O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Temas em debate na UEFA Europa League

"Catenaccio" posto de lado, "europeu" Roberto Soldado, dia mau de Craig Gordon, lamento do Young Boys e ataque do Salzburgo: cinco questões pertinentes.

O Nápoles marcou quatro na visita ao Trabzonspor
O Nápoles marcou quatro na visita ao Trabzonspor ©AFP/Getty Images

O fim do "Catenaccio"?
Quatro das cinco equipas italianas em prova nos 16 avos-de-final da UEFA Europa League têm o apuramento em aberto depois de empatarem as partidas da primeira mão. Enquanto a AS Roma e Torino FC o fizeram em casa, ante Feyenoord e Athletic Club, respectivamente, as três formações da Serie A que jogaram fora somaram resultados positivos. Se atentarmos no cariz atacante exibido por Nápoles, Internazionale e Fiorentina, pode-se especular que a arte italiana do futebol defensivo faz agora parte do passado. O "catenaccio" poderá ter sido posto de lado, mas "prima non prenderle" – primeiro não sofrer golos – sempre foi visto como o objectivo primordial das equipas italianas quando jogavam na Europa durante muitos anos. No entanto, os resultados da primeira mão poderão indicar uma mudança de mentalidade. Paolo Menicucci 

Roma 1-1 Feyenoord, Torino 2-2 Athletic, Trabzonspor 0-4 Napoli

©Getty Images

Soldado mostra-se na Europa
A grande questão para os adeptos do Tottenham Hotspur FC nas últimas semanas mudou de "Será que o Harry Kane vale mesmo aquilo?" para "o que acontece se Harry Kane se lesionar?" A resposta demorou apenas seis minutos a chegar a White Hart Lane. Com um fantástico disparo de pé direito, Roberto Soldado recordou a todos a razão dos "spurs" terem alegadamente pago 30 milhões de euros para o trazer do Valencia CF em Agosto de 2013 e poderá ser figura de proa, caso Kane, o novo herói do clube, perca o toque de Midas exibido nos últimos meses. Mark Pettit

©Getty Images

Tottenham 1-1 Fiorentina

Tudo aconteceu a Gordon, guarda-redes do Celtic
De santo a pecador – foi assim a semana do guarda-redes do Celtic FC, Craig Gordon. Elogiado pela espectacular dupla defesa frente ao Saint Johnstone FC, no fim-de-semana, que ajudou a sua formação a segurar a vitória de 2-1, o jogador de 32 anos cometeu alguns erros pouco comuns no emocionante empate 3-3 frente ao Internazionale. Alex O'Henley

©AFP/Getty Images

Celtic 1-1 Inter

Young Boys lamenta desperdício
O jogo de Berna foi uma clara lembrança de quão ténue é a linha entre o sucesso e o falhanço e como um ou dois segundos podem mudar o que se passa em 90 minutos. Não que o Everton FC não tenha sido um vencedor merecido – o guarda-redes do BSC Young Boys Yvon Mvogo fez algumas boas intervenções – mas o marcador foi incrivelmente injusto para os da casa, muito por culpa do dono da baliza inglesa, Tim HowardIan Holyman

©AFP/Getty Images

Young Boys 1-4 Everton

Renovação do ataque do Salzburgo
O FC Salzburg, líder da Bundesliga austríaca, foi forçado a reconstruir a linha atacante no mercado de Inverno. Alan, melhor marcador da fase de grupos da UEFA Europa League com oito golos, rumo aos chineses do Guangzhou Evergrande FC, enquanto o criativo esloveno Kevin Kampl assinou pelo Borussia Dortmund, ambos por uma verba estimada de 12 milhões de euros. O Villarreal CF levou a melhor na partida de ontem, mas o tento de Jonatan Soriano no regresso a Espanha fez com que estes 16 avos-de-final continuassem em aberto, e os visitantes a constituírem-se verdadeira ameaça no contra-ataque com a renovada linha atacante. Delfin Ramirez

Villarreal 2-1 Salzburgo