na fase a eliminar, depois de transferido da UEFA Champions League, onde foi terceiro no Grupo D com seis pontos, atrás de Juventus e Atlético de Madrid. Nos oitavos-de-final, os alemães não deram hipóteses ao Porto, vencedor da prova em 2010/11, com triunfos por 2-1 em casa e por 3-1 fora, antes de também vencerem os dois embates com o Rangers nos oitavos-de-final (3-1 f, 1 -0 c)

Encontros anteriores 
• Os clubes encontraram-se apenas uma vez nas competições da UEFA, com o Inter a vencer os dois jogos da segunda fase de grupos da UEFA Champions League de 2002/03 (2-0 f, 3-2 c), a caminho das meias-finais, onde foi batido pelo rival Milan.

• A vitória do Inter sobre o Getafe em Gelsenkirchen terminou com uma série de quatro jogos sem vencer na Alemanha (1E 3D). O triunfo por 3-2 no reduto do Bayern, em Março de 2011, é a única vitória nos últimos nove jogos no terreno de clubes da Bundesliga (3E 5D). Na verdade, uma de apenas quatro vitórias nos últimos 18 encontros com clubes alemães (4E 10D) foi sobre o Bayern, na final da UEFA Champions League de 2010 (2-0 em Madrid).

• O registo do Leverkusen na Alemanha frente a equipas italianas nas provas da UEFA é 4V 2E 3D, tendo todos os jogos sido disputados em Leverkusen. Na fase de grupos da UEFA Champions League desta época, os alemães foram batidos pela Juventus por 2-0, na BayArena.

Desempates por grandes penalidades
• O registo do Inter em quatro desempates por grandes penalidades nas provas da UEFA é de 2V 2D.
5-4 - Celtic, meias-finais da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1971/72 
3-4 - Aston Villa, primeira eliminatória da Taça UEFA de 1994/95 
5-3 - Grazer AK, segunda eliminatória da Taça UEFA de 1996/97 
1-4 - Schalke, final da Taça UEFA de 1996/97

• O registo do Leverkusen em três desempates por grandes penalidades nas provas da UEFA é de 2V 1D:
3-2 - Espanyol, final da Taça UEFA de 1987/88
3-5 - Tirol Innsbruck, quartos-de-final da Taça Intertoto de 1995
2-3 - Atlético Madrid, oitavos-de-final da UEFA Champions League de 2014/15

Os treinadores
• Médio combativo e versátil, Antonio Conte é normalmente associado à Juventus, onde jogou durante 13 épocas e conquistou inúmeros troféus, com destaque para a UEFA Champions League de 1995/96. Como treinador conduziu o clube de Turim à conquista de três títulos consecutivos da Série A, entre 2012 e 2014, antes de assumir por dois anos o comando da selecção de Itália, com a qual participou no UEFA EURO 2016. Saiu para o Chelsea, que conduziu à conquista da Premier League e da Taça de Inglaterra, antes de ser substituído pelo compatriota Maurizio Sarri. Após um ano sabático, Conte foi apresentado como técnico do Inter em Maio de 2019.

• Campeão holandês e três vezes vencedor da Taça com o Feyenoord na década de 90, a preenchida carreira de treinador de Peter Bosz começou a sério no De Graafschap, em 2002, e atingiu o auge quando conduziu o Ajax à final da UEFA Europa League de 2016/17. O antigo médio internacional holandês esteve apenas essa época em Amesterdão, já que posteriormente substituiu Thomas Tuchel no Borussia Dortmund, onde ficou somente seis meses. Após um ano de paragem, regressou à Bundesliga, para treinar o Bayer Leverkusen, em Dezembro de 2018, e conseguiu qualificar a equipa para a UEFA Champions League.