Retrospectiva: Wolfsburgo - Sporting

O Wolfsburgo espera que o mau registo do Sporting na Alemanha continue, numa altura em que as equipas preparam a primeira mão dos 16 avos-de-final.

Os jogadores do Wolfsburgo comemoram um golo ao LOSC
Os jogadores do Wolfsburgo comemoram um golo ao LOSC ©AFP/Getty Images

O VfL Wolfsburg espera que o registo do adversário na Alemanha seja bom augúrio, quando se prepara para defrontar o Sporting Clube de Portugal nos 16 avos-de-final da UEFA Europa League.

Encontros anteriores
• As duas equipas encontram-se pela primeira vez nas provas europeias.

• O Wolfsburgo venceu por 3-2 no reduto do SC Braga no único embate anterior frente a adversários de Portugal.

• O Sporting não ganhou em dez deslocações à Alemanha (1E 9D); conseguiu apenas dois triunfos no total de 20 compromissos com equipas germânicas.

• O Sporting defrontou adversários alemães esta temporada: perdeu por 4-3 fora e venceu por 4-2 em casa o FC Schalke 04 na fase de grupos da UEFA Champions League.

Guia de forma
• O Wolfsburgo ganhou apenas um dos últimos quatro jogos europeus em casa (1V 1E 2D).

• O Sporting não ganha há 13 jogos europeus fora (4E 9D), desde o 2-0 no terreno do FC Zürich na fase de grupos de 2011/12 da UEFA Europa League.

Ligações e curiosidades
• O Wolfsburgo tem um jogador português no plantel, Vierinha, enquanto o guarda-redes suíço Diego Benaglio também jogou em Portugal, no CD Nacional, entre 2005 e 2008, altura em que reforçou o Wolfsburgo.

• O extremo do Sporting, Diego Capel, fez 27 anos a 16 de Fevereiro e pode realizar o jogo europeu 50 ante o Wolfsburgo.

Treinadores
• Anteriormente médio em divisões inferiores e a tirar um curso de polícia, o treinador do Wolfsburgo, Dieter Hecking, está de regresso à Europa pela primeira vez desde que levou o TSV Alemannia Aachen da segunda divisão à fase de grupos da Taça UEFA de 2004/05. Mais recentemente orientou o Hannover 96 e o 1. FC Nürnberg, tendo assumido o actual cargo em Dezembro de 2012.

• Nascido em Lisboa, o treinador do Sporting, Marco Silva, passou o melhor da carreira ao serviço do Estoril Praia, como lateral-esquerdo, antes de enveredar pela carreira de técnico após pendurar as chuteiras em 2011. Depois de garantir a subida à Liga na primeira época no cargo, alcançou o quinto e o quarto lugar nas temporadas seguintes, o que levou o Sporting a escolhê-lo para suceder a Leonardo Jardim quando este rumou ao AS Monaco FC no Verão de 2014.