Basileia em festa, Tottenham destroçado

Michael Dawson qualificou o desempate por grandes penalidades como "cruel" para o Tottenham, mas o triunfo do Basileia foi "histórico" para Serey Die e "muito doce" para Fabian Frei.

O Basileia comemora o triunfo sobre o Tottenham no desempate
O Basileia comemora o triunfo sobre o Tottenham no desempate ©AFP/Getty Images

Serey Die destacou o avançado Alexander Frei, que terminou a carreira, depois de o FC Basel 1893 eliminar o Tottenham Hotspur FC nos desempate e garantir a passagem às meias-finais da UEFA Europa League, um resultado que levou Fabian Frei a recordar um outro triunfo à chuva sobre uma equipa da Premier League, a vitória sobre o Manchester United FC na UEFA Champions League de 2011/12.

Clint Dempsey marcou dois golos e forçou o prolongamento, com a equipa de André Villas-Boas a jogar reduzida a dez jogadores devido à expulsão de Jan Vertonghen, pelo que Michael Dawson considerou este desfecho "cruel".

Serey Die, médio do Basileia
É um resultado histórico. Estou muito feliz por toda a equipa e pelos adeptos. Tínhamos muita confiança no Yann Sommer para o desempate e sabíamos que ele iria defender pelo menos um remate. Tínhamos noção que isso seria suficiente para seguir em frente.

Este foi o último jogo do Alexander Frei a este nível e o seu final de carreira é uma perda para o futebol suíço, mas ele foi importante para mostrar o bom nível do futebol suíço em geral.

Fabian Frei, médio do Basileia
Não sei bem como me sinto. Vamos recordar estes momentos durante toda a vida. Esta é uma vida de um jogador de futebol profissional, dentro de três dias temos mais um jogo e vamos ter de nosso concentrar nisso. Não podemos comemorar, porque o próximo adversário está ao virar da esquina. Foi o mesmo que aconteceu na época passada com o Manchester United, as mesmas sensações, mas para nós as meias-finais são ainda mais importantes. Este é o desfecho mais doce.

Michael Dawson, defesa do Tottenham 
É uma noite cruel, cruel, mas o futebol é assim, temos de ganhar e de perder. Depois de ficarmos reduzidos a dez jogadores no final do tempo regulamentar, organizámo-nos e lutámos muito durante o prolongamento. A equipa tem mérito, pois depois da exibição da primeira mão estávamos longe de ser favoritos para este desafio.