O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Bordéus segura empate precioso em Kiev

FC Dynamo Kyiv 1-1 FC Girondins de Bordeaux
Os pupilos de Oleh Blokhin não conseguiram levar a melhor sobre a turma gaulesa, tendo mesmo desperdiçado uma grande penalidade.

Ludovic Obraniak (à esquerda) é felicitado pelos colegas depois de restabelecer a igualdade para o Bordéus
Ludovic Obraniak (à esquerda) é felicitado pelos colegas depois de restabelecer a igualdade para o Bordéus ©AFP/Getty Images

O FC Girondins de Bordeaux conseguiu um feliz, mas importante empate no terreno do FC Dynamo Kyiv, que desperdiçou várias oportunidades de golo, incluindo uma grande penalidade a meio do segundo tempo.

Naquele que foi o primeiro embate entre as duas equipas nas provas da UEFA, Lukman Haruna e Ludovic Obraniak marcaram bonitos golos para as respectivas equipas no decorrer da primeira parte, com o deste último a poder vir a revelar-se decisivo para a eliminatória a favor da formação orientada por Francis Gillot. Os ucranianos viram Oleh Gusev acertar na trave na marcação de uma grande penalidade após o intervalo, permitindo assim ao Bordéus partir com uma ligeira vantagem para a segunda mão, dentro de uma semana, em solo francês.

Sem disputar qualquer jogo oficial desde 4 de Dezembro, poderia ser de esperar que os anfitriões tardassem a encontrar o seu ritmo no encontro. Porém, a formação de Miguel Veloso (titular) entrou bem no jogo e quase marcou logo nos instantes iniciais, por intermédio de Haruna, valendo ao Bordéus um corte precioso de Marc Planus. Pouco depois, foi o guarda-redes Cédric Carrasso a negar o golo a Niko Kranjčar com uma defesa apertada. O guardião dos visitantes, contudo, nada pôde fazer à passagem do minuto 20, com Haruna a controlar na perfeição um passe por alto de Taye Taiwo e a rematar certeiro, para o fundo das redes.

Mas a vantagem no marcador durou apenas três minutos. Obraniak resolveu responder à altura ao golo de Haruna e restabeleceu a igualdade. Com um excelente gesto técnico, Grégory Sertic libertou-se na direita e cruzou atrasado para a entrada do médio polaco que, com um espectacular remate efectuado com a parte de fora do pé esquerdo, a 25 metros do alvo, colocou a bola no ângulo mais distante da baliza adversária.

Na resposta, Andriy Yarmolenko, com a baliza à sua mercê, não conseguiu controlar da melhor forma o seu remate e perdeu a oportunidade de recolocar a sua equipa na frente do marcador, antes de Haruna rematar forte, a rasar a trave. O Bordéus recuou as linhas após o intervalo, mas parecia destinado a ver-se novamente em desvantagem quando Henrique derrubou Gusev na grande área dos forasteiros. Porém, na conversão da consequente grande penalidade, Gusev, que havia saltado do banco pouco antes, rematou à barra, permitindo que os franceses deixassem mesmo Kiev com um precioso empate.