O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Benfica e Fenerbahçe lutam por lugar na final

Alguém vai ter de ceder em Lisboa, com o Benfica invicto em 13 jogos em casa na UEFA Europa League e com o Fenerbahçe sem derrotas nos seis jogos que disputou fora de portas na presente edição da prova.

O Benfica deixou Istambul com uma derrota por 1-0
O Benfica deixou Istambul com uma derrota por 1-0 ©AFP/Getty Images

Após a vitória por 1-0 na primeira mão das meias-finais da UEFA Europa League, o Fenerbahçe SK vai fazer tudo para que a história não se repita, depois de a anterior visita ao terreno do SL Benfica não ter, de todo, corrido bem para os lados da formação turca.

• Na partida da primeira mão, em Istambul, o Fenerbahçe enviou três bolas aos ferros da baliza das "águias", uma delas na conversão de uma grande penalidade, antes de Egemen Korkmaz conseguir, por fim, inaugurar o marcador, num lance em que, inevitavelmente, a bola ainda embateu no poste antes de ultrapassar a linha de golo. Tratou-se de um resultado idêntico ao que o Fenerbahçe havia obtido na outra ocasião em que tinha recebido o Benfica, mas os "canários amarelos" esperarão, sem dúvida, que as semelhanças se fiquem por aí.

Encontros anteriores
• As duas equipas mediram forças na primeira eliminatória da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1975/76, com o Benfica de Mário Wilson a afastar o Fenerbahçe com um total de 7-1. O resultado de 7-0 na primeira mão, em Lisboa, continua a ser a maior derrota do Fenerbahçe nas provas da UEFA.

• A primeira mão foi o primeiro jogo europeu do Benfica desde a saída de Eusébio. Shéu assinalou a estreia nas competições de clubes da UEFA ao abrir o activo, enquanto Nené e Rui Jordão fizeram "hat-tricks". As equipas a 17 de Setembro de 1975, em Lisboa, alinharam da seguinte forma:
Benfica: Bento, Malta da Silva, Barros, Eurico, Bastos Lopes, Vítor Martins, Nené, Toni (Nelinho 79), Jordão, Shéu (Vítor Baptista 70), Moinhos.
Fenerbahçe: Yavuz, Sabahattin, Emin, Nevruz, Alpaslan, Zafer, Aydın (Raşit 72), Engin, Cemil, Ömer, Selhatti (Osman 50).

• As equipas no jogo da segunda mão, disputado em Esmirna, a 1 de Outubro de 1975, no qual Engin Verel apontou o único tento da partida, foram as seguintes:
Fenerbahçe: Adil, Yenal, Alpaslan, Emin, Yılmaz Şen, Zafer (Selhattin 60), Engin, Raşit (Aydın 75), Cemil, Nevruz, Ender.
Benfica: Bento, Artur Correia (Nelinho 46), Barros, Eurico, Bastos Lopes (Diamantino Costa 53), Vítor Martins, Nené, Toni, Jordão, Shéu, Moinhos.

Retrospectiva
• Alguém vai ter de ceder em Lisboa, com o Fenerbahçe ainda invicto ao fim de seis jogos disputados fora de portas na presente edição da prova (4V 2E) e com o Benfica sem derrotas em 13 jogos disputados em casa ao longo de três campanhas na UEFA Europa League, vencendo 12 deles.

• Caso o Fenerbahçe evite a derrota em Lisboa, não só atingirá a sua primeira final europeia de clubes como estabelecerá um novo recorde de série de invencibilidade na UEFA Europa League em jogos fora: sete. Os seis jogos que leva, neste momento, sem perder fora de portas permitiram à formação turca igualar o recorde pertencente a Club Atlético de Madrid, FC Porto e PAOK FC.

• A derrota do Benfica em Istambul colocou ponto final numa série de 38 jogos sem perder da formação "encarnada" em jogos oficiais no conjunto de todas as competições, série que durava já desde a derrota por 2-1 sofrida no terreno do FC Spartak Moskva, na fase de grupos da UEFA Champions League, a 23 de Outubro de 2012.

• O Benfica permanece, ainda assim, invicto a jogar em casa há 19 jogos oficiais no conjunto de todas as provas (17V 2E), desde a derrota por 2-0 na recepção ao FC Barcelona, também na fase de grupos da UEFA Champions League, a 2 de Outubro do ano passado.

• O Fenerbahçe não perdeu nenhum dos sete jogos europeus disputados em 2013 (4V 3E), mas nesta sequência não conseguiu melhor do que média de um golo por jogo.

• Benfica e Chelsea FC transitaram da UEFA Champions League e esperam repetir a proeza do Club Atlético de Madrid em 2009/10, quando venceu a primeira edição da UEFA Europa League depois de só ter começado a competir na fase a eliminar.

• Nenhum dos quatro clubes ainda em prova venceu a Taça UEFA ou a UEFA Europa League, enquanto FC Basel 1893 e Fenerbahçe estão pela primeira vez numa meia-final europeia.

Factos das equipas
• O Fenerbahçe conta com um português no plantel, o médio Raul Meireles. Soma 64 internacionalizações e foi quatro vezes campeão de Portugal ao serviço do FC Porto, antes de rumar ao Liverpool FC e depois ao Chelsea. Na época passada ajudou a equipa de Londres a afastar o Benfica nos quartos-de-final da UEFA Champions League, tendo contribuído com um golo na segunda mão para o triunfo total por 3-1.

