Combata a COVID-19 seguindo as indicações da Organização Mundial de Saúde e os cinco passos da FIFA para travar a propagação da doença.

1. Lavar as mãos 2. Tossir para o antebraço 3. Não tocar no rosto 4. Manter a distância física 5. Ficar em casa.
Mais informação >
 

Como Kevin Gameiro comanda o Sevilha

"É a melhor época da minha carreira", disse Kevin Gameiro, autor de metade dos 14 golos do Sevilha desde os 16 avos-de-final; o UEFA.com investiga o bom momento de forma do francês.

Kevin Gameiro celebra com colegas um dos seus golos na meia-final contra o Shakhtar
Kevin Gameiro celebra com colegas um dos seus golos na meia-final contra o Shakhtar ©AFP/Getty Images

Na época passada, Carlos Bacca foi o melhor marcador do Sevilha na segunda conquista consecutiva da UEFA Europa League. O colombiano saiu este Verão para o AC Milan, mas Kevin Gameiro surgiu então para assegurar que os golos iriam continuar a acontecer.

Para além dos 16 tentos apontados na Liga espanhola, o avançado francês apontou mais sete na UEFA Europa League desde os 16 avos-de-final e chega à final frente ao Liverpool em excelente forma. “É a melhor época da minha carreira”, disse Gameiro ao UEFA.com. “O mais importante para um atacante é sentir-se confiante. Esta época senti muita confiança além de que toda a gente também confiou em mim – os meus colegas, o clube e o treinador.”

Certamente que Unai Emery não tem razões para duvidar de Gameiro, a quem seguiu no Lorient, em França, antes de o trazer para o Sevilha em 2013, na sequência de duas temporadas frustrantes no Paris Saint-Germain. “Tem uma mudança de velocidade fantástica para fugir aos jogadores e é muito bom a rematar rapidamente de longa distância – é um finalizador muito consistente”, disse o treinador do clube da Andaluzia. “Ele cria a primeira linha de pressão nos adversários, com a sua velocidade e capacidade nas transições, o que é muito positivo para a equipa.”.

Sevilha contratou Gameiro ao Paris
Sevilha contratou Gameiro ao Paris©AFP/Getty Images

O capitão do Sevilha, Coke, está agradado pelo facto de Gameiro, de 29 anos, ter saído da sombra de Bacca. “Ele é uma das principais razões para termos chegado aqui”, disse o lateral-direito ao UEFA.com. “No princípio teve um papel mais secundário, mas, ainda assim, foi muito importante. Com base na evolução que foi tendo sabíamos que podíamos crescer. Ele está sempre a ajudar e marca muitos golos, algo que é, claro, o mais importante para um atacante.”

Saber as razões de tal crescimento é um mistério para Gameiro, de 1,70 m e que iniciou a carreira no Estrasburgo. “Eu não alterei nada”, frisou. “Tenho a mesma capacidade, mas talvez tenha trabalhado também as minhas falhas.” É sorte? Terá ele alterado os seus rituais antes dos jogos? “Não tenho muitos”, afirmou. “Entro sempre em campo com o pé esquerdo. Noutras vezes penso no meu avô, que faleceu há algum tempo e que sei está a olhar por mim lá em cima.”

O sucesso do Sevilha na meia-final
O sucesso do Sevilha na meia-final

Talvez seja simplesmente o trabalho, puro e duro – marca indelével das equipas vencedoras da UEFA Europa League de Emery –, e talvez a tranquilidade de Gameiro lhe garanta que vai trazer mais uma medalha de Basileia.

Topo