De que forma Beşiktaş e Lyon podem ganhar vantagem

Com os quartos-de-final entre Beşiktaş e Lyon a pender para os franceses, após a vitória por 2-1, David Crossan, do UEFA.com, explica como poderá a eliminatória ser ganha ou perdida.

Marcelo, do Beşiktaş, num duelo com Nabil Fekir, do Lyon, durante a primeira mão
Marcelo, do Beşiktaş, num duelo com Nabil Fekir, do Lyon, durante a primeira mão ©AFP/Getty Images

Ambas as equipas - ganhar a batalha das bolas paradas
Os dois primeiros golos da primeira mão ocorreram a partir de lances de bola parada, com ambas as equipas a sentirem que podiam, e talvez deviam, ter aproveitado, pelo menos, mais uma dessas situações. Enquanto Ryan Babel e Corentin Tolisso marcaram para o Beşiktaş e Lyon, respectivamente, Marcelo viu por duas vezes ser-lhe negado o golo em defesas heroicas e Tolisso cabeceou ao poste antes de empatar.

Resumo: Veja a emocionante vitória do Lyon na primeira mão
Resumo: Veja a emocionante vitória do Lyon na primeira mão

Em Talisca e Mathieu Valbuena, ambas as equipas possuem especialistas em bolas paradas. No Stade de Lyon, ambas as defesas mostraram-se inquietas, os locais durante a primeira parte e o Beşiktaş a partir do momento em que o Lyon começou a acercar-se da sua área na segunda parte.

O Lyon confia em Mouctar Diakhaby nas duas áreas, enquanto Şenol Güneş vai lembrar aos seus jogadores do Beşiktaş que não podem dar-se ao luxo de baixar o seu foco defensivo nem por um segundo.

Beşiktaş – aproveitar a paixão
“Estamos decepcionados, mas queremos manter-nos positivos porque sabemos que podemos dar a volta à situação na segunda mão e seguir em frente”, declarou Güneş na conferência de imprensa após o jogo.

Conseguirá o Lyon acabar com o enguiço da França na Taça UEFA/Europa League ?
Conseguirá o Lyon acabar com o enguiço da França na Taça UEFA/Europa League ?

Com o apoio de uma multidão expectante, o clube turco terá de reagir e jogar mais, mantendo o equilíbrio para não permitir ao Lyon um ataque- etiquetado como "perigoso" por Güneş – às suas posições.

A suspensão de Vincent Aboubakar diminui as possibilidades do Beşiktaş, pois o poder, velocidade e poder de fogo do avançado camaronês seriam úteis.

Lyon – jogar desde o início
Tal como no jogo em casa contra a Roma, nos oitavos-de-final, o Lyon ficou a dever à sua exibição na segunda parte o facto de ter acabado vitorioso. Valbuena admitiu: “Na segunda parte, e isso tem acontecido várias vezes esta época, o nosso orgulho ditou que tivesse havido uma reacção. Fomos corajosos e merecemos o desfecho”.

Marcar golos não constituiu problema para o Lyon na fase a eliminar. A equipa de Bruno Genésio apontou 18 tentos em cinco jogos desde que iniciou nos 16 avos-de-final a sua participação na prova. São capazes de marcar em Istambul desde que façam uma circulação de bola tão rápida quanto o fizeram na segunda parte na passada quinta-feira e concedam opções para quem estiver na posse do esférico.