O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
A partir de 25 de Janeiro, o UEFA.com já não vai suportar o Internet Explorer.
Para obter a melhor experiência possível, recomendamos que use Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Superação alemã na Holanda

FC Twente 2-2 Hannover 96
Depois de estar a perder por dois golos, o Hannover conseguiu um inesperado ponto na estreia do Grupo L, graças a um autogolo de Peter Wisgerhof.

Superação alemã na Holanda
Superação alemã na Holanda ©Getty Images

O Hannover 96 recuperou de uma desvantagem de dois golos no terreno do FC Twente, garantindo um empate na estreia do Grupo L da UEFA Europa League.

A equipa holandesa caminhava para o 10º triunfo em 11 jogos graças aos golos de Willem Janssen e Nacer Chadli, este num livre, mas a equipa de Steve McClaren permitiu aos alemães reduzirem a meio da segunda parte, por Artur Sobiech. E, apenas seis minutos depois, Peter Wisgerhof marcou na própria baliza e selou o 2-2 final.

Os holandeses já tinham ameaçado quando chegaram ao primeiro golo, com Luc Castaignos a atirar ao lado após um belo passe de Dušan Tadić. Os alemães não perceberam o aviso e, pouco depois, uma jogada entre Tadić e Roberto Rosales permitiu a Chadli isolar Janssen. O médio esticou-se e, perante a saída de Rob-Robert Zieler, fez a bola passar por baixo do guarda-redes.

Animados pelo golo número 200 do clube nas competições europeias, o Twente partiu em busca de mais um golo, com Tadić a desperdiçar a primeira das três oportunidades que a equipa teve até ao intervalo. Depois, o internacional sérvio voltou a falhar o alvo, antes de Castaignos atirar ao lado.

Chadli acabaria por festejar mesmo no nono minuto da segunda parte, com um livre que desviou em Jan Schlaudraff na barreira alemã e só acabou no fundo das redes. O Hannover pouco tinha mostrado no ataque até então, mas, aos 67 minutos, o recém-entrado Sobiech fez o 2-1, na recarga a um primeiro remate de Konstantin Rausch que Denny Landzaat não conseguiu aliviar.

E, de um momento para o outro, o Twente perdeu o controlo da situação perante o aumentar de ritmo do adversário, com Wisgerhof, pressionado por Sobiech, a ter a infelicidade de marcar na própria baliza. Num final emocionante, Castaignos quase deu o triunfo ao Twente, mas Zieler fez duas belíssimas defesas.