Moses elogia Torres no sucesso do Chelsea

Victor Moses elogiou Fernando Torres, colega do Chelsea e autor de dois golos na vitória de 3-1 imposta ao Rubin ao dizer que o ponta-de-lança espanhol "mostrou do que é capaz".

Fernando Torres (à direita) abraça Victor Moses
Fernando Torres (à direita) abraça Victor Moses ©Getty Images

Os jogadores do Chelsea FC expressaram a sua satisfação após a vitória por 3-1 diante do FC Rubin Kazan, na primeira mão dos quartos-de-final da UEFA Europa League, mas avisaram que esperam dificuldades no segundo jogo, na próxima quinta-feira, em Moscovo, no Estádio Luzhniki. Victor Moses, que marcou um golo, elogiou o colega Fernando Torres, que marcou o primeiro e terceiro dos ingleses, garantindo que o espanhol conta com o apoio de toda a equipa de Rafael Benitez.

Victor Moses, extremo do Chelsea
Não foi um jogo fácil, mas o 3-1 é um resultado justo. Marcar um golo foi algo enorme para mim. Foi necessária rapidez para poder bater a bola daquela forma e fiquei muito feliz ao vê-la entrar na baliza. E foi também bom para a equipa. Toda a gente deu muito de si neste jogo. Temos jogadores de qualidade e espero que sejamos bons suficientes para poder conquistar este troféu.

O Fernando mostrou do que é capaz e apontou dois bons golos. Ele é um marcador nato que tem trabalho muito nos treinos e que tem o apoio de todos nós. Estes golos vão trazer-lhe confiança e fico feliz por isso.  

Ramires, médio do Chelsea
Dispomos de uma boa vantagem para a segunda mão. Sabemos que o segundo jogo vai ser complicado pelo que era importante vencer e marcar três golos.

É duro [disputar tantos jogos sucessivamente]. E torna-se difícil porque ficamos com muito poucos para descansar e recuperar. O Benitez está a agir bem ao rodar a equipa, certificando-se de que ninguém fica desgastado. O que significa que quem ele escolhe está sempre pronto para jogar. Obviamente que ele deseja a qualificação para a próxima UEFA Champions League, mas não vamos abrir mão de nenhum dos outros títulos que perseguimos.

José Rondón, avançado do Rubin
Apesar de derrotados, ainda temos o segundo jogo, em nossa casa, para discutir a eliminatória. A jogar no relvado artificial vamos tentar as nossas hipóteses.