Castro antevê "excelente duelo"

O médio Gonzalo Castro, do Leverkusen, descreveu o Benfica como sendo um "adversário muito difícil" antes do que espera ser um "excelente duelo", na quinta-feira.

Gonzalo Castro marcou dois golos na fase de grupos
Gonzalo Castro marcou dois golos na fase de grupos ©AFP/Getty Images

Admirada pela sua solidez defensiva – a qualificação no segundo lugar do Grupo K da UEFA Europa League teve também por base cinco jogos sem sofrer golos –, o ataque do Bayer 04 Leverkusen pode ter passado despercebido no radar. Jogador-chave no cultivo desta filosofia é o médio Gonzalo Castro, há longa data no clube e esta época com papéis mais ofensivos na equipa.

Com o confronto com o SL Benfica nos 16 avos-de-final como pano de fundo e próxima ameaça à boa carreira do Leverkusen, Castro falou ao UEFA.com sobre as expectativas para o “excelente duelo” com a equipa portuguesa, o conforto da sua terra natal e o desejo inabalável de ter sucesso.

UEFA.com: O Benfica continua invicto em Portugal, mas que ficou abaixo das expectativas na Champions League. O que acha desta equipa?

Gonzalo Castro: Eles vão ser um adversário muito difícil. Apesar da Liga portuguesa não estar entre as quatro melhores da Europa, as suas melhores equipas estão sempre envolvidas nas competições europeias, incluindo a Europa League. Penso haver todos os ingredientes para ser um excelente embate.

UEFA.com: O Leverkusen ainda não perdeu em casa na Europa League. Qual é o plano para este jogo?

Castro: Vamos dar o nosso melhor em casa. Já mostrámos por várias vezes que temos cumprido a nossa missão nos jogos em casa. O Benfica virá jogar aqui com grande respeito por nós. Claro que o ideal seria vencer e não sofrer golos, mas mesmo que isso não seja conseguido tudo ainda será possível. Também somos capazes de jogar bem fora de casa.

UEFA.com: Como jogador, sente que a Europa League cresceu à custa da Champions League?

Castro: Sim, há muitas boas equipas envolvidas e incluo o Benfica e nós nesse grupo. Se falarmos da fase de grupos, existe enorme diferença entre a Europa League e a Champions  League. Porém, agora, com as equipas que chegaram da Champions League a serem incluídas na fase a eliminar, a Europa League adquiriu muita qualidade.

UEFA.com: O que acha ser a sua equipa capaz de fazer?

Castro: Mostrámos a nível europeu o que fazemos a nível doméstico, que somos capazes de competir com equipas de topo como o Chelsea, o Bayern ou o Borussia Dortmund. É claro que precisaríamos de estar num dia perfeito para vencer estas grandes equipas e não estou a dizer com isto que iremos chegar à final. Vamos esperar para ver. Queremos encarar um jogo de cada vez e jogar sempre ao melhor nível.

UEFA.com: Como explica ter hoje funções mais ofensivas em campo?

Castro: Esta posição adequa-se mais ao meu estilo de jogo do que quando alinhava a defesa-direito. Obviamente que ao jogar nesta posição passo a estar envolvido em situações de decisão, de golo, o que atrai mais a atenção sobre o nosso desempenho.

UEFA.com: Qual é o seu objectivo para os próximos 12 meses? Regressar à selecção da Alemanha?

Castro: Estou concentrado no Leverkusen. Não há que pensar em outras coisas. Quero fazer bons jogos pelo clube. Não posso influenciar em mais nenhuma área, pois nunca conheci um jogador que tenha, através de conversas, assegurado o seu regresso à selecção nacional.

Topo