Augsburgo trava Liverpool

Augsburgo 0-0 Liverpool
Os "reds" dominaram o jogo na etapa complementar, mas perto do final o Augsburgo esteve muito perto de obter uma vitória histórica.

1802_UEL_AUG-LIV_AMB
  • Augsburgo estreia-se na fase a eliminar da competição com um empate a zero
  • Liverpool domina mas Marwin Hitz impressiona na baliza
  • Coutinho e Alberto Moreno próximos do golo
  • Paul Verhaegh e Robert Klavan em bom plano na defesa do Augsburgo
  • Jogo da segunda mão realiza-se a 25 de Fevereiro, um dia antes do sorteio dos oitavos-de-final

Com o carismático Jurgen Klopp de regresso à Alemanha, Augsburgo e Liverpool empataram no primeiro duelo entre ambos, sem que nenhuma equipa tivesse conseguido atingir significativos momentos de inspiração, apesar do permanente entusiasmo vindo das bancadas.

A equipa germânica trabalhou bastante, demonstrou empenho e solidariedade, no entanto apenas por uma vez conseguiu criar uma clara ocasião de golo nos primeiros 45 minutos. Faltou qualidade na definição das jogadas no último terço do terreno, com excepção para um lance perto do intervalo em que Alexander Esswein, após uma boa jogada de contra-ataque, viu o guardião Simon Mignolet anular-lhe um remate em jeito.

O Liverpool também evidenciou dificuldades na fase de construção ofensiva no primeiro tempo e, tal como o seu adversário, só esteve muito perto do golo por uma vez - Daniel Sturridge desmarcou-se pelo centro da grande área (35 minutos), mas não conseguiu evitar, na hora da finalização, que um defesa do Augsburgo cortasse o esférico para canto.

O avançado do Liverpool, Vasco Firmino, esteve quase sempre muito só na frente perante um bloco defensivo bem organizado do conjunto alemão e o médio Phillipe Coutinho, o elemento mais talentoso do Liverpool na zona intermediária, nunca conseguiu desequilibrar através dos seus famosos remates de meia-distância porque os “reds” actuaram muito recuados na maior parte do tempo.

Na etapa complementar, Sturridge voltou a estar evidência no ataque, mas, mais uma vez, falhou na finalização (54 minutos), dentro da pequena área, desaproveitando uma assistência no lado direito de James Milner. Pouco tempo depois, e novamente pelo corredor direito, o Liverpool lançou mais um ataque perigoso, valendo aos locais a concentração e o bom posicionamento de Kostas Stafylidis.

A formação inglesa foi muito mais intensa e rápida a executar nos últimos 45 minutos, muito por culpa do crescimento de Coutinho e das arrancadas desequilibradoras de Milner. E conseguiu mesmo dominar a equipa da casa que, neste período do jogo, actuou praticamente em contra-ataque.

Face ao crescimento ofensivo do Liverpool, Klopp lançou o atacante Divock Origi para dar mais presença à sua equipa na área adversária, mas foi num remate de fora da grande área, desferido por Moreno aos 71 minutos, que os visitantes conseguiram a sua segunda melhor oportunidade do jogo.

Só que, inesperadamente, a mais flagrante ocasião de toda a partida pertenceu ao Augsburgo - Ji Dong-Won, vindo do banco, acertou no poste a quatro minutos do fim. 

Apesar de o conjunto inglês ter mostrado mais argumentos na segunda metade, o empate premeia a tenacidade do Augsburgo que partirá para Anfield Road mantendo a eliminatória em aberto.

Topo