Benfica afasta Leverkusen em final frenético

SL Benfica 2-1 Bayer 04 Leverkusen (total: 3-1)
André Schürrle respondeu a Ola John antes de Nemanja Matić confirmar o confronto do Benfica com o Bordéus num jogo emocionante.

Benfica afasta Leverkusen em final frenético
Benfica afasta Leverkusen em final frenético ©AFP/Getty Images

O SL Benfica apurou-se para os oitavos-de-final da UEFA Europa League, ao vencer em casa o Bayer 04 Leverkusen por 2-1.

O conjunto comandado por Jorge Jesus apresentou algumas novidades no "onze", com André Almeida no lado direito da defesa, ao passo que Carlos Martins ocupou uma vaga no meio-campo. Lima, Salvio e Maxi Pereira iniciaram o jogo no banco de suplentes. A jogar em casa, o conjunto "encarnado" tentou desde cedo tomar as rédeas do encontro, mas pela frente encontrou uma equipa germânica à procura de um golo que igualasse a eliminatória.

Assim, o primeiro sinal de perigo pertenceu ao Leverkusen, logo aos dois minutos, após a marcação de um pontapé de canto. A bola sobrou para André Schürrle, que rematou de pronto, para defesa apertada de Artur Moraes. Aos 11 minutos, a formação alemã esteve muito perto do golo, na sequência de um remate de Stefan Kiessling, após cruzamento do lado direito, com o esférico a embater no poste.

Ainda assim, o Benfica respondeu cinco minutos depois, com Nicolás Gaitán a rematar de cabeça após cruzamento de André Almeida.  O guarda-redes do Bayer, Bernd Leno, com uma defesa providencial, evitou o golo da equipa da casa. Aos poucos o Benfica conseguiu refrear o ímpeto dos forasteiros, com os alemães forçados a vigiar mais de perto as investidas de Ola John e especialmente Gaitán no lado esquerdo.

Aos 37 minutos o Bayer voltou a despertar e poderia ter inaugurado o marcador. Schürrle ganhou espaço pelo lado direito, rematou com intenção mas Artur evitou males piores para a sua equipa. Em destaque no ataque germânico, Schürrle ficou novamente a centímetros do golo aos 39 minutos, com um remate que voltou a encontrar o poste da baliza "encarnada".

No segundo tempo, o Bayer chegou a introduzir a bola na baliza contrária, aos 50 minutos, mas Stefan Kiessling estava em posição irregular, numa entrada decidida do conjunto alemão. Contudo, os alemães certamente não contavam com um momento de inspiração de Ola John, aos 60 minutos. O internacional holandês, descaído sobre o lado esquerdo, tirou dois adversários da frente e rematou em arco, tendo rubricado um golo de belo efeito.   

O golo serenou o Benfica mas o Bayer poderia ter chegado ao empate aos 67 minutos, após disparo de Schürrle, com Artur a corresponder com uma defesa sensacional. O sinal estava dado e, aos 74 minutos a turma alemã chegou mesmo à igualdade graças a um disparo de primeira de Schürrle à entrada da área. A resposta da equipa portuguesa não poderia ser melhor já que Nemanja Matić deu nova vantagem ao Benfica aos 77 minutos, num oportuno cabeceamento após cruzamento de Lima. Até final, ainda se registaram algumas oportunidades para ambos os lados mas o resultado manteve-se.