Pontos de interesse desta semana na segunda mão

Irá o Fenerbahçe de Vítor Pereira aguentar a investida? Vai o avançado Nikola Kalinić, da Fiorentina de Paulo Sousa, voltar a marcar? E o Nápoles, tem o que é preciso para eliminar o Villarreal?

Nikola Kalinić festeja um golo pela Fiorentina de Paulo Sousa
Nikola Kalinić festeja um golo pela Fiorentina de Paulo Sousa ©Getty Images

Míchel regressa a casa
A deslocação esta quinta-feira a Bilbau vai ser uma espécie de regresso a casa para Míchel, o treinador espanhol do Marselha que substituiu Marcelo Bielsa, antigo técnico do Athletic, em Agosto, depois de ter orientado no seu país as equipas de Rayo Vallecano, Getafe e Sevilha. Míchel vai querer evitar distrações, pois a sua equipa precisa anular uma desvantagem de 1-0 da primeira mão dos 16 avos-de-final. "Preferia estar de regresso a Espanha numa situação melhor", lamentou, descrevendo o Athletic como um "adversário difícil, que tem avançados talentosos como Aritz Aduriz e Raúl García."
Athletic-Marselha, 18h00

Kalinić reencontra os golos
O português Paulo Sousa, treinador da Fiorentina, viu este fim-de-semana Nikola Kalinić terminar finalmente com um jejum de golos que durava há dois meses, saindo do banco para marcar no triunfo por 3-2 em Atalanta. Os italianos são obrigados a marcar no reduto do Tottenham - na sequência do empate a um golo na primeira mão em Florença – pelo que o regresso do croata à boa forma parece surgir no melhor momento.

"O Nikola está a subir de forma e os golos são sempre importantes para um avançado”, comentou Paulo Sousa. Kalinić deixou de marcar a 20 de Dezembro, depois de ter apontado nove golos nos primeiros 12 jogos da Serie A esta época. "Ele ajuda muito a equipa com as suas movimentações, mas os avançados podem perder a confiança se ficar sem marcar por alguns jogos, por isso este golo foi importante para ele e para toda equipa."
Tottenham - Fiorentina, 20h05

Lokomotiv quer melhorar
"Os nossos adversários vão passar por dificuldades em Moscovo", prometeu o treinador Igor Shevchenko, embora o Lokomotiv tenha perdido por 2-0 no reduto do Fenerbahçe quase sem conseguir incomodar a equipa treinada pelo português Vítor Pereira, com o avançado Petar Škuletić a não conseguir fazer esquecer a saída de Baye Oumar Niasse. Os moscovitas vão poder voltar a contar na defesa com Vedran Ćorluka, que cumpriu um castigo de quatro jogos, mas o influente médio Dmitri Tarasov está suspenso por ter visto o terceiro cartão amarelo desta campanha.
Lokomotiv - Fenerbahçe, 16h00

Será que a defesa do Villarreal volta a dominar?
O Villarreal terminou com a série 100 por cento vitoriosa do Nápoles na presente edição da UEFA Europa League ao ganhar por 1-0 na semana passada e vai a Itália depois de não ter sofrido golos nos últimos cinco jogos. Esta sequência impressionante inclui um nulo no domingo no reduto do Atlético Madrid - a única equipa com melhor registo defensivo na Liga espanhola – e o treinador Marcelino também não quer sofrer golos no Stadio San Paolo "Esta equipa está melhor a cada mês, a cada ano que passa", afirmou o técnico após o jogo com o Atlético.
Nápoles - Villarreal, 20h05

Shakhtar quer responder ao Schalke
O Shakhtar venceu a última edição da Taça UEFA, quando bateu o Werder Bremen em 2009, mas teve uma primeira mão abaixo das expectativas e ficou em posição difícil para o jogo na Alemanha ao empatar 0-0. "Infelizmente não ganhámos no Arena Lviv, mas tenho certeza que podemos marcar na segunda mão", afirmou o jovem médio Viktor Kovalenko.
Schalke - Shakhtar, 18h00

Kononov ainda acredita
O Krasnodar teve mais um sinal das dificuldades que vai sentir na quinta-feira quando o Sparta, o adversário dos 16 avos-de-final, bateu Mladá Boleslav, por 2-0, no domingo, somando a sétima vitória consecutiva em todas as competições. Em desvantagem por 1-0 na eliminatória, o Krasnodar tem de melhorar a produção ofensiva, já que fez apenas um remate à baliza em Praga, mas o treinador Oleg Kononov continua a acreditar. "Fiquei desiludido com a nossa exibição, mas acredito que somos capazes de marcar mais de um golo", destacou.
Krasnodar - Sparta Praga, 18h00

Rapid quer defender a honra
Como é que recupera de uma derrota por 6-0? Os jogadores do Rapid tiveram uma noite desastrosa em Valência na semana passada e a humilhação não terminou com o apito final, já que os adeptos e os comentadores austríacos não pouparam nas críticas à equipa de Zoran Barisic. "Quem não consegue lidar com um resultado destes não pode andar no desporto", destacou o treinador. "Ficaria muito feliz se alguém me dissesse que todos os anos iria chegar até aos 16 avos-de-final."
Rapid - Valência, 18h00

Todos os horários de Portugal Continental

Topo