Combata a COVID-19 seguindo as indicações da Organização Mundial de Saúde e os cinco passos da FIFA para travar a propagação da doença.

1. Lavar as mãos 2. Tossir para o antebraço 3. Não tocar no rosto 4. Manter a distância física 5. Ficar em casa.
Mais informação >
 

Fiorentina elimina Esbjerg rumo aos "oitavos"

ACF Fiorentina 1-1 Esbjerg fB (total: 4-2)
Um golo tardio de Mikkel Vestergaard foi insuficiente para evitar que os "viola" se apurassem.

Ryan Laursen, do Esbjerg, em despique com Manuel Pasqual
Ryan Laursen, do Esbjerg, em despique com Manuel Pasqual ©AFP/Getty Images

A ACF Fiorentina apurou-se com facilidade para os oitavos-de-final da UEFA Europa League, onde vai defrontar a Juventus, após totalizar 4-2 no somatório dos dois jogos da eliminatória com o Esbjerg fB.

Um livre directo de Josip Iličić dois minutos após o intervalo selou a qualificação da equipa italiana, e enquanto o Esbjerg nunca pareceu propenso a interromper uma série de cinco derrotas sucessivas, o empate perto do fim conseguido por Mikkel Vestergaard significou uma saída de cabeça erguida. O clube "viola" vai agora defrontar a Juventus, clube que derrotou, com um total de 3-1, na final da edição 1989/90 da Taça UEFA.

Na liderança da eliminatória após vencer por 3-1 na primeira mão, a Fiorentina esteve tranquila na primeira parte, deixando a iniciativa do jogo ao adversário. O acerto defensivo do Esbjerg foi tão bom que a formação da casa não conseguiu mais que uns cruzamentos e uns pontapés livres, criando perigo apenas quando Marvin Compper cabeceou fazendo a bola passar perto do poste.

Na primeira parte, depois de uma semana em que Vincenzo Montella deu conta de carências na preparação para este jogo, jogar o suficiente poupando energias foi a regra. Logo após o intervalo tudo mudou, com Iličić a cobrar um livre na zona frontal fazendo a bola passar a barreira e além braço esquerdo estendido de Frederik Rønnow.

Na outra área, Antonio Rosati teve que esforçar-se na sua primeira partida esta temporada, correspondendo bem ao desafio que lhe era lançado por Vestergaard. Rønnow negou depois o golo a Manuel Pasqual e a Borja Valero antes de o avançado dinamarquês fazer o empate nos instantes finais, marcando por entre as pernas de Compper e sob o corpo do guarda-redes. Terminava assim, em alta, a mais longa campanha europeia de sempre do Esbjerg, mas com a Fiorentina como a equipa apurada. 

Topo