Combata a COVID-19 seguindo as indicações da Organização Mundial de Saúde e os cinco passos da FIFA para travar a propagação da doença.

1. Lavar as mãos 2. Tossir para o antebraço 3. Não tocar no rosto 4. Manter a distância física 5. Ficar em casa.
Mais informação >
 

Mbia apura Sevilha à beira do fim

Valencia CF 3-1 Sevilla FC (total: 3-3, Sevilha vence por golos fora)
O Sevilha estava eliminado aos 94 minutos, até Stéphane Mbia marcar de cabeça o golo decisivo.

O Sevilla FC vai defrontar o SL Benfica na final da UEFA Europa League de 2014, após um final de partida emocionante, em que o cabeceamento de Stéphane Mbia, aos 94 minutos, negou o apuramento ao Valencia CF.

Após ter recuperado de uma desvantagem de 3-0 para eliminar o FC Basel 1893 na eliminatória anterior, a capacidade de recuperação do Valência voltou a evidenciar-se, já que a equipa de Juan Antonio Pizzi, que contou com João Pereira e Ricardo Costa a titulares, deu a volta ao 2-0 da primeira mão. O golo de Sofiane Feghouli deu o mote para os anfitriões, é aos 26 minutos a eliminatória estava empatada, após o auto-golo de Beto. O golo de Jéremy Mathieu na segunda parte parecia ter decidido o vencedor, no entanto Mbia teve a palavra final.

Rodeado por um ambiente espectacular, as duas equipas estiveram à altura da ocasião, e foi o Sevilha quem deu o mote, logo a abrir, com Carlos Bacca e Ivan Rakitić perto de marcarem, na sequência de rápidos contra-ataques. No entanto, a formação andaluz, onde Beto e Daniel Carriço jogaram de início (Diogo Figueiras não foi utilizado) foi incapaz de impedir o primeiro golo, com Eduardo Vargas e Feghouli a ludibriarem a defesa visitante. Feghouli escapou à marcação de Federico Fazio e bateu o guarda-redes português, com a bola ainda a desviar em Coke.

Com o ascendente na partida, o Valência foi em busca do segundo, e marcou-o rapidamente, já que o cruzamento de Juan Bernat na esquerda foi em direcção a Jonas. O cabeceamento do avançado embateu na barra e nas costas de Beto, a comemorar o seu 32º aniversário, antes de ultrapassar a linha-de-golo.

Com tudo empatado, o vencedor da Taça UEFA de 2004 quase perdeu o controlo à medida que a primeira parte se encaminhava para o seu fim. De regresso à equipa do Valência após cinco semanas de ausência devido a lesão, o guarda-redes internacional brasileiro Diego Alves virou herói, ao deter o remate de Juan Antonio Reyes, que levava selo de golo.

Com a acção a manter-se na etapa complementar, Pablo Piatti fez a bola rasar a barra. A busca do Sevilla por espaço no meio-campo adversário revelava-se infrutífera. A determinação do Valência teve frutos quando, após o canto de Fede Cartabia na esquerda, Mathieu aproveitou a simulação de Ricardo Costa para colocar os anfitriões em vantagem na eliminatória pela primeira vez.

O Sevilha reagrupou-se, e Mbia, que marcou na primeira mão, cabeceou para o fundo das redes e garantiu a presença da equipa de Unai Emery em Turim, a 14 de Maio, onde vai defrontar o SL Benfica.

Topo