Newcastle com tarefa difícil

O Newcastle terá que fazer "o jogo da sua vida" para ultrapassar o Marselha na segunda mão das meias-finais da Taça UEFA.

Por Matthew Spiro em Marseille

O treinador do Newcastle United, Sir Bobby Robson, apelou aos jogadores que "sobreviveram" à onda de lesões que vem assolando a formação inglesa, para fazerem “o jogo das suas vidas" frente ao Marselha, na segunda mão da meia-final da Taça UEFA, que terá lugar em França, esta quinta-feira.

Tarefa difícil
Os ingleses deslocaram-se a terras gaulesas sem os lesionados Jonathan Woodgate, Craig Bellamy, Kieron Dyer, Jermaine Jenas e Andy Griffin e, depois de terem empatado em casa a zero no encontro da primeira mão, sabem bem as dificuldades que vão ter de ultrapassar, frente a um adversário que venceu esta época no Stade Vélodrome, o Liverpool FC e o FC Internazionale.

Maus ensaios
Nenhuma das equipas teve bons ensaios no passado fim-de-semana, com os franceses a perderem em casa, por 1-0, com o FC Metz, enquanto que a equipa de Hugo Viana não fez melhor no terreno do Manchester City FC. Robson, no entanto, aguarda confiante o encontro, insistindo que, apesar das lesões, a sua equipa vai apresentar “excelentes jogadores”, capazes de fazer história.

”Grande oportunidade”
”É uma situação desagradável, mas mesmo assim contamos com alguns jogadores excepcionais e eles sabem bem que estão perto de fazer história pelo clube. Não disputamos uma final europeia vai para 30 anos e se calhar não vamos voltar a ter outra oportunidade. Os jogadores não são tolos, sabem bem que esta é uma grande oportunidade e que a têm de aproveitar”.

“Empenho e entusiasmo”
O antigo treinador da selecção inglesa afirmou que se a sua equipa estiver ao nível daquela que defrontou o Chelsea FC - e venceu em casa por 2-1 há dez dias - a presença na final será assegurada. “Vamos jogar como fizemos frente ao Chelsea e se conseguirmos repetir a exibição, vamos conseguir passar”, explicou. “Isso significa que os jogadores têm de dar tudo, jogar com empenho e entusiasmo até ao último segundo”.

Regresso de Bowyer
Titus Bramble e Andy O'Brien vão voltar a formar a dupla de centrais, uma vez que Woodgate estará ausente, ao passo que Lee Bowyer, que regressou aos treinos depois de ter debelado uma lesão muscular, poderá voltar a integrar o "onze", dadas as ausências de Dyer e Jenas. o treinador britânico aproveitou a oportunidade para afirmar que não há qualquer problema físico com o extremo esquerdo francês, Laurent Robert.

Robert apto
“Laurent sofreu uma pequena lesão contra o Manchester City, mas na terça-feira já treinou a 100 por cento”, afirmou o treinador do Newcastle. “Ele está muito ansioso por este jogo em particular e é uma grande oportunidade para ele mostrar o seu enorme talento perante os adeptos do seu país”.

“Jogo equilibrado”
José Anigo, treinador do Marselha, tem, por seu lado, todo o plantel à sua disposição e admitiu que está preparado para acrescentar o nome do Newcastle à impressionante lista de grandes clubes que a sua equipa já afastou. “Poderei apresentar a minha equipa mais forte”, afirmou. “Tive uma longa conversa com os meus jogadores na manhã de quarta-feira e nunca vi um grupo de jogadores tão concentrado e determinado. Espero um jogo equilibrado, isso é certo, mas penso que temos a estrutura mental necessária para vencer”.

Marlet de início
O Marselha vai alinhar de início com Steve Marlet ao lado de Didier Drogba, que foi recentemente eleito Jogador Francês do Ano e espera manter, neste jogo, o hábito de marcar, à imagem do que fez nas anteriores eliminatórias. "O potencial de concretização da equipa tem sido enorme com o Steve na frente e isso é importante, porque nos permite encarar o jogo com uma atitude muito positiva”, afirmou Anigo. “Contra o Liverpool cometemos o erro de jogar cautelosamente no início e só acordámos quando eles marcaram. Desta vez temos de tomar a iniciativa de jogo desde o início da partida”.