• O médio Nemanja Matić, do Benfica, e o avançado Miloš Krašić, do Fenerbahçe, são colegas de equipa na selecção da Sérvia.

• O avançado do Fenerbahçe, Dirk Kuyt, defrontou o Benfica de Jorge Jesus pelo Liverpool FC, em 2009/10, tendo marcado o primeiro golo na segunda mão e ajudado os ingleses a anularem a desvantagem de 2-1 em Lisboa com um triunfo por 4-1 em Anfield. Óscar Cardozo assinou os três golos do Benfica nessa eliminatória.

• O médios Cristian é o único jogador que participou nos 13 jogos do Fenerbahçe desde o início da fase de grupos. No entanto, com 12 jogos a titular e 1080 minutos de utilização, o guarda-redes Volkan Demirel e o defesa Gökhan Gönül são os mais utilizados pelo clube.

• O guarda-redes Artur e o lateral-esquerdo Melgarejo são os únicos jogadores que cumpriram os 630 minutos da campanha do Benfica na UEFA Europa League de 2012/13.

• Luisão, do Benfica, disputou 45 jogos na Taça UEFA/UEFA Europa League e é o segundo jogador ainda em prova com mais jogos disputados no conjunto das duas competições, apenas atrás de David Degen, do Basileia, que leva 46 partidas jogadas.

• O Benfica tem sido mais perigoso na segunda parte dos desafios, pois oito dos 11 golos da equipa foram marcados após o intervalo, dois dos quais nos descontos.

• Ao actuar no encontro de Istambul, o extremo Eduardo Salvio atingiu os 32 jogos na UEFA Europa League, estabelecendo assim um novo recorde na competição. O jogador argentino disputou 20 jogos na prova com a camisola do Atlético de Madrid e 12 com a camisola do Benfica.

• O Benfica necessita de mais três golos para chegar aos 600 nas competições de clubes da UEFA; este vai ser o seu 362º jogo europeu.

• Jorge Jesus começou a carreira como médio no Sporting Clube de Portugal e representou diversos clubes de menor dimensão, antes de terminar a carreira de jogador em 1989. Treinou diversos clubes de divisões inferiores e teve passagens de sucesso pelo CF Os Belenenses e pelo SC Braga no escalão principal. Conduziu o Braga aos oitavos-de-final da UEFA Europa League de 2008/09 e venceu a Taça Intertoto antes da transferência para o Benfica. Venceu o título português em 2009/10 na primeira época no comando das "águias".

• Aykut Kocaman destacou-se como avançado no Fenerbahçe e sagrou-se duas vezes campeão nos oito anos passados no clube (1988-1996). Iniciou a carreira de treinador no Istanbulspor AŞ e, depois de passagens por Malatyaspor, Konyaspor e Ankaraspor AŞ, tornou-se director do futebol do Fenerbahçe. Assumiu o comando da equipa em 2010 e foi campeão na primeira época, antes de conquistar a Taça da Turquia na seguinte.

Ligações a Amesterdão
• O Benfica conquistou o seu segundo título europeu em Amesterdão, ao derrotar o Real Madrid CF, por 5-3, na final da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1961/62. Os "encarnados" jogaram no Olympisch por mais duas vezes, ambas diante do AFC Ajax e ambas na Taça dos Campeões Europeus; perderam por 3-1 nos quartos-de-final de 1968/69 e venceram por 1-0 nas meias-finais, três anos depois. O Benfica nunca jogou na Amsterdam ArenA em jogos oficiais.

• O Fenerbahçe nunca disputou qualquer jogo na Amsterdam ArenA, mas visitou por duas vezes no antigo estádio na Taça dos Campeões, tendo sido derrotado sempre por dois golos de diferença: 3-1 frente ao AFC Door Wilskracht Sterk em 1964 e 2-0 diante do Ajax em 1969.

Fenerbahçe - Basileia
• Os dois clubes nunca se defrontaram nas competições europeias. O Fenerbahçe conta com o defesa Reto Ziegler, cuja carreira como profissional se iniciou no rival Grasshopper-Club, e soma 32 internacionalizações pela Suíça.

Fenerbahçe - Chelsea
• O Chelsea defrontou o Fenerbahçe na caminhada até aos quartos-de-final da UEFA Champions League 2007/08. A equipa treinada por Avraam Grant perdeu por 2-1 em Istambul, mas conseguiu a reviravolta ao triunfar por 2-0 em Stamford Bridge. Miroslav Stoch e Meireles, ambos jogadores do Fenerbahçe, já representaram o Chelsea.

Benfica - Basileia
• O Benfica levou a melhor sobre o Basileia quando os clubes se defrontaram pela primeira vez, na fase de grupos da UEFA Champions League da época passada. Os "encarnados" venceram por 2-0 em Basileia, numa partida em que Cardozo marcou o segundo golo, enquanto a segunda mão, em Lisboa, terminou com 1-1 no marcador.

Desempates por penalties
• O registo do Benfica em desempates por pontapés da marca de grande penalidade nas competições de clubes da UEFA é o seguinte:
V 4-1 (em casa) frente ao PAOK FC, segunda eliminatória da Taça UEFA, 1999/2000.
D 5-6 (campo neutro) frente ao PSV Eindhoven, final da Taça dos Campeões Europeus, 1987/88.

• O registo do único desempate por pontapés da marca de grande penalidade disputado pelo Fenerbahçe nas competições de clubes da UEFA é o seguinte:
V 3-2 (fora) frente ao Sevilla FC, oitavos-de-final da UEFA Champions League, 2007/08.