Emery diz que Sevilha tem de ser paciente

O Sevilha "tem de estar tranquilo" na tentativa de dar a volta à desvantagem de 1-0 na recepção ao Porto, cujo treinador Luís Castro quer voltar a dominar.

Sevilha treina-se na noite anterior ao jogo com o Porto
Sevilha treina-se na noite anterior ao jogo com o Porto ©AFP/Getty Images

Unai Emery e Daniel Carriço vincaram a necessidade do Sevilla FC não ficar impaciente na tentativa de dar a volta à desvantagem de 1-0 frente ao FC Porto nos quartos-de-final da UEFA Europa League.

A equipa espanhola recebe os "dragões" depois de o golo de cabeça de Eliaquim Mangala, aos 31 minutos, ter dado vantagem ao conjunto português há uma semana, no jogo da primeira mão. Mais do que correr desenfreadamente em busca de igualar a eliminatória e consequentemente ficar exposto a contra-ataques, tanto o treinador como o defesa dizem que o Sevilha, cuja campanha começou na terceira pré-eliminatória, a 1 de Agosto, deve estar preparado para jogar um longo encontro.

Acima de tudo, os duas vezes vencedores da Taça UEFA têm de ser disciplinados na defesa se quiserem desforrar-se da eliminação por causa dos golos marcados fora nos 16 avos-de-final em 2010/11. Um resultado total que incluiu uma derrota por 2-1 em casa. "Precisamos de estar tranquilos - há 90 minutos para jogar", disse o antigo jogador do Sporting Clube de Portugal, Daniel Carriço, que está emprestado ao Sevilha até final da época pelos ingleses do Reading FC. "Temos uma desvantagem de um golo para o Porto e o mais importante é defender muito bem."

Emery explicou: "Temos de ser pacientes e trabalhar durante os 90 minutos. Temos de saber dar respostas a tudo o que vier a acontecer. Seria bom para nós se o jogo se prolongasse e tivéssemos oportunidades para ganhar. A forma como jogamos é mais importante do que tácticas e jogadores. Temos de ser fortes enquanto equipa, criar jogadas de ataque e ter planos defensivos para quando perdermos a bola."

Um dado positivo para o Sevilha são as ausências do avançado do Porto, Jackson Martínez, o melhor goleador da Liga Portuguesa com 18 golos esta temporada, e Fernando, que está suspenso. Emery não pode contar com o defesa Alberto Moreno, castigado, mas nem por isso dá grande importância ao assunto. "Não olho para o Porto baseado nos jogadores ausentes, mas sim naqueles que os vão substituir", disse.

Apesar da ausência de Martínez, Luís Castro tem um objectivo claro. "Temos de marcar cedo - se fizermos um golo, ficaremos com uma grande vantagem", disse o treinador, cuja equipa defendeu com sucesso fora uma vantagem de 1-0, na última eliminatória frente ao SSC Napoli. "Este é um jogo diferente do de Nápoles e temos de estar preparados para isso. Dominámos o encontro da primeira mão, apesar de só termos conseguido marcar um golo. Temos de dominar este jogo também."

Apesar desse desejo, e da derrota do Sevilha em casa por 2-0 com os rivais da cidade, o Real Betis Balompié, nos oitavos-de-final desta competição, Castro sabe que passar incólume pelo Estadio Ramón Sánchez Pizjuán não será tarefa fácil. "Temos de jogar com muita qualidade. O Sevilha é uma grande equipa, estão no quinto lugar do melhor campeonato do Mundo e isso prova o quanto são bons. Os jogadores estão muito confiantes, será difícil, mas [marcar] um golo é uma motivação adicional para nós."