Udinese silencia Anfield

Liverpool FC 2-3 Udinese Calcio
A perder ao intervalo, a equipa da Serie A bateu Pepe Reina três vezes em 26 minutos e ficou em igualdade pontual com o Anji no topo do Grupo A.

Giovanni Pasquale festeja o 3-1 para a Udinese
Giovanni Pasquale festeja o 3-1 para a Udinese ©Getty Images

O Liverpool FC foi surpreendido por três golos na segunda parte, num encontro em que Udinese Calcio recuperou de desvantagem para vencer por 3-2, em Anfield.

O golo de Antonio Di Natale, um autogolo de Sebastián Coates e um remate soberbo de Giovanni Pasquale foram suficientes para contrariar o tento madrugador de Jonjo Shelvey e um livre fantástico de Luis Suárez. A Udinese soma agora quatro pontos no Grupo A, contra três do Liverpool.

Depois de ter marcado cinco golos em dois dos últimos três jogos fora, o Liverpool parecia pronto para manter a veia goleadora, no regresso a Anfield. Shelvey colocou os "reds" em vantagem aos 23 minutos, com um tempo de entrada e cabeceamento perfeito, respondendo ao cruzamento de Stewart Downing para desfeitear Željko Brkić.

No entanto, a Udinese, que tinha empatado os três últimos jogos europeus, fez o 1-1 logo após o intervalo. O emblema da Serie A abriu a defesa da casa com uma jogada bem trabalhada, com o suplente Andrea Lazzari a atrasar para Di Natale; o instinto predatório do avançado fez o resto.

Recentemente, o treinador do Liverpool, Brendan Rodgers tinha enfatizado a importância dos seus jogadores mais velhos assumirem responsabilidades, por isso, aos 65 minutos, foi sem surpresa que fez entrar Steven Gerrard e Suárez. De forma involuntária, Shelvey negou um golo certo ao avançado uruguaio, antes de os visitantes passarem para a frente do marcador, no seu 50º jogo europeu. Desta feita, Di Natale efectuou o cruzamento perigoso e Coates, sem querer, cabeceou para o fundo da baliza de Pepe Reina.

Rapidamente, a falange de apoio visitante teve mais motivos para festejar. Di Natale aguentou a bola o tempo suficiente para permitir a chegada de Pasquale, que rematou rasteiro, sem hipóteses para Reina. Apesar de Suárez ter reavivado a esperança do Liverpool, com um livre fantástico, a Udinese aguentou a vantagem.

Conteúdos relacionados