Juventus elogia esforço do Lyon

Mauricio Isla admitiu que o Lyon testou a Juventus antes da vitória por 2-1 que permitiu a Giorgio Chiellini sonhar com a final em Turim, a 14 de Maio.

Juventus elogia esforço do Lyon
Juventus elogia esforço do Lyon ©UEFA.com

Foi com orgulho que a Juventus atingiu a meia-final da UEFA Europa League apesar da oposição feita por uma equipa do Olympique Lyonnais que os “perturbou porque têm jogadores jovens que correm muito”, disse ao UEFA.com o médio Mauricio Isla.

“Saímos de cabeça erguida”, disse o médio do Lyon, Jordan Ferri enquanto na cabeça de Giorgio Chiellini já só paira a “final do dia 14 de Maio” no Estádio da Juventus.

Mauricio Isla, médio da Juventus
Estamos muito contentes por chegar às meias-finais. Penso que começámos bem o jogo mas, após o golo deles, retraímo-nos e não conseguimos voltar a exibir-nos como nos primeiros vinte minutos. Sentimo-nos orgulhosos por atingir as meias-finais mas também do nosso trabalho, do nosso grupo e do nosso treinador. O Lyon perturbou-nos porque têm jogadores jovens que correm muito. Temos agora que focar-nos no próximo jogo da liga [contra a sua antiga equipa, a Udinese Calcio] e só depois começar a pensar na meia-final.

Giorgio Chiellini, defesa da Juventus
Estamos muito satisfeitos, no papel éramos favoritos mas temos sempre de confirmar em campo. O Lyon deu tudo nas duas mãos e chegou a perturbar-nos esta noite. Contudo, conseguimos marcar nas poucas ocasiões que criámos. Não jogámos o nosso futebol habitual, em especial na segunda metade da primeira parte mas, no geral, penso que merecemos a qualificação.

Qual a equipa que gostava de enfrentar na meia-final? A única coisa que quero é jogar a final do dia 14 de Maio, quero fazer mais dois jogos neste estádio. É uma oportunidade única.

Jordan Ferri, médio do Lyon
Claro que estamos decepcionados porque fomos eliminados, o que é normal, mas penso que saímos de cabeça erguida pela forma como disputámos ambas as partidas contra uma grande equipa como é a Juventus. Não tínhamos nada a perder aqui. Sabíamos que tínhamos de marcar um golo e tínhamos essa ambição mas, infelizmente, não foi o suficiente. Por agora estamos decepcionados. Provavelmente, depois de assimilar o que conseguimos fazer, ficaremos orgulhosos.