Villarreal acredita no destino

No Villarreal todos acreditam que a força do destino será um factor determinante para garantir a vitória da equipa.

Por Graham Hunter, em Villarreal

O Villarreal CF acredita que a força da história e do destino será um auxiliar precioso para o confronto desta quinta-feira, relativo às meias-finais da Taça UEFA, frente aos rivais e vizinhos do Valência.

Orgulho local
Com a expectativa gerada em redor da campanha que o Villareal tem vindo a empreender na Taça UEFA, é legitimo acreditar que a formação espanhola pode muito bem chegar à final, agendada para 19 de Maio, em Gotemburgo. Razão mais do que suficiente para que Sonny Anderson, avançado do Villarreal, classifique o confronto desta noite como o mais importante da história do clube. Ele é o melhor marcador da competição com seis golos, a par de Alan Shearer e Mateja Kezman, e tem vindo a evidenciar uma forma magnífica, ajudando a equipa a lutar pela conquista de uma competição europeia, depois desta ter conseguido o apuramento através da Taça Intertoto.

"Entusiasmo total"
O brasileiro afirmou: "Basta olhar para o entusiasmo dos nossos adeptos para entender qual a importância deste jogo para eles. Muitos de nós pensam que este é o jogo mais importante da história do Villarreal, não só por estarmos a três partidas de vencermos pela primeira vez uma competição europeia, mas porque esta eliminatória é contra o Valência".

A surpresa
Anderson chegou esta época do Olympique Lyonnais, mas já deixou a sua marca ao apontar o segundo golo na vitória por 2-0 sobre o finalista da época passada, o Celtic FC, que garantiu o apuramento dos espanhóis para as meias-finais com um resultado de 3-1 no conjunto das duas mãos. O brasileiro afirmou: "Estou muito contente com o contributo que tenho dado à equipa e muito satisfeito pelo Villarreal ter chegado tão longe".

Golo madrugador
"Quando assinei no Verão nem eu, nem a maioria dos jogadores, pensávamos que pudéssemos conseguir isto". E quanto ao jogo acrescentou: "O melhor para nós seria marcar cedo para ganharmos confiança. Mas penso que também é vital que o Villarreal evite sofrer golos".

Poderosos de fora
O Villarreal tem estado soberbo na Taça UEFA, afastando equipas poderosas como o Galatasaray SK, a AS Roma e o Celtic. Mas o Valência, que lidera a liga espanhola, à frente do Real Madrid CF, é uma equipa forte e que conhece bem melhor este rival do que os seus anteriores adversários.

O regresso de Albelda
David Albelda, capitão do Valência, afirma que o facto de este ser um "derby" confere maior emoção a esta eliminatória. Abelda sabe do que fala pois jogou pelo Villarreal antes da mudança para o Valência em 1999.

"Um bom relacionamento"
Albelda disse: "Tenha a certeza que o presidente do Villarreal, Fernando Roig, vai oferecer um bom prémio monetário para eles nos vencerem. Há um bom relacionamento entre os dois clubes, mas sei que eles ficarão mais contentes por nos baterem do que, por exemplo, se vencessem o Real Madrid. Sei igualmente que o Villarreal preferia que fossemos nós e não o Real Madrid a conquistar a liga".

Jogar ao máximo
Apesar do Valência ainda estar a lutar em duas frentes, esta quinta-feira ninguém vai pensar em poupanças e a equipa vai jogar na máxima força. Albeda afirmou: "Penso que a chave deste encontro reside no facto de estes serem embates tão importantes ao nível físico e mental, como ao nível do futebol jogado. Estamos numa meia-final de uma competição europeia e, como tal, penso que não podemos fazer poupanças a pensar nos jogos que se seguem".

"Momento único"
O capitão do Villarreal, Quique Álvarez, concordou ao acrescentar: "Este é um momento único e temos de dar tudo. Todos estão muito orgulhosos por aquilo que já fizemos, agora só nos resta tentar atingir o topo."