O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
A partir de 25 de Janeiro, o UEFA.com já não vai suportar o Internet Explorer.
Para obter a melhor experiência possível, recomendamos que use Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Valência mais forte na Bulgária

PFC Ludogorets Razgrad 0-3 Valencia CF
Os visitantes resistiram à expulsão de Seydou Keita e a um penalty falhado pelos da casa.

Fede Cartabia faz a festa depois de apontar o segundo golo do Valência
Fede Cartabia faz a festa depois de apontar o segundo golo do Valência ©AFP/Getty Images

O Valencia CF foi a Sófia somar uma importante vitória por 3-0 no terreno do PFC Ludogorets Razgrad, num jogo em que actuou mais de uma hora reduzido a dez jogadores e no qual que viu o adversário falhar uma grande penalidade.

Com João Pereira a titular, o Valência inaugurou o marcador logo aos cinco minutos, por intermédio de Antonio Barragán, e ampliou a vantagem ao minuto 33, graças a um golo Fede Cartabia, já depois de Seydou Keita ter recebido ordem de expulsão por cometer uma grande penalidade que Roman Bezjak não conseguiu concretizar. Até aqui invicto em casa na prova, o Ludogorets, que contou com o português Fábio Espinho no "onze", tentou reagir no segundo tempo, mas quem voltou a marcar foram os visitantes, aos 58 minutos, por Philippe Senderos.

O Valência entrou melhor no encontro e, depois de um primeiro aviso, chegou mesmo ao golo. Na sequência de um livre, a bola sobrou para a entrada da grande área, onde Barragán surgiu a rematar forte, de pé direito, para o fundo das redes. A turma da casa, porém, reagiu bem e começou a chegar com algum perigo junto da baliza contrária.

Num desses lances, Keita derrubou Bezjak quando este se preparava para rematar. O médio maliano recebeu ordem de expulsão, mas, na conversão da consequente grande penalidade, o mesmo Bezjak permitiu a defesa do guarda-redes forasteiro, Diego Alves. O Ludogorets não se deixou afectar; em superioridade numérica, continuou à procura do golo e viu Virgil Misidjan acertar no poste pouco depois.

A bola não entrou e, em contra-ataque foi o Valência a marcar. Paco Alcácer desmarcou Cartabia e este rematou de primeira para o 2-0. O resultado não sofreu mais alterações até ao intervalo e quem voltou a marcar no arranque do segundo tempo foi o Valência, com Senderos a cabecear certeiro, na sequência de um pontapé de canto.

Mihail Alexandrov e Fábio Espinho, com remates perigosos, ainda estiveram perto de reduzir a desvantagem dos anfitriões, que também acabariam por terminar o encontro reduzidos a dez jogadores. Juninho Quixadá agrediu João Pereira e viu o cartão vermelho.