História até agora do finalista da Europa League: Liverpool

Somou vários empates mas, mais importante, só perdeu um jogo: o UEFA.com olha para a caminhada do Liverpool, revigorado pela chegada de Jürgen Klopp, até à final de Basileia.

Jürgen Klopp tem sido o rosto da camapnha 2015/16 do Liverpool
Jürgen Klopp tem sido o rosto da camapnha 2015/16 do Liverpool ©Getty Images

Resumo da época
Os "reds" substituíram o treinador Brendan Rodgers depois do segundo jogo da fase de grupos, mas não começaram a encantar de imediato após a chegada de Jürgen Klopp. Porém, o êxito ante o rival Manchester United, nos oitavos-de-final, revigorou a equipa, que acabou por atingir o pico com os triunfos sobre Dortmund – antiga equipa de Klopp – e Villarreal nas rondas seguintes, colocando o clube na sua primeira final europeia desde a derrota na final de 2007 da UEFA Champions League perante o AC Milan.

Registo desta época: 14J 6V 7E 1D 18GM 10GS

Como o Liverpool eliminou o Dortmund
Como o Liverpool eliminou o Dortmund

Momento-chave
A perder 2-0 ao fim de apenas dez minutos de jogo – e 3-1 ao fim de 57 –, o Liverpool podia muito bem ter deitado a toalha ao chão na recepção ao Dortmund, nos quartos-de-final. Mas, mostrando imensa determinação, Philippe Coutinho, Mamadou Sakho e – já nos descontos – Dejan Lovren marcaram os golos que ditaram a passagem do Liverpool às meias-finais, num jogo já catalogado como um dos melhores da história europeia do clube.

Jogador-chave
Colocado a actuar no flanco esquerdo por Klopp, o criativo médio brasileiro Philippe Coutinho tem brilhado a grande altura. "Na posição onde jogo tenho de criar ocasiões de golo," disse, antes de acrescentar: "Quando corto para o centro do terreno abro espaços, o que origina oportunidades para marcar." Uma ameaça para qualquer adversário e, sobre ele, o seu treinador disse mesmo: "Coutinho é um génio de jogador."

Lallana depois de marcar ao Villarreal
Lallana depois de marcar ao Villarreal©AFP/Getty Images

Herói improvável
"Fico feliz por mais algumas pessoas começarem a perceber o grande jogador que ele é," afirmou Klopp sobre Adam Lallana, que, com a sua energia, criatividade e capacidade de segurar a bola é um dos favoritos do novo treinador. Contratado por um valor elevado ao Southampton, Lallana demorou algum tempo a convencer os adeptos, mas a verdade é que é o melhor marcador dos "reds" nesta edição da prova, com três golos.

Número: 7
O número de empates do Liverpool em 14 jogos; mais três do que qualquer outra equipa. E, ao mesmo tempo, o número de golos marcado pelos "reds" nos dois últimos jogos em casa na competição, mais um do que o total de golos apontados ao longo de toda a fase de grupos.

Frase
"Quando vi todas aquelas caras de felicidade no final do jogo percebi que tinha, de facto, sido uma noite especial. Não se consegue ter mais 500 assim. Se tivermos muita sorte, talvez consigamos ter dez do género ao longo de toda a vida."
Jürgen Klopp depois de eliminar o Dortmund

Topo