Regresso ao Jogo: a UEFA está a preparar-se para o regresso seguro das suas competições de elite.
Saiba mais >
 

Estatísticas da terceira jornada da Europa League

O Sporting e Rui Patrício merecem destaque, tal como Gonzalo Higuaín, do Nápoles, e todas as equipas italianas: o UEFA.com apresenta os principais factos e números da terceira jornada.

O Sporting marcou cinco golos num jogo pela terceira vez na história da UEFA Europa League
O Sporting marcou cinco golos num jogo pela terceira vez na história da UEFA Europa League ©AFP/Getty Images

• A vitória por 5-1 do Sporting em casa frente ao Skënderbeu permitiu aos "leões" juntarem-se aos compatriotas do Porto como os dois únicos clubes a terem marcado, até hoje, cinco golos num jogo da UEFA Europa League em três ocasiões.

• A derrota do Skënderbeu foi a terceira em três jornadas nesta fase de grupos. A turma albanesa é a única entre as oito que esta época se estreiam em fases de grupos da UEFA Europa League a não ter ainda somado qualquer ponto. O Augsburgo somou os primeiros pontos ao vencer por 1-0 no terreno do AZ Alkmaar, enquanto o Groningen obteve o seu primeiro ponto a conseguir um empate perto do fim na visita ao Slovan Liberec.

• Por oposição, o Sion é o único dos estreantes a não ter sofrido ainda qualquer derrota. A formação helvética lidera o seu grupo, com sete pontos, depois de triunfar por 1-0 em casa do Bordéus.

• Outro estreante em fases de grupos da prova, o Midtjylland, perdeu o seu registo 100 por cento vitorioso ao ser goleado por 4-1 na recepção ao Nápoles.

• O Nápoles (Grupo D) é uma das três equipas que somam o registo máximo de nove pontos em três jogos; as outras duas são o Rapid Viena (Grupo E) e o SC Braga (Grupo F).

Gonzalo Higuaín marcou o quarto do Nápoles na Dinamarca
Gonzalo Higuaín marcou o quarto do Nápoles na Dinamarca©Getty Images

• O golo de Gonzalo Higuaín que selou o triunfo dos napolitanos na Dinamarca foi o décimo do internacional argentino na UEFA Europa League, tornando-o assim no 23º jogador a atingir os dois dígitos de golos na prova. O melhor marcador da história da competição presente na edição deste ano é Giuseppe Rossi, que marcou o seu 16º golo na prova ao assinar o tento da Fiorentina na derrota ante o Lech Poznań.

• Daniel Carriço lidera a lista de jogadores com mais jogos disputados na história da UEFA Europa League (48) e o guarda-redes com mais presenças é Rui Patrício, seu antigo colega no Sporting. O guardião "verde-e-branco" somou o 35º encontro na competição – sempre com a camisola dos "leões" – na clara vitória por 5-1 do emblema de Lisboa sobre o Skënderbeu.

• Apenas três jogadores disputaram mais jogos do que Rui Patrício por um só clube na competição: Andriy Yarmolenko (38 jogos pelo Dínamo Kiev), Óscar Cardozo (36 jogos pelo SL Benfica) e Ola Toivonen (36 jogos pelo PSV Eindhoven). Cardozo detém o recorde de mais golos marcados ao serviço de um só clube na UEFA Europa League (20, com a camisola do Benfica).

O PAOK de Igor Tudor é o rei dos empates
O PAOK de Igor Tudor é o rei dos empates©AFP/Getty Images

• O nulo registado pelo PAOK na recepção ao Krasnodar levou-o a fixar um novo recorde na competição no que diz respeito a empates: foi a 14ª igualdade da turma grega em 33 jogos na UEFA Europa League. Seguem-se, com 13 empates cinco clubes: Tottenham, Lázio, PSV, Rubin Kazan e Club Brugge, tendo os dois últimos chegado a esse registo também nesta terceira jornada, ao empatarem frente a Liverpool e Legia Warszawa, respectivamente.

• Os oito golos marcados em conjunto por Lázio, Fiorentina e Nápoles nesta terceira jornada, comparados com os seis apontados colectivamente por Borussia Dortmund, Schalke e Augsburgo, significam que a Itália ultrapassou a Alemanha no registo total de golos marcados na UEFA Europa League – 287 marcados, ao todo, por clubes italianos, contra 285 marcados por clubes germânicos. Ambos estão, ainda assim, bem longe da Espanha, que lidera esse dado estatístico, com 334 golos marcados pelos seus clubes na história da prova.

• A Lázio bateu o Rosenborg por 3-1 em Roma apesar de o defesa brasileiro Maurício ter sido expulso logo aos seis minutos e 25 segundos de jogo. Tratou-se do quarto cartão vermelho mais rápido de sempre na UEFA Europa League. O mais rápido também foi exibido em solo italiano, em Março de 2012, quando Nick Viergever, do AZ Alkmaar, recebeu ordem de expulsão frente à Udinese com apenas três minutos e 14 segundos jogados.

• O "hat-trick" de Pierre-Emerick Aubameyang pelo Borussia Dortmund frente ao Qäbälä foi o 37º registado na competição, mas apenas o 11º conseguido fora de portas. Foi também o primeiro de um jogador do Dortmund na UEFA Europa League.

©AFP/Getty Images
Topo