Hazard apura Chelsea nos descontos

Chelsea 1-1 Sparta Praha (total: 2-1)
Um grande golo de Eden Hazard, nos descontos, quebrou os corações dos checos, que obrigaram o Chelsea a suar muito para se apurar.

Eden Hazard exulta após marcar nos descontos o golo do apuramento do Chelsea
Eden Hazard exulta após marcar nos descontos o golo do apuramento do Chelsea ©AFP/Getty Images

Um grande golo de Eden Hazard, no segundo minuto do tempo de compensação da segunda parte, quebrou a resistência do AC Sparta Praha e apurou o Chelsea FC para os oitavos-de-final.

As noites de glória vividas pelo Chelsea na temporada passada, rumo à conquista da UEFA Champions League, pareciam uma memória distante quando David Lafata, recentemente contratado pelo Sparta, assinou o seu primeiro golo pelo clube e igualou a eliminatória para a turma checa logo aos 17 minutos. Embora, a partir daí, a formação de Londres tenha dominado o encontro, o Sparta, sempre muito coeso na defesa, quase conseguiu levar a decisão do apuramento para o prolongamento, mas a magia de Hazard acabou por fazer a diferença em cima do apito final.

Os anfitriões foram os primeiros a criar perigo, nos instantes iniciais da partida, com Fernando Torres a rematar por três vezes no espaço de poucos minutos e a ficar perto de inaugurar o marcador na sequência de um cruzamento de Juan Mata, na direita. O jogo, ainda assim, estava longe de ter apenas um sentido e, na outra área, valeu César Azpilicueta ao Chelsea, a inteceptar, no momento certo, um remate de Václav Kadlec.

Com o Sparta a apresentar três avançados bem subidos no terreno, o Chelsea mostrava dificuldades sempre que se via obrigado a defender. E, na sequência de um livre cobrado rapidamente, Kadlec controlou bem a bola e serviu na perfeição Lafata, que não teve dificuldades em bater o antigo guarda-redes do Sparta, Petr Čech, naquele que foi o 100º encontro disputado pelo guarda-redes checo nas provas europeias.

O Chelsea respondeu e a capacidade de improvisação de Mata deixou-o frente-a-frente com o guarda-redes forasteiro, Tomáš Vaclík, que, contudo, acabou por se mostrar à altura e defender a bola para cima da trave da sua baliza.

Ramires deu nas vistas após o intervalo num remate desviado para a trave por Matěj Hybš. Embora muito pressionados, os visitantes não descuravam as saídas para o contra-ataque e, numa dessas incursões ofensivas, a turma checa viu Marek Matějovský caminhar com a bola de uma ponta à outra do terreno antes de rematar ao lado.

O Sparta dispôs, perto do final, de duas boas oportunidades para chegar ao segundo golo e garantir o triunfo na eliminatória, mas acabou por se ver eliminado mesmo em cima do fim dos 90 minutos, quando Hazard tirou, de forma brilhante, dois adversários do caminho e rematou com êxito, de pé esquerdo.