Plzeň volta a punir o Nápoles

Plzeň 2-0 Nápoles (total: 5-0)
Jan Kovařík e Stanislav Tecl, vindo do banco, confirmaram o categórico apuramento dos checos, que vão agora medir forças com o Fenerbahçe.

Plzeň volta a punir o Nápoles
Plzeň volta a punir o Nápoles ©AFP/Getty Images

Jan Kovařík e Stanislav Tecl marcaram na segunda parte e confirmaram o apuramento do FC Viktoria Plzeň que, com um triunfo por 5-0 sobre o SSC Napoli no conjunto das duas mãos, segue para os oitavos-de-final da UEFA Europa League, onde vai medir forças com o Fenerbahçe SK.

Com a neve a cair sobre Praga, Kovařík deitou em definitivo por terra as já vãs esperanças do Nápoles em dar a volta à eliminatória à passagem do minuto 51 e, embora o melhor marcador da presente edição da prova, Edinson Cavani, ainda tenha entrado em campo para tentar levantar a moral dos visitantes, acabou por ser outro homem vindo do banco, Tecl, a colocar o selo final no categórico apuramento do Plzeň.

Apesar de Cavani iniciar o jogo no banco de suplentes, o Nápoles até entrou bem na partida e Lorenzo Insigne deu trabalho ao guardião da casa, Matús Kozáčik, logo nos primeiros minutos. Mas o Plzeň também podia ter chegado ao golo na primeira parte, quando o veterano mas sempre muito activo Pavel Horváth cruzou da esquerda na direcção do ponta-de-lança Marek Bakoš, que contudo não conseguiu acertar bem na bola e esta acabou por sair ligeiramente ao lado do poste esquerdo da baliza à guarda de Morgan De Sanctis.

O desacerto de Bakoš prosseguiu após o intervalo, com um cabeceamento por cima da trave. Pouco depois, um cruzamento de František Rajtoral, no flanco direito, passou por Bakoš e por Daniel Kolař sem que nenhum conseguisse tocar a bola para o fundo das redes mas, felizmente para o Plzeň, esta acabou por sobrar para Kovařík que, solto de marcação, à entrada da grande área do Nápoles, rematou forte e bateu De Sanctis pela primeira vez.

Lançado em campo após o intervalo, Cavani tentou responder com dois remates de longe, mas foi a turma checa a voltar a marcar, em contra-ataque. Daniel Kolář serviu na perfeição Tecl, que com classe bateu De Sanctis. Radim Řeznik ainda enviou uma bola à trave e, embora ainda tenha exercido alguma pressão nos minutos finais, o Nápoles vai agora concentrar-se somente em lutar com a Juventus pelo título da Serie A.